De fato empregos

62 vagas de trabalho disponíveis de facto part time em lisboa para encontrar a oferta de trabalho que você está procurando. As melhores ofertas de emprego estão no Trovit. Tenha certeza de que sua caixa de entrada de e-mails não esteja cheia, e de que não possua algum filtro anti-spam que possa bloquear a nossa mensagem. Se não receber a mensagem, entre em contato com a nossa Central de Atendimento ao Cliente para recuperar seus dados. Atenciosamente, Equipe Empregos.com.br ajudante de aÇougueiro: 06 meses de experiÊncia na carteira de trabalho. ensino fundamental completo. auxiliar na manipulaÇÃo das carnes, conhecimento em cortes, embalar e pesar mercadorias para venda. vagas para moradores de lafaiete. horÁrio de trabalho de 12:30 Ás 21:50. ajudante geral de marmoraria Tenha certeza de que sua caixa de entrada de e-mails não esteja cheia, e de que não possua algum filtro anti-spam que possa bloquear a nossa mensagem. Se não receber a mensagem, entre em contato com a nossa Central de Atendimento ao Cliente para recuperar seus dados. Atenciosamente, Equipe Empregos.com.br Se há algo em que a esquerda e a direita clássicas frequentemente estão de acordo é no fato de ambas concordarem que mais empregos são uma solução para qualquer problema. Não se fala em “bons” trabalhos, que de fato signifiquem algo. Vagas abertas de 'Fato Básico'. Técnico de Campo, Vigia / Vigilante, Atendente e mais no Indeed.com.br Auxiliar escrituração fiscal Nº de vagas: 01. Área de atuação: experiência para departamento fiscal /conhecimento do Sistema Domínio de preferencia; e que tenha trabalhado em escritório de contabilidade. Sexo: indiferente. Escolaridade: indiferente. Experiência na área é primordial. Salário: a combinar + VT + alimentação. Boa tarde, tenho dois colaboradores, unidos de facto, em empresas distintas, com 1 descendente e que vão entregar o Mod3 em conjunto. Ao nível da tabela de retenção considero, não casados com 1 descendente em ambos?

Guia para dummies de como obter e manter o poder ditadorial (Parte 1)

2020.09.25 19:35 ssantorini Guia para dummies de como obter e manter o poder ditadorial (Parte 1)

Muita gente irá pedir fontes do que irei descrever aqui. Não é possível citá-las, porque o que descreverei se baseia em senso comum obtido a partir de vários locais. Mas para dar uma situada em quem quiser se aprofundar mais, enumerarei as principais inspirações para o que tentarei descrever aqui:
- O Príncipe, de Maquiavel
- A história de Roma, principalmente a de Júlio César e suas imitações fictícias, como a de Palpatine.
- O "Princípio de Pareto", 1984, Espírito das Leis de Montesquieu, A Sociedade Aberta e Seus Inimigos de Karl Popper.
PRINCÍPIOS BÁSICOS
1- Ninguém é capaz de controlar a mente alheia igual o Professor Xavier, logo é necessário APOIO de terceiros para conseguir obter e manter o poder. Nenhum poder é exercido do nada ou surge do vácuo, ele só existe devido ao APOIO que o governante tem da maioria ou dos grupos que, embora não sejam a maioria numérica, são os mais fortes militarmente.
2- Não é necessário controlar TODAS AS PESSOAS para se obter e manter o poder. A imensa maioria da população é completamente alheia a esse processo e não se importa com quem manda, desde que elas tenham alguns direitos essenciais não violados (vida, posse da maioria dos frutos do seu trabalho e integridade da sua família). Apenas uma minoria se importa e dedica tempo + recursos para influenciar o governo e tentar obter uma fatia do poder. É apenas com essa minoria que o aspirante a ditador deve se preocupar na maior parte do tempo. Somente essa minoria precisa ser ativamente cooptada OU suprimida. Somente essa minoria precisa ser vigiada de perto.
Exemplos: Princípio de Pareto (80/20), 1984 (apenas as classes médias-altas são vigiadas pelas teletelas) e Maquiavel ("a maioria dos homens vive sossegada se não mexem com sua propriedade ou mulheres. O príncipe que não se faz odiado ou desprezado só precisa cuidar da ambição de poucos") e Luis XIV (manteve os nobres perto de si para vigiá-los).
Um outro exemplo são os fóruns de internet: 90% dos problemas com a moderação são causados por menos de 10% dos usuários.
3- O que garante o poder em última instância é a FORÇA MILITAR. Mas mesmo uma força militar formidável se esgotaria se precisasse lutar 24/7 para defender o ditador. Além disso, não é possível gozar as vantagens do poder se for necessário matar a maioria dos governados para mantê-lo. E ainda mais: a paciência, lealdade e disposição desses militares para defender o ditador não é infinita. Logo, é necessário que o ditador tenha algum nível mínimo de aceitação da maioria dos governados para que não surja o tempo todo inimigos que precisem ser combatidos. Essa aceitação recebe o nome de LEGITIMIDADE.
4- A legitimidade pode ser obtida de 4 fontes diferentes:
A- Religião: o grupo que controla a religião (clero) estabelece o ditador como um governante indicado pelos deuses, ou como ele próprio um deus ou filho de deuses. Vantagens: deixa o governante praticamente intocável Desvantagens: deixa o clero poderoso demais e não é aplicável em uma sociedade com pluralismo religioso.
Uma forma perfeita de usar esse instrumento seria o próprio ditador ser ao mesmo tempo o clérigo supremo, como ocorreu em Roma no início do Império. Isso eliminaria o problema do clero poderoso, porém o perigo representado pelo pluralismo religioso persistiria.
B- Tradição: ela provém de algum "mito fundador" do estado, nação ou tribo que dá a uma determinada linhagem familiar ou a algum vencedor em determinada competição tradicional o direito de governar. O aspirante a ditador necessitaria forjar um parentesco com a linhagem governante (caso já não seja desta) através de papéis falsificados, divulgação calculada de fake news ou casando-se com algum membro desta família. Se o método de escolha for alguma competição, fica mais difícil, exceto se o aspirante a ditador conseguir trapaceá-la de algum modo.
Vantagens: as mesmas da religião, porém em uma versão bem mais enfraquecida.
Desvantagens: a tradição tende a criar uma "nobreza", e esta costuma ter aspirações ao poder.
C- Ideologia: ela provém de um conjunto de idéias, princípios, crenças ou aspirações sobre a economia, sociedade, cultura ou mesmo religião. O ditador é visto como um "revolucionário" que está tentando implementar o que a ideologia determina como bom ou necessário, ou então é visto como um "defensor" do status quo e das "coisas boas" atuais contra alguma ameaça perigosa, seja interna (revolucionária) ou externa.
Vantagens: é aplicável a uma sociedade com pluralismo religioso ou cultural e combina bem com o cientificismo pós-iluminista, dado que não exige crenças sobrenaturais ou a idéia de nobreza hereditária.
Desvantagens: É necessário manter um clima de "revolução permanente", ou seja, os objetivos propostos pela ideologia não podem ser todos concretizados mesmo que fossem possíveis, pois isso eliminaria a justificativa para o ditador permanecer no poder. Essa justificativa ideológica tende a perder força com o passar do tempo, com o aumento gradativo do ceticismo da população em relação à mesma. Chegará um tempo em que o ditador (ou seus sucessores) precisará fazer duas coisas pra TENTAR manter o poder: conceder generosas regalias aos militares e isolar completamente a população da influência de idéias contrárias ao regime. Se essas duas coisas não forem feitas, o regime tende a acabar de forma natural.
D- Popularidade: ela provém da aprovação (real ou imaginária) que o ditador tem da maioria da população. Ele está no poder porque essa é, supostamente, a vontade da população.
Nesse caso, ele terá que COMPRAR a população com várias "bondades". A massa mais pobre do povo irá receber "presentes" do governo em forma de comida, itens diversos, entretenimento ou serviços quaisquer. As camadas médias recebem emprego e segurança (que deve ser melhor do que a oferecida pela concorrência, seja esta outro ditador ou a democracia) e a elite recebe favores econômicos diversos.
Comprando a população, o ditador irá criar alguma mini-ideologia que justifique sua posição (a mais comum e efetiva é a de "defender" o país ou o povo contra determinados inimigos ou problemas), controlar o fluxo de informações na imprensa, promover a sua imagem e, após assegurado isso, promover simulacros de eleições para "confirmarem" que ele é o governante desejado pela população.
Vantagens: não possui nenhuma vantagem, exceto o fato de às vezes ser a única opção disponível dada a conjuntura sociocultural do país.

Desvantagens: é muito caro pra ser mantido. Na ausência de qualquer razão para a sua posição além da popularidade, ele deve estar o tempo todo concedendo "bondades" ao povo para manter o seu apoio, e isso sai caro, podendo arruinar o país no longo prazo. Essa estratégia não é duradoura e dificilmente esse ditador consegue fazer sucessor, isso se conseguir governar até a morte. Popularidade sozinha é algo fugaz e mutável, o ditador é visto como uma pessoa comum (portanto tocável) e em qualquer vacilo ele pode ser morto.

Escreverei mais sobre esse assunto futuramente, talvez.
submitted by ssantorini to brasilivre [link] [comments]


2020.09.24 04:02 One-Coffee-0507 Eu faço o que com isso agora?

Sempre quis emagrecer, apesar de nunca ter sido gorda de fato. Achava que seria mais feliz quando conseguisse um corpo "bonito". Acontece que eu consegui, eu tenho um corpo que não é extremamente malhado mas me sinto muito bem nele. Mas e agora, eu faço o que com isso? Meu emprego ainda é um saco. Minhas dívidas ainda me consomem. Ele ainda não me ama. Essa parte ninguém te conta: a vida continua uma bosta, você estando gostosa ou não.
submitted by One-Coffee-0507 to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 19:01 leonico1516 Beco sem saída

Me encontro num beco sem saída, em todas as áreas da vida pra praticamente, vida amorosa nada positivo, zero relacionamentos zero pegação, enfim zero e o meu número, sou bem abaixo da média em beleza e ainda junta o fato que sou meio autista ( nunca fui num psicólogo, mas tenho os "sintomas" sou bem retardado com interassão social ) e das vezes que tentei arranjar alguém sempre fui rejeitado/humilhado, sempre senti que tinha algo de errado comigo, na minha percepção as pessoas me vêem com certa pena, e perceber isso me deixa muito mau, tira as poucas forças que tenho, juntando o fato também não tenho amigos mais, os que eu tinha perdi contato, pq eles só sabiam se gabar dos rolê e das mina que eles supostamente pegavam, e nisso me sentia humilhado tbm, por isso cortei contato.
Sobre a vida profissional um fracasso total já perdi as contas de quantas entrevista já fui sem conseguir nada, só tenho uma experiência na carteira de jovem aprendiz ainda, e por isso não consigo emprego de jeito nenhum, e essa pandemia só piorou ainda mais... Não tenho perspectiva de futuro, não tenho talento e nem o que fazer numa futura faculdade, só não passo fome pq minha família segura as pontas, mais já me olha com desdém um inútil um vagabundo... Enfim só não pulo da ponte pq minha mãe iria sofrer muito, então tô empurrando com a barriga até onde eu aguentar, tomara que exista encarnação por que essa vida não deu certo...desculpa o vitimismo já cansei de fingir que tá tudo bem precisava desabafar...
submitted by leonico1516 to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 17:23 Vedovati_Pisos 11 Esportes com cavalos para conhecer e se encantar

Você conhece um ou mais esportes com cavalos?

O cavalo é uma espécie de animal amiga e companheira do homem desde os primeiros passos da humanidade e da civilização.

Sua docilidade, inteligência e versatilidade, permitiram que esses animais pudessem ser empregados em diversas atividades. Geralmente relacionadas ao trabalho, como o transporte de cargas e pessoas.

Afinal, estamos falando de animais fortes e com boa resistência para o trabalho.

No entanto, os cavalos também são empregados em atividades voltadas ao lazer e ao esporte. Neles, os cavalos são animais que costumam dar um verdadeiro show com sua inteligência e capacidade física.

Neste artigo, reunimos 11 esportes com cavalos que vale muito a pena conhecer, se encantar… E por que não, praticar algum desses esportes equestres, não é mesmo?

Sem mais delongas, vamos começar.

1# Doma Clássica: sutileza e elegância nos esportes com cavalos
Vamos começar a nossa lista de esportes equestres com a Doma Clássica.

Também conhecida por “adestramento” ou “dressage”, a doma clássica é um dos mais elegantes esportes com cavalos. Ela faz parte das modalidades de esportes de equitação que fazem parte dos Jogos Olímpicos.

Nas Olimpíadas, esta é uma das modalidades mais exigentes, tanto para cavalos quanto para seus domadores. E nas apresentações qualquer falha ou deslize é punido com a perda de pontos preciosos.

A doma clássica é o esporte equestre que tem como principal objetivo a exaltação da majestade do animal. O eixo principal deste esporte são a força, habilidade e a beleza do cavalo. E o objetivo principal do esporte é de que o cavalo consiga responder perfeitamente aos comandos do jóquei.

As provas presentes na modalidade da doma clássica devem ser executadas com estrita harmonia e equilíbrio. Que só podem ser alcançados quando existe uma grande sintonia entre o animal e seu jóquei.

Nas apresentações deste deste esporte equestre é esperado que o cavalo seja capaz de demonstrar serenidade e imponência.

O cavalo deve conseguir executar perfeitamente movimentos como piaffe, passage, pirueta e caprioli. Esses são os parâmetros introdutórios da prática de equitação formam a base para a prática e competição na doma clássica.

Essa modalidade é tida como uma das mais elegantes e nobres entre os esportes com cavalos. É extremamente charmosa e bonita de se ver, especialmente para qualquer um que ame cavalos.

2# Corrida a Galope: um dos mais tradicionais esportes equestres
A Corrida a Galope é um dos esportes com cavalos mais tradicionais que existe. Ele é intenso, e gera muita adrenalina para quem assiste uma corrida, e mais para quem participa de uma.

Também conhecida como turfe ou corrida hípica, a corrida a galope é um dos esportes equestres mais antigos que se tem registro. Ela é praticada desde a época da Grécia Antiga, o que dá uma dimensão do apreço que a civilização tem por esse esporte com cavalos.

Hoje em dia, a forma do esporte mais popular é o turfe, praticado conforme sua origem na Inglaterra durante o século XVII. Até mesmo o termo turfe vem de “Turf”, que era a palavra usada para designar as corridas de cavalo na Inglaterra.

Nesta modalidade de esporte equestre é comum que os espectadores das corridas possam apostar em seu cavalo favorito.

Na corrida a galope os competidores conjuntos formados por um cavalo e um cavaleiro ou “jóquei”. A competição se dá em pistas preparadas especialmente, em hipódromos.

Os competidores do turfe saem ao mesmo tempo de um único ponto da pista e vence quem completar o percurso em menos tempo. Os percursos variam entre provas de cancha reta com 400 metros, até 4000 metros.

E neste caso de provas com percursos maiores as corridas são denominadas de Grandes Prêmios.

No entanto, atualmente as distâncias mais frequentes nos percursos de corridas são 1000 metros, 1600 metros e 2400 metros.

Os cavalos das raças Puro Sangue e Quarto de Milha são os mais recomendados para a prática deste esporte equestre.

3# Polo com Cavalos: equinos e o seu “futebol”
O Polo é o único do esportes com cavalos que, em alguns aspectos, até lembra o futebol.

O esporte é praticado com duas equipes com quatro cavalos montados cada, dois atacantes, um meio-campo e um defensor. O objetivo é marcar gols por meio de guiar uma bola, feita de madeira ou plástico, até a baliza usando tacos de bambu da Índia.

As partidas de polo equestre duram, geralmente, menos de uma hora para terminar. Ela é dividida em períodos conhecidos como Chukkas, que duram cerca de 7 minutos e meio. A equipe vencedora num jogo de polo equestre é a que tiver marcado mais gols ao fim do último chukka.

Os jogadores precisam trocar de baliza a cada gol marcado, para evitar que condições geográficas possam favorecer um time em específico. Os cavalos precisam ser trocados a cada um dos chukkas, e cada cavalo só pode ser utilizado duas vezes por jogo.

Além disso, o polo equestre possui outras regras e requisitos, como a altura do cavalo por exemplo.

Existe certa dúvida quanto a origem deste esporte com cavalos. Muitos acreditam que o esporte surgiu na Índia, por meio de uma prática similar que tinha a finalidade de caçar pequenos roedores.

Outros já acreditam que o esporte como conhecemos hoje surgiu na China, séculos antes de Cristo.

Existem algumas raças de cavalos que são preferidas pelos praticantes de polo equestre. Entre essas raças estão o quarto de milha, mangalarga, sangue puro inglês e o cavalo crioulo.

O polo equestre é um dos esportes com cavalos mais divertidos. Se possível, vale muito a pena praticá-lo.

4# Volteio: elegância, equilíbrio e confiança entre cavalo e cavaleiro
O quarto da nossa lista de esportes equestres é o Volteio. Foi um esporte que surgiu durante os tempos de guerras, onde os cavaleiros precisavam subir e descer de seus cavalos com rapidez.

Com o tempo e a repetição destes movimentos, os cavaleiros ganhavam precisão e suavidade para descer e montar no cavalo. Muitos creditam as suas origens a Europa na Idade Média, pois atualmente o esporte é muito forte na França e Alemanha.

De acordo com a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), o volteio é uma modalidade esportiva equestre de técnica e equilíbrio. No volteio artístico, como também é conhecido, a estética e a harmonia entre animal e montador são características muito valorizadas.

Neste esporte, o volteador (quem monta o cavalo) precisa executar acrobacias em cima do lombo do animal. O que já seria uma tarefa complicada com o cavalo parado, mas neste esporte as acrobacias devem ser realizadas enquanto o cavalo galopa.

No Brasil, as categorias do volteio A, B, C e D seguem integralmente o regulamento internacional.

Porém, ainda existem mais duas categorias aceitas pela CBH, a categoria E e categoria F. Essas duas categorias extras contemplam, nas apresentações, exercícios e acrobacias mais simples de série obrigatória.

De acordo com a CBH, a razão para essas duas categorias serem aceitas é a de fomentar o esporte em todo o país com mais facilidade.

Não existe uma recomendação específica de raças de cavalos para a prática do volteio. No entanto, é recomendado que os cavalos escolhidos sejam altos, fortes e calmos.

Além dessas recomendações, também é importante que o cavalo e o volteador tenham um bom vínculo. É preciso que haja muita confiança e respeito entre o animal e a pessoa que vai montá-lo.

5# Enduro Equestre: velocidade, força e resistência
O quinto dos esportes com cavalos que trazemos hoje para você é o Enduro Equestre ou Raid.

O Enduro Equestre foi inspirado no serviço de correios dos Estados Unidos da segunda metade do século XIX, quando as entregas ainda eram feitas a cavalo.

No Brasil, a primeira competição de Enduro Equestre aconteceu em 1989, no município de Tremembé em São Paulo. No ano seguinte, o enduro foi oficializado como esporte equestre pela CBH.

De forma geral, o enduro consiste em uma corrida entre cavalos de média ou longa distância. O percurso dessa corrida pode variar entre 35 a 160 quilômetros, o que torna competições rápidas impossíveis.

As competições ocorrem entre conjuntos formados por um cavaleiro ou amazona e um cavalo ou égua. Nenhum dos membros de um conjunto podem ser trocados durante uma competição.

O enduro também é um dos esportes com cavalos que conta com modalidades diferentes. Essas modalidades são definidas segundo a velocidade praticada, que pode ser livre ou controlada.

Na modalidade livre do enduro, a luta dos competidores é contra o relógio sempre. Vence o conjunto de competidores que chegar na frente dos demais. No entanto, é importante pontuar que há pausas na competição (vet-checks) que devem ser respeitadas.

Essas pausas são usadas para descanso e verificação das condições físicas do cavalo.

Quando a corrida é controlada, estipula-se um tempo limite para a conclusão do percurso. E vence aquele que completá-lo primeiro, ou o que chegar mais perto de concluir ele ao fim do tempo.

Conforme o regulamento do FEI, cada conjunto competidor deve ter acesso ao mapa da trilha e da localização de todas as paradas obrigatórias.

Os cavalos mais indicados para a prática do enduro equestre são os da raça Puro Sangue Árabe (PSA).

6# Vaquejada: o mais brasileiro dos esportes com cavalos
A vaquejada é com certeza um dos esportes com cavalos que mais tem a cara do brasileiro. Ela é extremamente conhecida em todo o país, principalmente na região nordeste.

Este esporte movimenta o mercado onde os eventos ocorrem, gerando emprego e renda. Bem como movimenta o mercado de compra e venda de cavalos, suplementos e rações.

As vaquejadas são vistas como uma tradição cultural nordestina, o que de fato são. Afinal, elas surgiram a partir das conhecidas pegas de gado no meio do mato da região nordeste brasileira.

O gado era marcado e solto no mato, e então os vaqueiros perseguiam os animais a fim de reuni-los no meio do mato.

Muita gente a acreditar que elas só ocorrem na região, o que não é verdade. Atualmente, a vaquejada é um esporte equestre que já conta com todo um circuito nacional.

Para a prática do esporte atual é necessário dois vaqueiros, chamados de puxador e esteireiro. O boi é solto para correr na pista e ambos os vaqueiros devem acompanhar o animal.

O puxador é o vaqueiro que deve derrubar o boi no chão. Já o esteireiro fica responsável por encurralar o boi entre os dois cavalos e numa altura que ajude o puxador a derrubar o boi.

Depois de derrubarem o boi, ambos os vaqueiros precisam conduzir o animal e derrubá-lo novamente em um local indicado.

A vaquejada ainda é vítima de muitas críticas e preconceito, pois muitos acreditam ser um esporte que maltrata animais. No entanto, a ABVAQ (Associação Brasileira de Vaquejada) vigia a prática e estabelece regras para garantir o bem-estar e saúde dos animais envolvidos no esporte. Uma dessas regras é a proibição do uso de objetos cortantes na prática do esporte, como as esporas.

7# Jogo de Piquetas: velocidade, precisão e destreza com armas
O jogo de piquetas é um dos esportes equestres com origens muito antigas, medievais no mínimo. Ele é praticado em todo mundo com algumas diferenças pontuais, e é reconhecido pela Federação Equestre Internacional (FEI).

Esse é um dos esportes com cavalos que mais exige precisão e destreza de seus participantes.

O cavaleiro utiliza uma espada ou lança enquanto monta o cavalo. E com o objeto que estiver segurando ele deve conseguir recolher alguns objetos colocados no chão a certa distância.

Esses objetos são bem pequenos, como um anel ou uma fatia de limão por exemplo. O que exige uma boa visão e precisão do cavaleiro.

O jogo de piquetes costuma ser jogado em competições com dois conjuntos de cavaleiro ou amazona e seu cavalo. Eles disparam de um mesmo ponto munido de suas armas e ganha o que chegar primeiro no local do objeto e conseguir pegá-lo.

Em algumas variações do esporte, se colocam os objetos são colocados suspensos entre 1,5 a 2,5 metros.

8# Salto: um dos mais refinados e exigentes esportes com cavalos
O salto é dos esportes mais exigentes e ao mesmo tempo divertidos de todo o hipismo.

Nele, o conjunto formado entre cavaleiro ou amazona e cavalo devem percorrer todo o percurso no menor tempo possível. Ou pelo menos o mais próximo possível do tempo ideal estabelecido para a competição.

Mas isso não é tudo, o conjunto deve transpor uma série de obstáculos ao longo de uma pista feita de grama ou areia.

Ao todo, o conjunto deve transpor um total de 10 a 15 obstáculos. Esses obstáculos são:

• Cerca
• Quádruplo
• Tríplice
• Duplo
• Muro
• Oxer
• Triplo
• Cerca
• Fosso de Água
• Paralelas
Os obstáculos ficam ordenados em uma pista que varia entre 700 a 900 metros de percurso. Já a sua altura varia entre 0,40m até 1,65m dependendo da categoria da competição.

Para determinar o tempo ideal para a prova é feito um cálculo que usa a extensão do percurso em metros dividido pela velocidade da prova e multiplicado por 0,95.

O Salto faz parte dos esportes com cavalos presente nas Olímpiadas. Ele exige o máximo de perfeição possível do competidor, mas ao mesmo tempo é divertido.

9# Prova de Três Tambores: um esporte de precisão e explosão
A Prova de Três Tambores é outro dos esportes com cavalos mais emocionantes existentes. Ele requer animais fortes e rápidos e cavaleiros ou amazonas precisos e intensos.

Na Prova de Três Tambores o conjunto formado por cavalo e cavaleiro ou amazona devem realizar um percurso no menor tempo possível. Neste percurso estão dispostos três tambores de forma triangular.

O percurso começa com uma partida em alta velocidade, onde o tempo inicia quando o focinho do cavalo cruza a fotocélula. O conjunto percorre cerca 18 metros até chegar no primeiro tambor, onde devem contornar o tambor perfazendo um ângulo de 360°.

Então, o conjunto precisa contornar os outros dois tambores e encerrar a prova se dirigindo para o ponto de chegada.

A Prova de Três Tambores é uma competição de velocidade, mas que exige precisão. O conjunto não pode derrubar tambores ao contorná-los, pois são acrescidos ao tempo final 5 segundos para cada tambor derrubado.

10# Seis Balizas: agilidade e coordenação entre cavalo e cavaleiro
O próximo dos esportes com cavalos da nossa lista de hoje é a Prova de Seis Balizas. Uma modalidade onde agilidade, velocidade e coordenação entre cavalo e cavaleiro ou amazona são fundamentais.

Como a prova de três tambores, nas competições da prova de Seis Balizas vence quem completar o percurso em menos tempo.

O percurso da prova consiste em seis balizas sequencialmente colocadas, distantes 6,5 metros uma da outra.

Cavalo e cavaleiro (amazona) devem partir em linha reta até a primeira das seis balizas. Ao chegar nela, o conjunto deve contornar a primeira baliza e passar a costurar, em alta velocidade, cada uma delas.

Ao chegar na última baliza o conjunto deve voltar em alta velocidade costurando novamente entre as balizas até a primeira. Então, o conjunto finaliza a prova voltando para o ponto de chegada em uma linha reta paralela ao ponto de partida.

O tempo final é definido quando o focinho do cavalo cruza a fotocélula do ponto de chegada. Caso uma ou mais balizas sejam derrubadas, somam-se 5 segundos ao tempo final por cada baliza derrubada.

Esse é um esporte muito emocionante e que qualquer pessoa pode praticar, mesmo que apenas pela diversão.

11# Cavalgada: o mais simples e divertidos dos esportes com cavalos
Pra finalizar nossa lista com 11 esportes equestres temos a tradicional cavalgada. Considerada como um dos esportes com cavalos mais simples, divertidos e acessíveis a todos. Embora ela também possa ser realizada por razões cívicas, religiosas, lazer, etc.

A cavalga consiste no ato do cavaleiro ou amazona montar num equino e realizar um passeio. Esse passeio não possui qualquer medida de percurso obrigatória, e pode ser feito em marcha, trote ou galope.

A cavalgada é considerada o esporte com cavalo mais acessível pois qualquer pessoa pode praticar. Você não precisa ser um atleta, nem ter um cavalo altamente treinado, para participar de uma cavalgada.

Na verdade, você não precisa nem mesmo ter um cavalo no seu nome. Só precisa visitar um local onde possa montar em um e passear. O que é muito fácil, pois existem diversos Hotéis Fazenda e agências de esportes de aventura que oferecem passeios em todo o Brasil.

Os locais onde se pode cavalgar variam infinitamente. É possível fazer cavalgadas por estradas de terra, em fazendas, florestas, etc. Simplesmente não existem limitações dos locais e belas vistas que você pode apreciar em uma cavalgada.

As cavalgadas tem uma característica muito interessante que não é encontrada na maioria dos esportes com cavalos. Este esporte ajuda a promover a interação familiar, pois passeios com toda família não são apenas possíveis, como incentivados.

Na cavalgada temos as comitivas, passeios à cavalo que podem chegar a milhares de pessoas. Elas são marcadas por um espírito coletivo muito forte, e são muito divertidas para quem ama cavalos e exploração de novos lugares..

Origens da Cavalgada e qual o melhor cavalo para o esporte
As origens da cavalgada estão imediatamente ligadas a domesticação dos cavalos existentes. Ela ocorreu assim por toda a África, Europa e principalmente no Oriente Médio.

No Brasil, a cavalgada ganhou seus primeiros registros durante a época da ocupação de territórios nos séculos 17 e 18.

Este esporte não exige cavalos atléticos, extremamente preparados. No entanto, a raça Mangalarga Marchador é considerada a mais eficiente para a prática deste esporte. Outras raças que ganham a preferência de cavaleiros e amazonas para as cavalgadas são a Quarto de Milha e Marchadores.

Dentre todos os esportes com cavalos a cavalgada é o mais fácil e acessível, e é capaz de proporcionar experiências maravilhosas. Qualquer pessoa que considere praticar um esporte equestre deve ao menos experimentá-la.

Agora, independente de qual dos 11 esportes com cavalos você decida praticar, saiba que o seu cavalo precisa estar com a saúde em dia. Só assim ele poderá ter a melhor performance possível.

E você pode aprender 7 dicas para manter seu cavalo sempre saudável na nossa matéria abaixo.

vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/esportes-com-cavalos/
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]


2020.09.23 17:11 raciocinioracional Amo meu pai mas ele é um hipócrita

Vive metendo o pau na minha mãe por comprar comida supérflua (que ainda é comida), brigando com ela por péssimas decisões financeiras dela, mas ele mesmo não move 1 dedo pra deixar de ser viciado em cigarro, cerveja e maconha e parar de gastar com essa porra.
Ok ele ter sempre trabalhado e cuidado da família, ok ele ainda fazer isso, mas minha mãe também sempre fez isso, e além disso nunca teve um vício pra criar mais dívida e despesa. Não é minha mãe que toma 8 latinhas por dia, não é ela que fuma quase 2 maços de cigarro por dia, não é ela que fuma 2 baseado por dia. Ele é trabalhador, mas a dívida que ele cria com essas merdas podia pagar um carro, que a gente nunca teve. Podia ajudar a pagar uma casa própria, que a gente nunca teve. Podia ser usado pra evitar dívidas e assim evitar brigas e discussões, que os dois têm quase que diariamente.
Eu sei que aconteceram várias coisas na vida dele e moldaram esses hábitos, sobre as quais ele não teve controle, mas custa tentar mudar? Não é porque você vai fazer 60 que você tem que ligar o foda-se pra sua família e pra sua situação financeira se baseando no fato de que "vai morrer um dia mesmo".
O pior é que eu e ele somos muito conectados, eu nunca teria coragem de falar essas coisas pra ele, não quero magoar.
Vai tomar no cu mano, que desgraça. Eu só quero um emprego e ir morar sozinho.
submitted by raciocinioracional to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 03:40 lofty272727 Deus

18 anos. Pressionado por mim mesmo e esperando atender às expectativas de meus pais (que suaram para pagar uma boa escola privada), além do fato de todos os colegas estarem entrando na faculdade; ingressei em engenharia numa federal sem saber no que estava me metendo.
Papo vem papo vai, saí antes de completar o primeiro semestre. O motivo? Nada naquele curso me interessava. Como tinha saído após o período de inscrição do Enem deste ano, fiquei praticamente 1 ano e meio sem entrar na facul novamente (até agora).
Hoje, estou perto de completar 20 anos e o Enem deste ano está chegando. Ainda não sei o que cursar e pra piorar, por conta de trabalhos que me apareceram durante este período que saí da federal até agora, não estudei quase nada. Estou desesperado sem saber o que fazer.
Nenhum curso me interessa e sinto que nunca serei feliz independente de minha escolha. Deveria arrumar um emprego? Sinto que consigo ganhar dinheiro fora da faculdade e que não deveria ingressar só por ingressar, mas ao mesmo tempo as expectativas de meus familiares me corroem. O que devo fazer? (Coloquei o título e esqueci de mudar)
submitted by lofty272727 to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 01:05 Enscie Preciso de ajuda! Se alguém puder dar uma luz! Serio mesmo

Sou homem tenho 24 anos e cheguei no meu ápice... Chorei sim, gritei, perdi o controle... entrei em crise e até dei um soco na minha cabeça num momento de descontrole... (Me Arrependo)...
Comecei a trabalhar ontem... onde minha ex trabalha as primeiras horas foi só sofrimento... minha mente querendo ver ela, saber dela, se cruzar com ela... Depois ao ver algumas pessoas novas, bem de vida sabe! E eu não, sofri ao ver a moça falando vou chamar o "TI", Até novembro de 2019 eu era o "TI" numa Instituto federal do estado, Estagiário, mas era o "TI" e curtia ser o cara da solução, deu problema e eu sou o socorro, isso me da satisfação! Mas larguei meu super estagio que meus supervisor queria até fazer por mais um ano o contrato... devia ter ficado... Mas pq namorava e ganhava pouco eu queria fazer uma super comemoração para nos... Num parque aquático ou uma viagem de dois dias... Ou algo super maneiro, mas no fim, mesmo mudando de emprego e sofrendo muito no novo... não rolou nada pois ela desanimou de fazer qualquer coisa.... E fomos aqui mesmo na cidade! Isso me machucou... Não que não foi legal, mas pq não rolou.... Tenho a a sensação que ela nunca me amou, só me queria por perto pq fazia bem... Enfim... Terminamos em janeiro e ainda sofro por ela... Sinto uma dor no coração, uma falta... um pedaço... algo precisa ser preenchido... mas não só isso... Um pensamento constante nela... Fui até na igreja atrás de Deus pra ele restaurar a relação... Fiz isso durante a pandemia em uma que permaneceu aberta com todos os cuidados e tal... Dava umas 5 pessoas, pois eles tem a radio então dava pra o povo acompanhar.... Mas eu queria estar lá, foi bom sim, mas foi mal também... Pois cada mensagem de vai dar certo, vai ser restaurado eu associava a ela e acreditava que ia ter ela de volta... Cada vez mais e mais, até que comecei a ficar ouvindo mensagem o dia todo, buscando um nível em Deus q eu vejo que criei para alcançar o que queria.... Deus existe, mas parece que ele estava o tempo todo tentando me dizer que tem o melhor pra mim e só precisava eu parar e dar ouvidos ao bem que ele estava oferecendo... mas eu foquei nela, ela era o que eu queria e cada mensagem eu buscava achar algo que encaixava pro que eu buscava...
QUE FIQUE CLARO, DEUS É REAL E NOS AJUDA, MAS EU POR TER INDO EM UM LUGAR MAIS CONSERVADOR E ASSOCIADO A MINHA VONTADE A PALAVRA, CRIEI ESPECTATIVAS RUINS EM RELAÇÃO AO QUE EU QUERIA, JÁ QUE EU BUSCAVA ALGUÉM E NÃO UM BEM MATERIAL E ETC... OU O FUNDAMENTAL QUE É O PROPRIO DEUS... E DEUS NÃO PRENDE PESSOAS A ELE E A OUTROS... ENTÃO ACHO QUE ISSO JÁ EXPLICA TUDO.
O PARECE DIFICL E EU ENTEDER ISSO, MAS VOU ENTENDER!
Mas em julho eu larguei mão por não suportar mais esperar por ela e depois de tanto sofrer também fui deixando Deus de lado... Infelizmente... Sabe hoje eu me atrasei no segundo dia de trabalho e por sempre ter chegado atrasado, passado por isso ai... Estar com vários medos e uma ansiedade que aumentou muito depois dessa pandemia eu surtei... Estou sofrendo com insônia também e não dormi direito a noite, menos de três horas noite passada e na anterior o mesmo... e antes um pouco mais... semana passada muitos sonhos que fazia acordar com cabeça pesada... Surtei, chorei e bati na cabeça como falei... acabei por não ir no segundo dia... Acho que vou sofrer uma penalidade no serviço! Infelizmente não sei oq fazer mais.... estou escrevendo isso pois dormi e estou melhor agora! Tive dor de barriga e vontade de vomitar também e até dor de cabeça... Que passou depois da bancada... E na hora até o turbilhão de pensamentos sumiu na hora depois da pancada... ficou claro os pensamentos, mas agora já tem um certo embolo de novo... O trabalho parece legal, o fato ex estar lá me causa certo sofrimento... mas pior que ir lá me ajudou muito... Deu uma alivio no fim do dia... Mas não sei se passo de 45 dias pelo falto de hoje... :(
Não quero ser um peso pra minha família... Não quero ser um peso pra mim, quero que minha mãe sinta orgulho, meu pai, irmão... Pareço um cara frágil que a namorada achava frágil e quando viu esse lado frágil, não surtar pois nunca fiz isso perto dela, nunca cheguei num ápice assim perto dela, já passei por algo parecido mas me recuperei muito em 2015... Então em 2018 achei que estava bem, jogava, saia , conversava e tudo mais... Então me abri pra namorar... ela me achou incrível... mas quando viu que eu tinha ainda alguns traços dessa fragilidade foi em bora... Pois deve ter achado que eu não ia dar futuro... Em fim, talvez eu não creia em mim... Mas as pessoas dizem que eu tenho e tenho dons, talentos, habilidades e tal... ainda mais com TI! Não sei, preciso me ver... uma vez no psicólogo ele me contou sobre narciso e queria que eu olhasse pra mim e se apaixonasse por mim.
Bem só queria saber o que dizer no trabalho amanhã... Tenha um contrato e um compromisso, e posso sofrer multa e ser processado... Enfim, não quero manchar mais uma vez minha carteira... pq quando sai do estagio... logo depois menos de um mês sai do trabalho pois a equipe começo a me seguir dizendo que a forma que eu atendia os clientes e ensinava o soft estava errado e sempre eu falava algo eu via o olhar de desaprovação... mas eu sempre busquei fazer oque aprendi no estagio... se conectar com a pessoa pois a pessoa e que precisa de ajuda e não o soft...Não que eu seja o "cara" mas acho que aprendi certo com meu supervisor e geral na escola gostava de mim e eu era o cara da "Ti", mas não dei o devido valor!
Queria desabafar e me sinto pouco melhor... grato a cada um que leu aqui e se puder dizer algo que ajude, agradeço!
submitted by Enscie to brasil [link] [comments]


2020.09.23 01:03 Enscie Preciso de ajuda! Se alguém puder dar uma luz agradeço!

Sou homem tenho 24 anos e cheguei no meu ápice... Chorei sim, gritei, perdi o controle... entrei em crise e até dei um soco na minha cabeça num momento de descontrole... (Me Arrependo)...
Comecei a trabalhar ontem... onde minha ex trabalha as primeiras horas foi só sofrimento... minha mente querendo ver ela, saber dela, se cruzar com ela... Depois ao ver algumas pessoas novas, bem de vida sabe! E eu não, sofri ao ver a moça falando vou chamar o "TI", Até novembro de 2019 eu era o "TI" numa Instituto federal do estado, Estagiário, mas era o "TI" e curtia ser o cara da solução, deu problema e eu sou o socorro, isso me da satisfação! Mas larguei meu super estagio que meus supervisor queria até fazer por mais um ano o contrato... devia ter ficado... Mas pq namorava e ganhava pouco eu queria fazer uma super comemoração para nos... Num parque aquático ou uma viagem de dois dias... Ou algo super maneiro, mas no fim, mesmo mudando de emprego e sofrendo muito no novo... não rolou nada pois ela desanimou de fazer qualquer coisa.... E fomos aqui mesmo na cidade! Isso me machucou... Não que não foi legal, mas pq não rolou.... Tenho a a sensação que ela nunca me amou, só me queria por perto pq fazia bem... Enfim... Terminamos em janeiro e ainda sofro por ela... Sinto uma dor no coração, uma falta... um pedaço... algo precisa ser preenchido... mas não só isso... Um pensamento constante nela... Fui até na igreja atrás de Deus pra ele restaurar a relação... Fiz isso durante a pandemia em uma que permaneceu aberta com todos os cuidados e tal... Dava umas 5 pessoas, pois eles tem a radio então dava pra o povo acompanhar.... Mas eu queria estar lá, foi bom sim, mas foi mal também... Pois cada mensagem de vai dar certo, vai ser restaurado eu associava a ela e acreditava que ia ter ela de volta... Cada vez mais e mais, até que comecei a ficar ouvindo mensagem o dia todo, buscando um nível em Deus q eu vejo que criei para alcançar o que queria.... Deus existe, mas parece que ele estava o tempo todo tentando me dizer que tem o melhor pra mim e só precisava eu parar e dar ouvidos ao bem que ele estava oferecendo... mas eu foquei nela, ela era o que eu queria e cada mensagem eu buscava achar algo que encaixava pro que eu buscava...
QUE FIQUE CLARO, DEUS É REAL E NOS AJUDA, MAS EU POR TER INDO EM UM LUGAR MAIS CONSERVADOR E ASSOCIADO A MINHA VONTADE A PALAVRA, CRIEI ESPECTATIVAS RUINS EM RELAÇÃO AO QUE EU QUERIA, JÁ QUE EU BUSCAVA ALGUÉM E NÃO UM BEM MATERIAL E ETC... OU O FUNDAMENTAL QUE É O PROPRIO DEUS... E DEUS NÃO PRENDE PESSOAS A ELE E A OUTROS... ENTÃO ACHO QUE ISSO JÁ EXPLICA TUDO.
O PARECE DIFICL E EU ENTEDER ISSO, MAS VOU ENTENDER!
Mas em julho eu larguei mão por não suportar mais esperar por ela e depois de tanto sofrer também fui deixando Deus de lado... Infelizmente... Sabe hoje eu me atrasei no segundo dia de trabalho e por sempre ter chegado atrasado, passado por isso ai... Estar com vários medos e uma ansiedade que aumentou muito depois dessa pandemia eu surtei... Estou sofrendo com insônia também e não dormi direito a noite, menos de três horas noite passada e na anterior o mesmo... e antes um pouco mais... semana passada muitos sonhos que fazia acordar com cabeça pesada... Surtei, chorei e bati na cabeça como falei... acabei por não ir no segundo dia... Acho que vou sofrer uma penalidade no serviço! Infelizmente não sei oq fazer mais.... estou escrevendo isso pois dormi e estou melhor agora! Tive dor de barriga e vontade de vomitar também e até dor de cabeça... Que passou depois da bancada... E na hora até o turbilhão de pensamentos sumiu na hora depois da pancada... ficou claro os pensamentos, mas agora já tem um certo embolo de novo... O trabalho parece legal, o fato ex estar lá me causa certo sofrimento... mas pior que ir lá me ajudou muito... Deu uma alivio no fim do dia... Mas não sei se passo de 45 dias pelo falto de hoje... :(
Não quero ser um peso pra minha família... Não quero ser um peso pra mim, quero que minha mãe sinta orgulho, meu pai, irmão... Pareço um cara frágil que a namorada achava frágil e quando viu esse lado frágil, não surtar pois nunca fiz isso perto dela, nunca cheguei num ápice assim perto dela, já passei por algo parecido mas me recuperei muito em 2015... Então em 2018 achei que estava bem, jogava, saia , conversava e tudo mais... Então me abri pra namorar... ela me achou incrível... mas quando viu que eu tinha ainda alguns traços dessa fragilidade foi em bora... Pois deve ter achado que eu não ia dar futuro... Em fim, talvez eu não creia em mim... Mas as pessoas dizem que eu tenho e tenho dons, talentos, habilidades e tal... ainda mais com TI! Não sei, preciso me ver... uma vez no psicólogo ele me contou sobre narciso e queria que eu olhasse pra mim e se apaixonasse por mim.
Bem só queria saber o que dizer no trabalho amanhã... Tenha um contrato e um compromisso, e posso sofrer multa e ser processado... Enfim, não quero manchar mais uma vez minha carteira... pq quando sai do estagio... logo depois menos de um mês sai do trabalho pois a equipe começo a me seguir dizendo que a forma que eu atendia os clientes e ensinava o soft estava errado e sempre eu falava algo eu via o olhar de desaprovação... mas eu sempre busquei fazer oque aprendi no estagio... se conectar com a pessoa pois a pessoa e que precisa de ajuda e não o soft...Não que eu seja o "cara" mas acho que aprendi certo com meu supervisor e geral na escola gostava de mim e eu era o cara da "Ti", mas não dei o devido valor!
Queria desabafar e me sinto pouco melhor... grato a cada um que leu aqui e se puder dizer algo que ajude, agradeço!
submitted by Enscie to u/Enscie [link] [comments]


2020.09.23 00:46 miojocomqueijo Muito nervosa pela vaga de estágio

Hoje tive uma entrevista de emprego (estágio) pelo celular e to nervosa até agora, sinto que ele falou demais e eu de menos. Ja perdi outras vagas, e sempre é depois da entrevista, tenho quase certeza que é pela minha falta de carisma.
A minha área não busca por perfis "profissionais" e "sérios" igual as outras, então fica um pouco complicado pra mim que sou mais na minha. Acho que não importa quão bom seu portfolio seja o carisma fala muito, ainda mais numa startup. O fato da entrevista ter sido em inglês dificultou também, já que limitou muito meu vocabulário.
Enfim, vou esperar o resultado na próxima semana mas to total sem expectativas, são muitos concorrentes.
submitted by miojocomqueijo to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 22:57 Enscie Estourei/Chorei/Crise de ansiedade/Muita coisa junta/Fiz besteira/Será que tem volta?

Sou homem tenho 24 anos e cheguei no meu ápice... Chorei sim, gritei, perdi o controle... entrei em crise e até dei um soco na minha cabeça num momento de descontrole... (Me Arrependo)...
Comecei a trabalhar ontem... onde minha ex trabalha as primeiras horas foi só sofrimento... minha mente querendo ver ela, saber dela, se cruzar com ela... Depois ao ver algumas pessoas novas, bem de vida sabe! E eu não, sofri ao ver a moça falando vou chamar o "TI", Até novembro de 2019 eu era o "TI" numa Instituto federal do estado, Estagiário, mas era o "TI" e curtia ser o cara da solução, deu problema e eu sou o socorro, isso me da satisfação! Mas larguei meu super estagio que meus supervisor queria até fazer por mais um ano o contrato... devia ter ficado... Mas pq namorava e ganhava pouco eu queria fazer uma super comemoração para nos... Num parque aquático ou uma viagem de dois dias... Ou algo super maneiro, mas no fim, mesmo mudando de emprego e sofrendo muito no novo... não rolou nada pois ela desanimou de fazer qualquer coisa.... E fomos aqui mesmo na cidade! Isso me machucou... Não que não foi legal, mas pq não rolou.... Tenho a a sensação que ela nunca me amou, só me queria por perto pq fazia bem... Enfim... Terminamos em janeiro e ainda sofro por ela... Sinto uma dor no coração, uma falta... um pedaço... algo precisa ser preenchido... mas não só isso... Um pensamento constante nela... Fui até na igreja atrás de Deus pra ele restaurar a relação... Fiz isso durante a pandemia em uma que permaneceu aberta com todos os cuidados e tal... Dava umas 5 pessoas, pois eles tem a radio então dava pra o povo acompanhar.... Mas eu queria estar lá, foi bom sim, mas foi mal também... Pois cada mensagem de vai dar certo, vai ser restaurado eu associava a ela e acreditava que ia ter ela de volta... Cada vez mais e mais, até que comecei a ficar ouvindo mensagem o dia todo, buscando um nível em Deus q eu vejo que criei para alcançar o que queria.... Deus existe, mas parece que ele estava o tempo todo tentando me dizer que tem o melhor pra mim e só precisava eu parar e dar ouvidos ao bem que ele estava oferecendo... mas eu foquei nela, ela era o que eu queria e cada mensagem eu buscava achar algo que encaixava pro que eu buscava...
QUE FIQUE CLARO, DEUS É REAL E NOS AJUDA, MAS EU POR TER INDO EM UM LUGAR MAIS CONSERVADOR E ASSOCIADO A MINHA VONTADE A PALAVRA, CRIEI ESPECTATIVAS RUINS EM RELAÇÃO AO QUE EU QUERIA, JÁ QUE EU BUSCAVA ALGUÉM E NÃO UM BEM MATERIAL E ETC... OU O FUNDAMENTAL QUE É O PROPRIO DEUS... E DEUS NÃO PRENDE PESSOAS A ELE E A OUTROS... ENTÃO ACHO QUE ISSO JÁ EXPLICA TUDO.
O PARECE DIFICL E EU ENTEDER ISSO, MAS VOU ENTENDER!
Mas em julho eu larguei mão por não suportar mais esperar por ela e depois de tanto sofrer também fui deixando Deus de lado... Infelizmente... Sabe hoje eu me atrasei no segundo dia de trabalho e por sempre ter chegado atrasado, passado por isso ai... Estar com vários medos e uma ansiedade que aumentou muito depois dessa pandemia eu surtei... Estou sofrendo com insônia também e não dormi direito a noite, menos de três horas noite passada e na anterior o mesmo... e antes um pouco mais... semana passada muitos sonhos que fazia acordar com cabeça pesada... Surtei, chorei e bati na cabeça como falei... acabei por não ir no segundo dia... Acho que vou sofrer uma penalidade no serviço! Infelizmente não sei oq fazer mais.... estou escrevendo isso pois dormi e estou melhor agora! Tive dor de barriga e vontade de vomitar também e até dor de cabeça... Que passou depois da bancada... E na hora até o turbilhão de pensamentos sumiu na hora depois da pancada... ficou claro os pensamentos, mas agora já tem um certo embolo de novo... O trabalho parece legal, o fato ex estar lá me causa certo sofrimento... mas pior que ir lá me ajudou muito... Deu uma alivio no fim do dia... Mas não sei se passo de 45 dias pelo falto de hoje... :(
Não quero ser um peso pra minha família... Não quero ser um peso pra mim, quero que minha mãe sinta orgulho, meu pai, irmão... Pareço um cara frágil que a namorada achava frágil e quando viu esse lado frágil, não surtar pois nunca fiz isso perto dela, nunca cheguei num ápice assim perto dela, já passei por algo parecido mas me recuperei muito em 2015... Então em 2018 achei que estava bem, jogava, saia , conversava e tudo mais... Então me abri pra namorar... ela me achou incrível... mas quando viu que eu tinha ainda alguns traços dessa fragilidade foi em bora... Pois deve ter achado que eu não ia dar futuro... Em fim, talvez eu não creia em mim... Mas as pessoas dizem que eu tenho e tenho dons, talentos, habilidades e tal... ainda mais com TI! Não sei, preciso me ver... uma vez no psicólogo ele me contou sobre narciso e queria que eu olhasse pra mim e se apaixonasse por mim.

Bem só queria saber o que dizer no trabalho amanhã... Tenha um contrato e um compromisso, e posso sofrer multa e ser processado... Enfim, não quero manchar mais uma vez minha carteira... pq quando sai do estagio... logo depois menos de um mês sai do trabalho pois a equipe começo a me seguir dizendo que a forma que eu atendia os clientes e ensinava o soft estava errado e sempre eu falava algo eu via o olhar de desaprovação... mas eu sempre busquei fazer oque aprendi no estagio... se conectar com a pessoa pois a pessoa e que precisa de ajuda e não o soft...Não que eu seja o "cara" mas acho que aprendi certo com meu supervisor e geral na escola gostava de mim e eu era o cara da "Ti", mas não dei o devido valor!

Queria desabafar e me sinto pouco melhor... grato a cada um que leu aqui e se puder dizer algo que ajude, agradeço!
submitted by Enscie to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 03:12 rafiuzky Tentativa de transcrever o que estou “sentindo”

Introduçãozinha, nasci em novembro de 1999, no momento no 4° semestre de Engenharia(temporariamente EAD), trabalhando homeoffice como desenvolvedor JúnioPleno numa empresa ae.
Peço perdão adiantado, aos que lerão, pela desorganização, pois nestes momentos meus pensamentos não são tão lineares.
— — — —
Por volta de 2010~2012(quando tinha meus 10~12), foi a época que comecei a sair com meus colegas/amigos, ir em shoppings, cinemas, eventos, etc; porém foi nessa mesma época que comecei a me sentir sozinho. Após uma série de eventos dentre esse época e 2015, acabei optando por evitar eventos sociais de média/grande dimensão(mais de 5 pessoas já fica insuportavelmente desconfortável).
Isso provou muito bem que a gente colhe o que planta, estou vivenciando isso hoje aos meus 20 anos, sinto que a solidão já me engoliu, sem amigos/conhecidos para conversar, e com a faculdade e trabalho ocupando mais de 80% do meu tempo, acabo que não estarei fazendo amizades tão cedo.
Há outros motivos no meio que dificultam a minha convivência com outras pessoas, todos motivos são única e exclusivamente meus, muitos desses “motivos” são problemas aparentemente inexistentes que minha mente cria por sei lá qual motivo, parece que tem algo dentro de mim que quer que eu fique sozinho.
Esse “ser” dentro de mim, carinhosamente apelidado de “minimim” está quase que constantemente tentando me jogar para baixo, poucos momentos de lucidez(como este que estou tomando para escrever esse texto) me permitem perceber que todos os problemas, xingamentos, desmotivação e automutilação mental criados por ele não fazem sentido algum.
Já tentei confrontar, ignorar e até mesmo conciliar-me com o minimim, mas tudo foi em vão, de uns tempos pra cá(cerca de Agosto~Novembro de 2018) acabei meio que aceitando sua presença, e o recebi de braços abertos, no começo aparentou ter sido a melhor coisa que fiz, hoje vejo que não. Desmotivação e preguiça criados por ele me fazem não conseguir sair da cama por alguns dias(não é tanto problema pois tanto meu trabalho quanto minha facul são remotos), impedindo-me de procurar ajuda ou ao menos sair do meu casulo antissocial para respirar um pouco.
Algumas vezes eu tento me ver de um ponto de vista externo para entender minha situação e realmente não estou na pior, estou vivenciando uma epidemia global, com emprego fixo, não passando nenhuma dificuldade, com a família saudável e sem quaisquer problemas, porém reclamando por não ter com quem realmente conversar. Isso me faz sentir egoísta, e de certa forma até dramático, pelo simples fato de estar uma condição boa em um momento na qual boa parte da sociedade está desmoronando, empresas fechando, pessoas perdendo o emprego, etc.
Não sei qual a idade de você que está lendo isso, mas independente disso acho que a porcentagem de pessoas que conhecem o conceito da “Banalidade do Mal” de Hannah Arendt(calma que isso vai explicar algo que acredito que possa ser adaptado para o meu caso). “Banalidade do Mal” é culpar um pensamento, conceito, sociedade, etc; como uma personificação de algo, não a si mesmo. Por exemplo, eu culpar minha religião por algo de ruim(ou até mesmo bom) que fiz, eu cometi aquela ação, usando minhas mãos(resumidamente).
O ponto é, nesses momentos mais lúcidos sinto que criei esse “minimim” para de certa forma transferir a culpa de minhas ações para esse ser inexistente, o fato de eu ter essa clareza no momento é de certa forma assustador, pois quando “ele” ataca, nem penso nessa possibilidade, como se toda essa lucidez, clareza, perceptibilidade, nitidez e compreensão que estou tendo nesse momento desaparecesse, como se nunca nem tivesse existido.
Eu já direcionei esses pensamentos negativos como uma alavanca de motivação para melhorar como pessoa, foquei em me alimentar melhor, fazer exercício, dedicar-me mais nos estudos, fazer testes para empresas, e funcionou, infelizmente apenas temporariamente. Um certo tempo depois quando comecei a colher os frutos dessa alavanca motivadora, percebi que nada disso me importava. Independente de meu porte físico, saúde, dedicação e eficiência tanto no mundo profissional quanto estudantil, meu eu interior estava pior que nunca, e acabei voltando pra a estaca zero(sendo sincero até mesmo pior).
A faculdade e trabalho já perderam o sentido, nem sei o porquê de continuar em um ou outro, poderia muito bem dar uma pausa para respirar, porém não faria sentido algum fazer isso, pois já fiz antes e não ajudou em nada. Talvez eu tenha nascido apenas com o objetivo de viver nessa tortura interna de não querer ser sozinho, porém ao mesmo tempo não ter nenhum dom/skill social para manter o mínimo de uma relação descontraída/informal.
Não sei o que será de mim nos próximos meses, provavelmente não será procurando ajuda profissional e nem ao menos tentando melhorar como pessoa, pois que nem eu disse anteriormente, cheguei em um estado de aceitação que temo não ter volta.
Resumindo, sou um merda e não quero (ou não tenho ânimo algum de) mudar.
Tem outras coisas que queria abordar aqui, como por exemplo: minha indiferença à religião/fé, meus pensamento em relação às pessoas em minha volta, timidez extrema, falta de autoestima, a não confiança em pessoas próximas, eventos que ocorreram entre 2010~2015 que possam ter influenciado no meu perfil atual, entre outros tópicos que poderiam agregar algo; mas estou com preguiça de digitar, e acho que o texto já está longo de mais.
Boa semana rapaziada.
submitted by rafiuzky to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 02:02 CrisRody A ansiedade do emprego

Você, desempregado, nunca trabalhou, talvez tenha uma carteira de trabalho em branco ou nem mesmo tenha uma.
Você que tem 16 e precisa de uma forma de conseguir alguma independência.
Você com 22 saindo da faculdade, com medo de encarar o que vem pela frente, pensando em fazer uma pós apenas pra poder adiar essa aflição.
Você com mais de 30 que se sente inútil por não saber o que responder quando lhe perguntam "profissão" num questionário.
Ou até vc, na terceira idade que se sente preso dentro de sua própria casa, vivendo dias repetitivos, sentindo que não tem mais valor na sociedade.
Todos vocês, todos nós, não tenham medo de imprimir um currículo e pedir empregos, não desista de achar um trabalho.
Alguns imprimem 10 currículos, distribuem metade em mercados e a ansiedade causada por ser ignorados é tamanha, que acaba não conseguindo imprimir o resto.
Pra todos nós, aqui vão uns segredos:
  1. Sabe qual a melhor forma de se aprender algo? É errando! Ao falhar aprendemos mais sobre como nos portar em uma entrevista, seja para o caixa de supermercado ou para a vaga no administrativo. Tente, sem medo de falhar, mesmo que lhe recusem 100 vezes. Alguém vai lhe dizer Sim, alguém vai retornar com uma ligação, alguém vai querer vc na empresa dele!
  2. Aceite ajuda, não há vergonha em conseguir um emprego porque a mãe/irmão/tio/padrinho/vizinho conseguiu te colocar lá. O mundo é capitalista, o dinheiro é hereditário, se o CEO da maior empresa do mundo põe o filho não capacitado na empresa dele, vá na entrevista de emprego com o colega de igreja da sua mãe, você nunca sabe se aquele pode ser o momento de sua independência.
  3. Quando alguém te chamar, muitas vezes vai vir a dúvida, se você está pronto, a pressão de trabalhar 40 horas semanais, acordar cedo todo dia, não ter tempo pros amigos, jogos, baladas, etc. Vai vir a dúvida sobre custo benefício, vc vai pensar no custo de ônibus, gasolina, no fato de ter que acordar uma ou duas horas antes, custo com alimentação ou ter que ir para casa no almoço. Tudo isso é assustador. Mas se o seu salário hoje é zero, o lucro vai sim compensar pegar aquele emprego. Afinal...
... Você pode comprar uma bicicleta e economizar com transporte e ainda melhorar sua saúde física.
... Você pode preparar marmitas em casa pra comer no horário de almoço, 2 horinhas do seu domingo e você tem comida para uma semana. Gente, até mesmo um miojo e um ovo cozido já te ajuda se esse for o caso.
Sim, trabalhar é difícil e assustador. Mas você consegue!!!
Não arrume desculpas, elas só fazem vc se sentir por consigo mesmo!!
E, se o emprego que vc achar não for perfeito, continue a procurar em suas folgas. Estude a ideia de se mudar para mais perto com o tempo. Fazer um acordo com um restaurante por bons preços em almoços/marmitas, um acordo com seu chefe com relação a alimentação ou transporte.
O importante, é você dar os primeiros passos e tentar, fazer a experiência de trabalho. Se for ruim, é só voltar a procurar em seguida.
Tudo o que ganhamos em casa é idade, envelhecemos e perdemos nossos dias.
submitted by CrisRody to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 00:17 maurocaa Não consigo me importar com ninguém

oi, tenho 18 anos. Sempre fui uma pessoa que os outros normalmente gostam de ter por perto, muitas pessoas me chamam pra sair, pra esse tipo de coisa e parecem se importar comigo, no entanto, de uns tempos pra cá o meu número de amigos tem caído, e parece que sempre que eu eu faço uma amizade sólida, o destino prega uma peça em mim e algo da errado, por exemplo, eu tinha um grupo de 3 amigos na faculdade, era demais, as resenhas eram do caralho, os rolês também etc, mas os 3 saíram do curso no final do primeiro semestre, dois mudaram de curso e o outro de estado, enfim, vamos ao problema em si.

Eu comecei a perceber que eu tinha dificuldade de me importar com os outros quando eu tava saindo com uma menina, no primeiro mês foi tudo incrivelmente bem, as nossas saídas eram incríveis, o sexo maravilhoso, as conversas ótimas e tudo mais. No entanto, ela sofre de depressão e ansiedade, toma remédio e tudo, e aconteceu que em um certo dia, ela tava tendo uma crise de ansiedade e eu fiquei em choque, eu não sabia o que fazer. Eu simplesmente travei, não conseguia falar nada, e isso acabou comigo falando coisas do tipo: "você quer que eu faça algo pra você" e etc mas isso parecia não surtir efeito algum.

E a partir desse ponto, as crises começaram a ficar mais e mais frequentes, no entanto, eu no fundo não parecia me importar, mesmo eu querendo ajudar ela, não sei se porque eu não sabia o que eu deveria fazer ou se eu realmente não me importava mesmo, mas a cada crise que ela tinha eu parecia mais e mais não me importar. E eu considerava que eu amava ela, ou pelo menos achava que amava. Eu fazia de tudo para sair com ela, considerando que na época eu não trabalhava, meus pais nunca me deram muito dinheiro e ela morava relativamente longe de mim, mas mesmo assim eu sempre tentei de tudo e dava meu jeito, eu sentia ciúmes e imaginava um bom futuro com ela (mesmo a gente não tendo nada sério).

Resumindo, depois de muitas brigas, idas e vindas, em um dia qualquer quando eu achava que estava tudo bem entre nós, ela me chamou no WhatsApp e começou a falar que eu não me importava com ninguém, que eu não tinha nenhum amigo verdadeiro, que eu era um monstro, que ela fazia de tudo por mim (e realmente, ela sempre me ajudou com as coisas, com meus problemas etc) mas que eu nunca fazia nada por ela e paramos de nos falar de vez.

Depois disso eu comecei a pensar e analisar os meus relacionamentos e comecei a ver o quanto eu cagava pros outros, o quanto eu não conseguia fazer nada perante os problemas das pessoas e como todo mundo sempre me ajudou quando eu tava na merda, e isso tem me deixado muito mal e triste, a ponto de eu ter medo de começar novos relacionamentos seja de amizades ou amorosos por conta disso, porque eu sempre acho que eu vou estragar tudo pelo meu jeito.

Eu realmente quero me importar, quero conseguir ajudar alguém que está triste ou algo assim, da mesma maneira que sempre me ajudaram, mas eu não consigo. Não sinto tristeza pelos outros, ou felicidade também, só consigo pensar em mim. Eu não me considero uma pessoa ruim, mas depois do que ela disse aquelas palavras não saem da minha cabeça, porque eu já fiz ela chorar, ficar triste e outras coisas mas ela sempre esteve ali pra mim, até a gota d'agua acontecer.

E não é a primeira vez que algo assim acontece, parece que sempre que eu tento me relacionar com alguém algo da errado, não sei se isso é tudo uma grande trollagem da vida, mas já teve caso de menina querendo se matar porque tinha ficado comigo, de gente que quase fugiu de casa porque tava saindo comigo, enfim, eu pareço que estrago tudo em que toco.

Mais recentemente, eu comecei a conversar com uma gatinha que eu conheci em uma entrevista de trampo, ela é tão gente boa e parece gostar de falar comigo, mas quando recebemos o resultado da entrevista, na qual eu fui aprovado e ela não, eu só consegui ficar triste pelo fato de que ia ser mais difícil de ter um contato diário com ela, e não pelo fato de que ela precisava muito do emprego, talvez mais do que eu. E agora eu fico com tanto medo de conversar com ela e estragar tudo pelo fato de que eu sei lá, sou eu. Tanto que fiquei uns 5 meses sem falar com ela, e mesmo assim quando eu postei uma foto ela foi lá, comentou e desde então vem puxando assunto comigo direto, e eu me sinto mal porque eu não consigo e nem tenho vontade de iniciar uma conversa com ela, e sinto que isso no fundo vai acabar desgastando a nossa relação, assim como aconteceu com todas as outras pessoas. E olha que essa eu também imagino um futuro, tenho ciúmes e tal, mas eu não consigo fazer nada.

Enfim, esse foi meu desabafo, não se se isso tem haver com alguma insegurança minha (tenho inúmeras, principalmente relacionadas a minha altura e pelo fato de que eu acho que vou ser trocado por alguém mais alto do que eu a qualquer momento, tenho 1.68m) e isso fez com que eu construisse essa barreira ou sei lá o que, mas eu só quero ser normal, me importar com os outros, assim como eu era quando criança. Lembro que minha mãe sempre pedia conselhos para mim, e eu sempre conseguia resolver os problemas dela. Hoje em dia quando ela vem com algum problema parece que sempre eu entrego a solução mais genérica possível ou faço alguma graça, tanto que ela sempre fala que quando eu era menor eu era o melhor conselheiro do mundo, e hoje em dia não.

Desculpa o post longo, sei lá, desabafei.
submitted by maurocaa to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 16:32 acheronta_moveb quero me demitir

bom dia boa tarde boa noite pessoal
quero desabafar com vocês
eu não aguento mais o meu trabalho. E o meu primeiro emprego, acabei de sair do ensino médio e tenho 18 anos. nunca trabalhei com vendas na vida. já trabalhei em um outro lugar a um tempo atrás mas o serviço que eu tinha que fazer era fácil e de boa pra um menino de 17anos. agora eu tenho uma gerente, um impressor ( no antigo trabalho também tinha) dois colegas de trabalho, 2 donos da empresa, duas sedes, uma equipe enorme e eu sou o único das duas sedes com 18 anos. todo dia no trabalho quando minha gerente chama a minha atenção me dá vontade de chorar, sumir dali. chega a ser insuportável e nao pelo fato de eu ter cometido um erro, é porque eu sou novo ali mesmo. E além disso tudo ela é cínica. ela ri dos meus erros enquanto chama a minha atenção. não consigo lidar bem com ela mas em contra partida lido bem com meus patrões e colegas de trabalho. E também sou muito cobrado em tudo que eu faço minha gerente opina (ela chama de "feedback"). E como eu nunca trabalhei com vendas e adesivos, PVC, acrílico esse tipo de material usado na comunicação visual, eu tô tendo dificuldade mas parece que minha gerente não vê isso e continua cobrando como se eu tivesse nesse ramo à anos. É isto, eu não aguento mais pessoal. durante a entrevista eu falei que lidava com cliente no antigo emprego mas não dessa forma que estou tendo que lidar agora. estou perdido e desesperado para sair.
submitted by acheronta_moveb to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 12:02 Silverwxyz Meu parceiro gringo rico me agrediu fisicamente e me jogou na cara que sou brasileiro prostituto

Quem aí é pobre e gostaria de um príncipe encantado pra te tirar da miséria e viver num castelo… de preferência na Europa com um bom padrão de vida? Pois é, encontrei algo parecido (só que não). Quem procura esse tipo de coisa ou aceita entrar nessa talvez seja bom saber que muitas vezes a vida não é esse conto de fadas.
Resolvi tentar minha sorte na Europa, Itália. Sou professor de inglês formado, sempre fui independente, mas na Europa dificilmente contratam um brasileiro pra dar aulas de inglês. As escolas preferem falantes nativos dos EUA ou Inglaterra. Mesmo se eu tivesse 100 anos de cursos e experiência, nunca vou deixar de ser brasileiro, e a maioria das escolas nem pega o currículo. Minha formação não vale muita coisa na Europa. E o mercado pra dar aulas de português é quase inexistente.
Nisso eu conheci um cara, gostamos um do outro… fui morar com ele. Percebendo minha dificuldade pra encontrar bom trabalho, ganhando pouco, ele propôs pra eu trabalhar menos e voltar a estudar, fazer outra graduação. Detalhes: ele é rico e tem o dobro da minha idade, eu 30 e ele 60. Sim, eu prefiro homens maduros. Aí é que está o problema, aliás, vários problemas: nossa grande diferença de idade, classe social, minha nacionalidade considerada “inferior”, a fama da prostituição dos brasileiros…
Desde o início passei por várias situações desagradáveis… Alguns amigos dele me perguntaram na cara mesmo se sou prostituto brasileiro e se não estaria com ele por causa do dinheiro. Ele brigou com esses amigos por causa disso.
São muitos desafios manter uma relação assim. Já é difícil pelo fato de sermos dois homens, e com grande diferença de idade! Se ao menos ele tivesse uns 10 anos a menos, seria mais fácil eu apresentar pra minha família... Minha mãe jamais aceitaria eu estar com um homem mais velho que ela.
Algumas vezes tentei terminar a relação. Já estive prestes a sair de casa, ele não deixou e disse: “Termine seus estudos, eu gostaria muito de dar isso pra vc. Depois você vai embora e encontra alguém mais jovem que eu”. Na verdade desde os primeiros dias que nos conhecemos ele sempre tentou me comprar, com luxos, viagens, e já no início da nossa relação disse que não tem herdeiros e procura alguém mais jovem como eu pra deixar tudo. Várias vezes ele me pede pra gente ir assinar os papéis do casamento e herdarei tudo. Ele diz exatamente isso! Aliás, ele já disse que fez o testamento dele declarando que sou o herdeiro.
Eu e ele sempre fomos bons amigos, tivemos uma conexão forte, sem problemas na relação, algumas briguinhas cotidianas, nada de mais…
Um ponto negativo é que ele é abertamente racista. Costuma fazer comentários contra negros, e sempre que ele tem oportunidade ele faz piada com o fato de eu ser brasileiro, diz que venho da selva, de um país perigoso, subdesenvolvido, que faço vodu, macumba… Antes ele era casado com uma moça da Guiana e depois teve um namorado da Venezuela. Ele culpa a origem latino-americana dos ex-parceiros pelo temperamento difícil e comportamento “primitivo”. Ele gosta de pessoas mais jovens. Como seria numericamente mais difícil ele conseguir um jovem europeu que queira morar com um velho, ele tem o histórico de pegar jovens desfavorecidos do “terceiro mundo” pra ajudar a trabalhar e estudar, todos os relacionamentos dele foram assim. Ou seja, ele mostra toda sua riqueza, tenta impressionar, e depois teme que está sendo usado, comprando alguém, e nos conflitos acaba sendo racista e usando o poder financeiro pra dominar e inferiorizar.
Se eu não respeito alguma “etiqueta” ele diz: VC VEIO DA SELVA MAS AGORA ESTÁ NA EUROPA, PRECISA SABER SE COMPORTAR. Na verdade eu não me sentia ofendido, ele é alemão e eu apenas retrucava falando coisas negativas de alemães. Eram piadas de mal gosto que fazíamos um contra o outro… E como resposta eu beliscava os mamilos dele, ele odeia quando faço isso. Já era um costume nosso.
Mas essa simples besteira desencadeou um conflito. Há dois dias estávamos na rua, eu tremendo de frio, e ele fez piada: VOCÊ É UM ANIMAL DA SELVA MESMO. NÃO ESTÁ FRIO. Em resposta, belisquei o mamilo dele, e desta vez ele teve um ataque de fúria. Ele apertou meu braço com bastante força, arranhou, tirou sangue. Ele nunca tinha me atacado dessa forma. Fiquei bastante chateado e passei o resto do dia sem conversar com ele. No final do dia, mostrei pra ele os hematomas, isso não se faz. Começamos a brigar e daí ele já abriu a porteira, falou várias coisas racistas, e por fim disse que sou um prostituto. Estávamos prestes a nos atacar fisicamente, ele veio pra cima de mim pra me dar socos. Eu empurrei, fiz posição de defesa e disse: EU SOU MAIS FORTE QUE VOCÊ. SE VOCÊ OUSAR, EU QUEBRO SUA CARA E TIRO SANGUE DE VERDADE. Ele recuou, sentou-se na cama e ficou acuado ofegante, tremendo, vermelho.
Estamos juntos há 4 anos, sempre tivemos uma relação pacífica, sem grandes dramas, nada parecido com isso tinha acontecido entre nós, foi bastante extremo. Estamos sem conversar há 2 dias na mesma casa, desviando um do outro, está insuportável. Eu já fiz dois anos de curso, precisaria de mais um ou dois anos pra terminar. Na Itália é quase impossível trabalhar, se sustentar e estudar ao mesmo tempo, as aulas são em período integral, precisa de dedicação quase exclusiva.
O que vocês fariam?
Tentariam engolir tudo isso, tentar fazer as pazes e procurar terminar o curso, ter um sonhado diploma europeu. Ou desistir de tudo... achar qualquer emprego, qualquer lugar pra morar... Ou voltar pro Brasil nesse período de crise, sem dinheiro e sem muita perspectiva?
Enfim, pra quem leu até aqui fica a lição: tentem ser independentes, donos dos seus próprios narizes e liberdade. O risco de depender de alguém é sempre alto... mais cedo ou mais tarde podem jogar isso na sua cara.
...
Resumo: moro na Europa com um homem rico e mais velho que me deu oportunidade de estudar. Tivemos um atrito bobo que desencadeou um conflito, ele é racista, me chamou de prostituto brasileiro. Já fiz metade do curso. Não sei se engulo e tento terminar os estudos ou se desisto de tudo.

UPDATE: Gente, obrigado por todas as mensagens! Eu já estava me preparando pra receber pedras aqui... porque na vida real recebi várias pedras por eu ser jovem, pobre e estar com um homem mais velho e rico. Mas de certa forma me impressionei por ninguém aqui ter me julgado.
O desfecho até agora: ficamos 2 dias sem conversar. No terceiro dia, ele veio pedir desculpas, disse que ele estava um pouco sob efeito de álcool, disse que entendi errado. Ele disse: EU FALEI QUE VC ""AGE""" COMO PROSTITUTO QUANDO APERTA MEUS MAMILOS, FALEI ISSO PORQUE NÃO GOSTO QUANDO VC FAZ ISSO. NÃO DISSE QUE VC ""É"" PROSTITUTO.
Ele disse que me conhece, sabe que não sou prostituto e não faria sentido ele dizer isso. Disse que entende que sou sensível com o uso da palavra "prostituto" por causa da minha nacionalidade e situação de estar com ele, mas que não foi intenção dele atacar esse ponto. Enfim... ele tentou se esquivar, contornar a linguagem pra forçar outro sentido, que o conflito tomou uma proporção descabida, disse que foi o álcool. Não colou muito na minha cabeça, mas pelo menos ele pediu desculpas e disse que sou parte da família dele e que meu futuro significa muito pra ele...
Eu só ouvi, fui meio frio, mas aceitei o pedido de desculpas. Ele é alemão, depois disso não nos abraçamos, não nos beijamos. O clima ainda está um pouco estranho, mas tudo pacífico e tranquilo.
Obrigado por todos os conselhos!
submitted by Silverwxyz to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 14:53 TezCalipoca A ignorância é uma bênção

A ignorância é uma bênção. Não sei se alguém já cunhou essa frase antes, mas cada vez mais consigo perceber o quão verossímil ela é.
Não me refiro a ignorância bruta, à forma humana agressiva e violenta, de tratar das coisas sem conhecimento. A ignorância de não saber o que aconteceu com o computador e tentar consertar através de golpes na máquina. A ignorância de um homem que é incapaz de compreender a liberdade e a independência de uma mulher e com isso, parte para agressões, como maneira de justificar a posição superior que supõe estar.
Falo de uma ignorância intelectual. De uma falta de interesse sobre o mundo. Até mesmo de uma falta de ambição. Uma despreocupação com o futuro, com o que se passa em Brasília, com qualquer outra coisa que não seja o agora. Grande parte da população brasileira (quiçá latino-americana) se encontra nesse âmbito da ignorância.
Essas pessoas não possuem grandes metas de vida. Normalmente, no caso masculino, a grande preocupação, o grande sonho, é possuir um carro. Não precisa ser um carro completo, não tem problema pagar 72 prestações de R$500,00. O importante é ter um carro para chamar de seu, que possa usar nos fins de semana, ou quando quiser “dar uma banda”, como se diz por esses rincões gauchescos.
Até mesmo o carro pode ser algo simples. Afinal, o Gol caixa de 1992 é estiloso. Esses homens, que denomino aqui como ignorantes (e veja bem, não me cancele antes de entender o significado e a razão pela qual uso dessa nomenclatura!) almejam, simplesmente, um carro. Trabalham suas oito horas por dia em fábricas, lojas, mecânicas, eventualmente escritórios, com seu salário em torno de R$1.700,00 por mês. Não precisam de mais do que isso. É o suficiente para pagar as prestações do financiamento, os boletos de água, luz, internet e da TV a cabo que não usa. Até consegue fazer sobrar um dinheiro para sair beber uma cerveja com os amigos no fim de semana, ou ir em uma “baladinha pegá as mina”. Ou para tornar esse texto mais próximo da minha realidade geográfica, “pra pegá muié”.
Qual é a meta desses homens, após conseguir seu carro? Investir em uma educação, para poder ter um emprego melhor e que lhe seja mais aprazível? Preparar-se para viajar para lugares diferentes do mundo? Abrir um empreendimento? Não. O homem ignorante não tem ambição, não tem a capacidade de planejar. Para ele, alcançado o seu sonho de ter um carro com 24 anos de idade, é hora de seguir com a vida.
Muitos passam mais alguns anos usando o salário para fazer investimentos. Mas não em ações, negócios ou educação. Investimento no carro. Rodas, som, estofamento de couro, qualquer coisa é suficiente para que o homem ignorante queira usar seu suado dinheiro para fazer seu Kadett 1988 ficar mais atraente, mais potente, mais bonito. Outros homens, porém, não sentem tanta atração assim pelo seu carro. Que fazem então com seu salário? Usam com sua namorada.
A namorada. A mulher. Todo homem ignorante quer ter uma companheira. Não significa que ele seja fiel a ela, ou que ele a ame de verdade. O mesmo talvez seja verdade para com a mulher. O homem ignorante quer uma mulher porque para ele, somente assim ele poderá ter uma família. Mas que tipo de mulher iria se interessar por esse tipo de homem?
A resposta é muito simples. A mulher ignorante. Assim como sua contraparte masculina, ela também não tem ambição, não tem metas, não tem planos. Findo o Ensino Médio, com sua gloriosa festa de formatura, momento mais alto de sua vida, onde está embebida do carinho (nem sempre verdadeiro) de suas amigas. Onde recebe elogios pelo simples fato de respirar. Onde sente que alcançou uma conquista deveras relevante – e que talvez realmente o seja, se considerarmos o contexto da mulher ignorante.
Após esse apogeu da sua juventude, a mulher ignorante segue o mesmo caminho do homem ignorante. Algum trabalho simples, com pouco esforço intelectual, em lojas, supermercados, eventualmente como secretárias ou recepcionistas. Ninguém quer lhe oferecer uma função melhor. Ela não quer uma função melhor.
Qual o sonho dessa mulher ignorante? Ao contrário do homem, não é algo que se materializa em um carro. É algo maior: uma família. Em cidades interioranas, a forte presença de ideários machistas ainda faz as mulheres sonharem em ter um casal de filhos e um marido, em um casamento onde dificilmente haverá amor. Mais justo dizer que há uma obrigação nesse casório. Não querem ter suas vidas, seus sonhos, seus projetos. Querem apenas um lar para cuidar.
É nesse momento que os dois ignorantes se encontram e assim, dão início a sua longeva vida como casal. Talvez se conheçam em uma festa genérica. Talvez se conheçam nas redes sociais, com uma conversa genérica. Talvez sejam apresentados por amigos em comum, também genéricos. Independente de tudo, os ignorantes se encontram e começam sua vida ignorante de maneira conjunta.
Aos poucos os filhos nascem. Normalmente os ignorantes querem um casal de crianças, para que o guri seja educado pelo pai e a guria pela mãe. Assim como seus progenitores, esses pequenos também serão ignorantes, também herdarão essa falta de ambição, de visão, de planejamento.
Mas não vamos nos adiantar. Antes, vamos analisar o casal ignorante. Muitas vezes as amarras machistas se mantem nesses casais, onde a mulher assume o papel de dona-de-casa, como isso função natural feminina. Mas existem casos – muito mais movidos pela necessidade material – onde ambos trabalham. De qualquer forma, a rotina da família é sempre a mesma. As crianças estudam, pai e mãe trabalham. Às vezes há a visita de familiares, primos e tios igualmente ignorantes. As férias, no máximo, consistem em viajar para uma praia. E durante todo o tempo, a família ignorante vai para a mesma praia e faz a mesma coisa. Sentam-se na areia olhando para o nada, bebendo cerveja e mexendo no celular. As crianças, como lhes é próprio da infância, aproveitam para brincar no mar. A imaginação faz com que qualquer grão de areia possa ser único e divertido à sua maneira.
Mas as crianças viram adolescentes. Adolescentes ignorantes. Não há um interesse em estudar, a maior preocupação são as fofocas dos amigos (e dos inimigos) e dar uns beijos, eventualmente. Pai e mãe não fazem essa cobrança dos estudos. Afinal, única coisa que importa é passar de ano. Para que exatamente, não se sabe, mas é importante.
Durante toda essa existência familiar, esse homem, essa mulher e essas crianças ignorantes não almejam nada que esteja fora do alcance. Talvez não saibam da possibilidade disso. São facilmente maleáveis pelos fluxos constantes da sociedade, em suas vertentes sociais e políticas. O pai não entende nada de economia, mas sempre dá sua opinião infundamentada sobre alguma coisa. Normalmente leva em conta o que alguém lhe disse em uma mesa de bar. A mãe, se quer se preocupa com esses assuntos. À mulher ignorante lhe interessa apenas a fofoca, a intriga, os assuntos mundanos próximos da sua realidade. O arroz está caro? Que pena, mas sabia que a tia da Neusa, que era casada com o Robson, agora se casou pela terceira vez, dessa vez com um paranaense?
E os adolescentes ignorantes? São esponjas de ondas políticas e sociais, nem sempre com boas intenções. Quantos por aí sequer abriram um livro na vida? Não possuem nenhum senso de cultura a não ser aquilo que a massa consome. Tom Jobim? Legião Urbana? Djavan? O que lhes interessa é o MC alguma coisa, a dupla sertaneja de nomes genéricos, no máximo alguma cantora pop de renome internacional, como uma Anitta.
Ainda assim, essas pessoas são felizes. A maior preocupação é o entretenimento. O homem ignorante só quer sair nos fins de semana com seus amigos beber cerveja, comer carne e assistir ao jogo de futebol. Mesmo depois de casado, sua maior preocupação continua sendo o futebol e uma eventual bebedeira com seus amigos. A mulher ignorante, mais limitada ainda, só se preocupa com a vida dos outros. Nada lhe deixa mais feliz do que se reunir com suas amigas para conversar sobre a vida das vizinhas. Não há satisfação maior na vida.
E aqui venho novamente dizer que a ignorância é uma bênção. Por quê?, talvez você me pergunte. Afinal, após toda essa crítica a esse lifestyle dos ignorantes, como posso afirmar que isso é uma bênção?
Certa manhã, estava eu, estudando, como tenho feito nos últimos meses. Após estudar o que havia planejado, decido ouvir um pouco de música. Minha criação não foi a mesma de uma pessoa ignorante. Desde criança, minha mãe sempre me incentivou a estudar. Quando eu tinha cinco anos, ela me comprou uma Revista Recreio. A partir daí, desenvolvi um grande interesse pela leitura, pelo conhecimento. Paleontologia, arqueologia, história, até mesmo a criação geológica do planeta, tudo isso me fascinava e me instigava a ir atrás de explicações, de respostas.
Mas estou divagando. Voltemos à música. Meu gosto musical, não sei como foi desenvolvido, mas é um tanto, digamos exótico. Sou um grande aficionado por estilos musicais que não são muito ouvidos pelos rincões do Rio Grande do Sul, onde vivi minha adolescência e meus primeiros anos como adulto. Tango, salsa, jazz, blues, bossa nova, só para mencionar alguns. É claro, não quero dizer que sou um erudito, até porque também gosto de ouvir estilos musicais mais populares.
O ponto que quero tratar aqui, é que nessa manhã, após os estudos, decido ouvir um tango, enquanto me arrumava para sair. A elegância e a qualidade musical me deixaram estupefato de maneira única e logo comecei a refletir sobre meu futuro e como adoraria, em alguns anos, visitar novamente Buenos Aires.
Logo que penso nisso, vejo o que tenho feito da minha vida. Quantas preocupações, ânsias, tormentos não tenho passado por conta do futuro? Em pensar se terei sucesso no que almejo? Não pretendo compartilhar meus sonhos, mas com certeza é algo muito mais grandioso (é claro que é relativo, mas me refiro no sentido de esforço) do que um simples carro.
Pensar em quanto eu e tantos outros, que estão fora dessa categoria de ignorantes, se preocupam com essas questões, me deixou reflexivo. Basta ver a quantidade de pessoas ansiosas no Brasil. Ansiosas por esses mesmos temores: será que terei sucesso? Será que conquistarei o que almejo? Será que vai dar tudo certo? Preocupações essas que os ignorantes não possuem. Afinal, a cerveja da sexta-feira é garantida.
É claro, os ignorantes ainda se preocupam em quem sabe perder o emprego. Mas normalmente, seus trabalhos não requerem muito esforço. Os ignorantes só querem receber o salário, sem se preocupar em buscar uma posição melhor, uma renda melhor.
Com isso concluo que a ignorância é uma bênção. A ignorância lhe permite ter uma vida feliz. Uma vida simples, sem variar muito, mas sem dúvida feliz. Uma vida protegida das hostilidades do mundo, uma vida abençoada, pela ignorância. Através desse véu que ilude e que engana, os ignorantes são satisfeitos.¹
¹É claro que existem inúmeras questões sociais em torno do que compõe os ignorantes. Educação fraca, ausência de ações sociais, pobreza, enfim. Mas o propósito desse devaneio, não é questionar esses problemas, ou sequer apontar as consequências dessa ignorância intelectual. É refletir sobre como a vida é simples para aqueles sem conhecimento. Se você considera como boa, ou ruim, depende de você.
submitted by TezCalipoca to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 06:36 eidbio Eu não critico quem não aguenta mais ficar em isolamento e resolve "furar a quarentena" por isso

Ontem fez exatos seis meses q eu não saio de casa pra absolutamente nada. A maioria de vcs ainda deve ter saído pro mercado, mas nem isso eu fiz, por diversos motivos q não estão no meu controle e não valem a pena ser mencionados aqui, pra não me estender demais (e tbm pq não uso essa conta pra falar de problemas pessoais).
Eu nunca pensei q eu conseguiria ficar tanto tempo em confinamento, mas pra ser sincero eu estou bem, embora sinta falta da vida como era antes. Eu inevitavelmente vou ter q acabar saindo até o final do ano, mas aguentaria passar mais meses como estou sem problemas. Eu nunca fui de sair, então meu estilo de vida mudou mto pouco.
Eu tenho plenas condições de cumprir um isolamento rigoroso por quanto tempo for. Nem todo mundo tem esse privilégio. Pessoas perderam o emprego e estão voltando a trabalhar porque do contrário passarão fome. Mas acho q ninguém em sã consciência critica quem se encontra nessa situação, então esse ainda não é meu ponto.
É preciso entender q o privilégio de se manter isolado não é apenas financeiro. Quantos pais não aguentam mais ter crianças 24h por dia em casa? Quantos jovens não estão tendo q conviver com pais abusivos? Quantas mulheres não estão sofrendo violência doméstica? Quantos não se encontram em depressão e não podem ver seus familiares e amigos?
Quem sou eu pra criticar essas pessoas por querer sair? Problemas psicológicos também existem e tem gente q passou a ignorar isso pra pedir q todo mundo fique trancado em casa até 2022.
Eu vejo gente na gringa dizendo coisas como "você vai arriscar sua vida só pra ir passear num parque?", mesmo em países onde a situação está controlada. Um colega meu ficou com medo de ser "cancelado" por andar de bicicleta na rua. Tem gente q leva a coisa longe demais.
A verdade é q mesmo se o governo ajudasse de fato as pessoas, poucos aguentariam ficar isolados até q a vacina chegue. É sempre bom lembrar q o objetivo do isolamento nunca foi acabar com a pandemia, mas sim evitar q os hospitais fiquem sobrecarregados. Com um número baixo de novos casos, é necessário sim o retorno a um certo nível de normalidade.
Eu sei q ainda é mais prudente ficar trancado em casa no Brasil, e só sair pelo essencial, porque infelizmente a nossa curva não foi achatada. Mas nada muda o fato de q não deveríamos mais estar nessa situação. Se ainda precisamos estar assim é por culpa de outras pessoas q nunca levaram o problema a sério.
Então, antes de "cancelar" aquele seu amigo ou parente q seguiu tudo direitinho por muito tempo mas de repente "furou a quarentena", pense no quão frustante é vc ter q pagar o preço da irresponsabilidade dos outros.
submitted by eidbio to brasil [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 06:09 Red_Hobgoblin Eu não gosto de lembrar do primeiro ano do meu filho porque sinto que falhei com ele

Hoje eu tava conversando com minha mulher sobre quando meu filho tinha apenas 1 ano de idade. Hoje ele tem 2 e meio, e sempre que tocamos nesse assunto eu me sinto mal porque sinto que falhei com ele.
Vejam bem, eu sou homem e tenho 27 anos, meu filho não foi resultado de um plano, o que não quer dizer que eu não o ame nem nada do tipo, pois ele é a coisa mais importante da minha vida, mas quando ele nasceu eu estava em um subemprego [3 subempregos, na verdade], trabalhava o tempo todo, ganhava pouco e quando não estava trabalhando, estava estudando pra faculdade/concurso. Eu estava sempre cansado e estressado. Então minha mulher arrumou um trabalho também, e o meu filho tinha uns 8 meses de idade. Nesse ponto da história, eu larguei um dos meus 3 trabalhos pra poder cuidar dele enquanto ela estivesse trabalhando, mas continuava exaurido, porque, como vocês devem imaginar, cuidar de bebês é bastante cansativo e eu continuava tendo outros 2 empregos e faculdade.
E a verdade é que, durante esse período em que eu passava a maior parte do dia com ele, eu não estava lá de fato. Quer dizer, eu estava presente fisicamente, mas brincava muito pouco, conversava muito pouco e meio que só tava no piloto automático, cumprindo com a minhas obrigações minimas.
Hoje eu sinto uma culpa monstruosa por isso e por mais que eu faça de tudo pra compensar por essa falha, sendo presente, atencioso e um pai de fato eu me sinto extremamente triste, porque sei que eu nunca poderei consertar isso, pois ele nunca mais terá um ano de idade. Ele precisava da minha presença naquele momento e eu deixei o cansaço me vencer e não estive lá, estar presente hoje não completa minha ausência no passado.
submitted by Red_Hobgoblin to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 04:51 alexroll850 Tá difícil continuar com essa palhaçada chamada e vida. [+ Wall]

Tudo virou uma bagunça, ou sempre foi... nem sei mais. Tenho 25 anos e sou pobre e pra completar o pacote sou ferrado mentalmente. Não queria desabafar, mas infelizmente eu não tenho amigos e nem tenho condições de ir a um psicólogo ou coisa parecida. Sem mais delongas, vou tentar colocar pra fora essa "tristeza abstrata" que me come por dentro a mais de uma década.
Sempre fui um cara considerado tímido e de fato sou e me identifico como tal, nos últimos anos eu melhorei bastante nesse quesito, porém percebo que ser extrovertido não é de minha natureza. Minha vida profissional e meu futuro é uma incógnita e as vezes nem penso nisso pra não me frustrar ainda mais. Quando sai da Escola fiquei bem perdido e ficava em casa escutando de meus pais o quanto eu era inútil e "preguiçoso", sentia muita vergonha de mim, por que me senti perdido, não era por maldade... enfim, nunca ninguém me entendeu mesmo e sofri calado como sempre. Fiz alguns cursos técnicos, porém não segui nada, apenas para "fazer algo" e ocupar meu tempo mesmo eu sabendo que aquilo não daria em nada. Esse descaso com minha vida acadêmica me levou ao meu atual emprego onde tenho que lidar com o público mesmo me sentindo desconfortável com tal por um salário mínimo... me sinto extremamente frustrado e amargurado por isso... pra ser sincero nem sei como faço para levantar todas as manhãs.
Nesse emprego há várias pessoas da minha idade ou até mais jovens do que eu e posso ver o quão diferente eu sou das demais pessoas. Não sei se possuo algum tipo de síndrome mental ou coisa assim, porém desconfio que sim... todos esses anos em que me isolei do mundo e preferi ficar em meu mundinho só me alienou e praticamente vivo hoje coisas que em teoria já deveria ter experimentado anteriormente. Pela minha convivência com eles, percebi o quão infantil e atrasado eu sou... tanto minha inteligência emocional como minhas atitudes e meu jeito de me portar... isso é muito frustrante, não sei se estou conseguindo exprimir isso em palavras, mas isso me magoa muito. Certas brincadeiras simples, me deixam profundamente magoado e nem mesmo eu entendo o porque... sou meio que uma aberração.
Enfim, desculpe por não saber me expressar direito, só coloquei o que me veio na cabeça, tem mais se eu vasculhar minhas tristezas... mas por hora é isso.
submitted by alexroll850 to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 04:19 Bunnyboozled Curso de Programação da Trybe - Discussão geral.

Fala galera do Reddit, beleza? Eu estou criando esse post aqui pra pedir pra vocês opiniões gerais, conselhos, depoimentos ou qualquer coisa que você possa querer compartilhar sobre a Trybe.

https://www.betrybe.com/

Recentemente (mais conhecido como ontem) eu fiquei sabendo desse curso que, basicamente, se compromete a te ensinar programação ao longo de 12 meses e só te cobra por isso quando você começar a trabalhar e estiver ganhando no mínimo R$ 3.500,00. Como sou carioca, vivo com o pé atrás pra todo tipo de oportunidade que parece ser boa demais pra ser verdade, e essa disparou meus alarmes; Assim, resolvi vir aqui saber o que vocês pensam sobre isso.

Mesmo com essa condições, o curso é caro (O preço total a ser pago nas condições acima seria de R$ 36.000,00), principalmente pelo fato de ser um curso livre que não conta como técnico ou graduação. Pelo lado positivo, eles afirmam que os alunos que estão investidos nessa gostam bastante do curso e alguns conseguiram emprego mesmo tendo cursado apenas 4 meses. Na teoria (penso eu) apesar de caro, o fato deles também ensinarem as soft skills pro pessoal e terem parcerias na área de TI (que facilitariam a contratação de seus alunos mesmo sem um diploma superior) e a possibilidade da rápida inserção profissional no mercado ganhando um salário desse meio que acabam compensando o fato de você estar pagando bem mais do que pagaria em um curso superior; Isso sem mencionar, é claro, que você só precisa pagar depois de estar empregado e ganhando bem (na minha concepção, pelo menos.).

No site tem mais detalhes, especialmente na área do FAQ e no currículo que eles disponibilizam gratuitamente, caso queiram saber mais sobre eles ou só entender um pouco melhor antes de comentar.

Dito isso tudo, eu vos pergunto: O que acham sobre? Vale a pena? Furada? Alguém por ai é aluno e consegue falar mais da qualidade das aulas, de onde trabalha e o quanto ganha, pra podermos ter um exemplo mais concreto? Vocês entrariam nessa ou há formas melhores de conseguir resultados parecidos/melhores?
submitted by Bunnyboozled to brasil [link] [comments]


2020.09.16 21:38 kunkerman Vale a pena aceitar um emprego por pouco tempo?

Prezados confrades desse fórum anônimo, preciso de um conselho e não onde recorrer senão aqui. Recentemente eu concluí minha graduação em Química em uma boa universidade e pretendo continuar meus estudos em um programa de Doutorado Direto. No momento estou em um limbo... Não tenho renda alguma e também não estou matriculado na pós-graduação pois as inscrições estão fechadas.
Bom, estou escrevendo o projeto de pesquisa a ser submetido e espero que seja aprovado (ou reprovado, com necessidade de reconsideração etc...) daqui a 3 meses no mínimo. Nesse contexto, surgiu uma oportunidade de emprego na indústria. Estou convencido em seguir o caminho acadêmico e assim o emprego seria para segurar as pontas até ser aprovado o projeto. Ficaria nessa vaga pelo menos os 3 meses de experiência (ainda existe isso?) , talvez de 2 a 4 meses a mais dependendo do tempo que vai levar a análise do projeto. Na opinião do Brasil essa estratégia seria um bom negócio? Sinto que se eu aceitar a vaga, sabendo de antemão que não pretendo ficar muito tempo, eu estaria em falta com minha ética profissional. Além da questão ética, um fator que pesa para que eu recuse a vaga é o fato de eu não estar precisando do salário, meus gastos estão muito reduzidos e tenho um pouco guardado, suficiente até o início do próximo ano. Enfim, estou bastante confuso.
Agradeço desde já aos que se dispuserem a me ajudar.
submitted by kunkerman to brasil [link] [comments]


O desenvolvimento tecnológico vai de fato eliminar empregos? Trabalhadores fazem fila por vaga de emprego O fim do emprego: como a tecnologia diminui o número de ... De Facto - Select Songs - YouTube Dino Merlin - De facto Fato (Official Audio) [1995] - YouTube COMO CONSEGUIR EMPREGO RÁPIDO - YouTube Agentes Publicos agentes de fato cargo emprego e funcao 5 Tipos de Sereia - Mermaid Gigs - YouTube DEFINIÇÃO DE DIREITO DO TRABALHO - 1 Princípios do Direito do Trabalho - Direito do Trabalho ...

Ofertas de emprego para facto part time em lisboa - Trovit

  1. O desenvolvimento tecnológico vai de fato eliminar empregos?
  2. Trabalhadores fazem fila por vaga de emprego
  3. O fim do emprego: como a tecnologia diminui o número de ...
  4. De Facto - Select Songs - YouTube
  5. Dino Merlin - De facto Fato (Official Audio) [1995] - YouTube
  6. COMO CONSEGUIR EMPREGO RÁPIDO - YouTube
  7. Agentes Publicos agentes de fato cargo emprego e funcao
  8. 5 Tipos de Sereia - Mermaid Gigs - YouTube
  9. DEFINIÇÃO DE DIREITO DO TRABALHO - 1
  10. Princípios do Direito do Trabalho - Direito do Trabalho ...

Clique aqui para baixar o material dessa video-aula gratuitamente!!!! https://www.lacconcursos.com.br/ebooks?menu=ebook Curso 100% online de Direito Trabalho... Com o que uma sereia trabalha? O que ela faz? Gigs são os empregos que as sereias profissionais pegam. Você conhecia? SORTEIO DE CAUDA DE SEREIA: quando ch... Agentes Publicos agentes de fato cargo emprego e funcao IBGE 2016. Loading... Unsubscribe from IBGE 2016? ... Agente Federal de Execução Penal Gran Cursos Online - Concursos Públicos 190 watching. Esqueça o radiotáxi: dá para chamar motoristas por um aplicativo. Aliás, por onde andam os telefonistas que trabalhavam no radiotáxi? Será que a revolução te... Cerca de 20 mil trabalhadores aguardaram por horas para tentar conseguir uma das seis mil vagas oferecidas por 28 empresas, com salário médio de R$ 1,5 mil, na fila do mutirão do emprego ... Descubra qual a forma mais rápida e simples de ter uma segunda renda com zero investimento: http://bit.ly/aulagratuita_ Descubra qual seu nível de autossa... Nesse vídeo discutimos porque, até hoje, o desenvolvimento tecnológico não gerou uma massiva eliminação de postos de trabalho, mas a história pode ser bem diferente nos próximos anos. # ... Relação de Trabalho e Relação de Emprego - 05/24 - Duration: 23:45. LacConcursos - Canal 14,992 views. 23:45. Funções dos Princípios - Princípios do Direito do Trabalho - Duration: 4:09. 120E7 0:00 Muerte Inoxia 4:28 Descarga De Facto 8:13 Coazial 16:22 Thick Vinyl Plate 23:34 El Profesor Contra De Facto 30:21 Radio Rebelde 35:19 Manual Dexte... Dino Merlin Shop http://smarturl.it/DMshop Apple Music http://smarturl.it/DMTunes Deezer http://hyperurl.co/DMDeezer Spotify http://smarturl.it/Spoti...