Melhores maneiras de ter uma menina

As melhores posições para engravidar de uma garota: Mulher no topo: A mulher pode controlar a intensidade da penetração. Se a penetração for superficial, as chances de ter uma menina são maiores, mas se for mais profunda, você pode ter um menino. Há várias maneiras de determinar se você está gestando um menino ou uma menina que não requerem o diagnóstico de uma máquina. Veja alguns sinais de uma gravidez de menina. As avós dizem que se o seu rosto ficou arredondado é porque está à espera de uma menina e caso contrário se não se alterou será um menino. Apesar de serem as melhores maneiras de garantir que a mulher conceba uma menina, os procedimentos médicos são também os mais caros. Eles podem variar de algumas centenas de reais até 15 ou 20 mil reais. Além disso, caso os procedimentos não estejam disponíveis em um certo país ou estado, eles vão acarretar em custos extras de viagem. Se um homem é capaz de fazer uma garota se divertir, ele ganha bônus na escala da atratividade. Mas cuidado para não passar do ponto. Se você se comportar como o palhaço o tempo todo, mulher nenhuma irá te levar a sério. Encontre o equilíbrio e entenda que existem momentos para ser divertido e momentos para se ter pegada. 8. A hipótese da alimentação foi estudada mais recentemente em 2010, na Holanda, onde um outro estudo, que envolveu mais de 100 casais, confirmou que mulheres que tinham maior concentração de cálcio no organismo, depois de aumentarem o consumo desse tipo de alimentos assim como fazerem suplementação com o mineral, apresentaram uma elevada taxa de sucesso para ter uma menina. Uma mulher gosta da determinação e coragem de suas ações. E ainda mais, se eles tivessem medo de dar um passo ou o fato de ter tomado uma decisão o suficiente e ainda ganhar-se – será apreciado por isso. Salte com um pára-quedas, transfira-o através de uma poça, grita para toda a rua sobre o quanto você a ama, faça dela uma oferta. Publicado por Isabella Moretti, em 17/12/2013. Ser mãe de menina é uma experiência apaixonante e muito desejada. Para conseguir ter uma filha, muitas mulheres lançam mão de truques e simpatias que prometem influenciar no gênero do bebê que está sendo gerado.. A definição do gênero do bebê não depende da mulher, mas sim do homem. O espermatozoide que carrega o gene masculino (Y ... Alimentação saudável é uma das melhores maneiras de garantir qualidade de vida, porque faz o corpo funcionar de maneira adequada. Portanto ter uma alimentação correta traz uma série de benefícios para a saúde. Marque a alternativa que apresenta de forma correta esses benefícios: * A) Aumento da pressão arterial. Vê a nossa lista de skins mais populares e recentes de Minecraft! Transfere a skin que mais combina contigo! Oi tudo bem quero engravidar de uma menina tenho meu filho de 13 anos resolvi arrumar outro e por isso quero tentar uma menina.Minha menstruação veio dia 21/05 na minha conta vou ovular dia 03/06 tenho que ter relação 3 dias antes seria é isso estou com duvida 30,31/05 e 01/06 correto e na vespera nao ter que corre o risco de ser menino e ...

Não consigo me importar com ninguém

2020.09.22 00:17 maurocaa Não consigo me importar com ninguém

oi, tenho 18 anos. Sempre fui uma pessoa que os outros normalmente gostam de ter por perto, muitas pessoas me chamam pra sair, pra esse tipo de coisa e parecem se importar comigo, no entanto, de uns tempos pra cá o meu número de amigos tem caído, e parece que sempre que eu eu faço uma amizade sólida, o destino prega uma peça em mim e algo da errado, por exemplo, eu tinha um grupo de 3 amigos na faculdade, era demais, as resenhas eram do caralho, os rolês também etc, mas os 3 saíram do curso no final do primeiro semestre, dois mudaram de curso e o outro de estado, enfim, vamos ao problema em si.

Eu comecei a perceber que eu tinha dificuldade de me importar com os outros quando eu tava saindo com uma menina, no primeiro mês foi tudo incrivelmente bem, as nossas saídas eram incríveis, o sexo maravilhoso, as conversas ótimas e tudo mais. No entanto, ela sofre de depressão e ansiedade, toma remédio e tudo, e aconteceu que em um certo dia, ela tava tendo uma crise de ansiedade e eu fiquei em choque, eu não sabia o que fazer. Eu simplesmente travei, não conseguia falar nada, e isso acabou comigo falando coisas do tipo: "você quer que eu faça algo pra você" e etc mas isso parecia não surtir efeito algum.

E a partir desse ponto, as crises começaram a ficar mais e mais frequentes, no entanto, eu no fundo não parecia me importar, mesmo eu querendo ajudar ela, não sei se porque eu não sabia o que eu deveria fazer ou se eu realmente não me importava mesmo, mas a cada crise que ela tinha eu parecia mais e mais não me importar. E eu considerava que eu amava ela, ou pelo menos achava que amava. Eu fazia de tudo para sair com ela, considerando que na época eu não trabalhava, meus pais nunca me deram muito dinheiro e ela morava relativamente longe de mim, mas mesmo assim eu sempre tentei de tudo e dava meu jeito, eu sentia ciúmes e imaginava um bom futuro com ela (mesmo a gente não tendo nada sério).

Resumindo, depois de muitas brigas, idas e vindas, em um dia qualquer quando eu achava que estava tudo bem entre nós, ela me chamou no WhatsApp e começou a falar que eu não me importava com ninguém, que eu não tinha nenhum amigo verdadeiro, que eu era um monstro, que ela fazia de tudo por mim (e realmente, ela sempre me ajudou com as coisas, com meus problemas etc) mas que eu nunca fazia nada por ela e paramos de nos falar de vez.

Depois disso eu comecei a pensar e analisar os meus relacionamentos e comecei a ver o quanto eu cagava pros outros, o quanto eu não conseguia fazer nada perante os problemas das pessoas e como todo mundo sempre me ajudou quando eu tava na merda, e isso tem me deixado muito mal e triste, a ponto de eu ter medo de começar novos relacionamentos seja de amizades ou amorosos por conta disso, porque eu sempre acho que eu vou estragar tudo pelo meu jeito.

Eu realmente quero me importar, quero conseguir ajudar alguém que está triste ou algo assim, da mesma maneira que sempre me ajudaram, mas eu não consigo. Não sinto tristeza pelos outros, ou felicidade também, só consigo pensar em mim. Eu não me considero uma pessoa ruim, mas depois do que ela disse aquelas palavras não saem da minha cabeça, porque eu já fiz ela chorar, ficar triste e outras coisas mas ela sempre esteve ali pra mim, até a gota d'agua acontecer.

E não é a primeira vez que algo assim acontece, parece que sempre que eu tento me relacionar com alguém algo da errado, não sei se isso é tudo uma grande trollagem da vida, mas já teve caso de menina querendo se matar porque tinha ficado comigo, de gente que quase fugiu de casa porque tava saindo comigo, enfim, eu pareço que estrago tudo em que toco.

Mais recentemente, eu comecei a conversar com uma gatinha que eu conheci em uma entrevista de trampo, ela é tão gente boa e parece gostar de falar comigo, mas quando recebemos o resultado da entrevista, na qual eu fui aprovado e ela não, eu só consegui ficar triste pelo fato de que ia ser mais difícil de ter um contato diário com ela, e não pelo fato de que ela precisava muito do emprego, talvez mais do que eu. E agora eu fico com tanto medo de conversar com ela e estragar tudo pelo fato de que eu sei lá, sou eu. Tanto que fiquei uns 5 meses sem falar com ela, e mesmo assim quando eu postei uma foto ela foi lá, comentou e desde então vem puxando assunto comigo direto, e eu me sinto mal porque eu não consigo e nem tenho vontade de iniciar uma conversa com ela, e sinto que isso no fundo vai acabar desgastando a nossa relação, assim como aconteceu com todas as outras pessoas. E olha que essa eu também imagino um futuro, tenho ciúmes e tal, mas eu não consigo fazer nada.

Enfim, esse foi meu desabafo, não se se isso tem haver com alguma insegurança minha (tenho inúmeras, principalmente relacionadas a minha altura e pelo fato de que eu acho que vou ser trocado por alguém mais alto do que eu a qualquer momento, tenho 1.68m) e isso fez com que eu construisse essa barreira ou sei lá o que, mas eu só quero ser normal, me importar com os outros, assim como eu era quando criança. Lembro que minha mãe sempre pedia conselhos para mim, e eu sempre conseguia resolver os problemas dela. Hoje em dia quando ela vem com algum problema parece que sempre eu entrego a solução mais genérica possível ou faço alguma graça, tanto que ela sempre fala que quando eu era menor eu era o melhor conselheiro do mundo, e hoje em dia não.

Desculpa o post longo, sei lá, desabafei.
submitted by maurocaa to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.10 00:07 cutiemango_lover Tenho 20 anos, ainda sou virgem, tenho medo de "perder", sou muito tímida e levei um fora que acabou comigo

Ta, n sei por onde começar, então só vou contar a história que fez minha confiança ir de 0 pra - 1.
Eu sempre tive a convicção que iria perder a virgindade com alguém q significasse algo pra mim, porque eu n quero que seja uma péssima experiência e pq acredito que, pra que seja boa, a pessoa tem q pelo menos se importar comigo. Sempre fui muito tímida, totalmente travada e, mesmo tendo plena convicção q sou hétero, só consigo me relacionar "bem" com homens se estiver bêbada. Com "bem" quero dizer simplesmente ter uma conversa normal, flertar normalmente, entende? Olhando nos olhos, conversando, trocando ideia naturalmente, essas coisas...Geralmente, fico muito insegura e receosa quando estou conhecendo alguém. Teve um dia, na faculdade, que um cara aleatório ficou me encarando. O campus é enorme e n conhecia essa pessoa, mas o achei bonito. Tentei segurar a vontade de rir, mas n deu, aí óbvio que ele entendeu isso como correspondência (e era mesmo). Dps de um tempo, coincidentemente nos encontramos de novo e começamos a ficar.
Ele era muito sem filtro (o total oposto de mim) e, por algum motivo, pouquíssimo tempo depois de nos conhecermos eu me sentia bem confortável com ele. Acho q era porque ela falava muita besteira. Eu só ria e ignorava, mas foi isso q fez com que eu 'destravasse' um pouco. O problema é que n parecia q ele me via com nenhum romance. Como posso explicar? Pra ele, eu era só uma gostosa, entendeu? Inclusive, sempre que ele ia me elogiar eram coisas do tipo "Nossa, fulana, você é muito gostosa" "Nossa, seu corpo é maravilhoso", etc. Teve um dia que eu me irritei e falei "Pq vc é assim? Eu n sou só gostosa! Tbm sou inteligente, engraçada e várias outras coisas. Vc toda vez só fala isso. " Isso me magoava pq eu queria q ele me visse da mesma forma q eu estava começando a ve-lo e não ficar falando daquele jeito idiota.
Quando ficávamos, ele sempre queria ir além e além e além. Muitas vezes eu deixava pq n queria q ele me achasse uma chata e tbm n sou nenhuma santa, mas geralmente era meio demais. A primeira vez q saímos fora da faculdade era pra ser pelo menos um pouco romântica, imagino; mas só q no meio da rua ele ficou querendo botar a mão por baixo da minha roupa. Tava de noite e o lugar era deserto, mas mesmo assim! Eu fiquei falando que não, que não queria e ele usava tudo q pudesse pra me convencer. Ficou lá falando maior tempão, me manipulando, fazendo mil promessas...Ele sempre fazia isso.
Teve um dia que estávamos juntos e realmente quase chegamos lá, até hj, foi o contato mais íntimo que já tive com alguém. O clima esquentou e de repente, já estávamos um em cima do outro, mas na hora, me deu medo dele me largar assim que eu fizesse o que ele queria e eu já gostava dele. Eu nunca me senti bem com nenhum outro cara, como me senti com ele. Sempre que algum garoto me tocava, a tendência era eu me esquivar, mas com ele tudo parecia muito certo. Só q nesse dia, por causa desse meu medo, mesmo estando lá, eu desisti bem na hora e disse q não queria passar do que já tínhamos feito até o momento (eu entendo que isso pode ser muito frustrante, até um vacilo da minha parte e me senti muito mal dps por ter negado tão em cima da hora assim, mas pelo desfecho da história, atualmente n me arrependo) Óbvio que ele tentou de tudo pra me convencer, até pq, já estávamos la ne. Mas eu disse q n queria, que n estava me sentindo confiante e que não adiantava insistir, eu n ia deixar. Depois de muita conversa, ele aceitou e, pelo menos pra mim, foi bom esse dia. Eu tentei viver o momento, pq de certa forma, lá no fundo eu já percebi q dps dessa ele n ia mais querer saber de mim. E foi isso mesmo. Ele n me procurou mais, começou a me evitar e ser um grosso, então, mesmo triste, parei de procurar tbm.
Aí do nada, ele me chamou pra sair de novo. Eu, q sou uma burra, aceitei (até pq, a essa altura já gostava dele) Saímos e, enquanto estávamos comendo e conversando, ele simplesmente começou a falar de outra menina!!! Eu fiquei perplexa enquanto ele falava que n estava mais falando com um amigo dele pq ele tentou ficar com a menina q ele ficava. Quando penso sobre esse dia, n consigo entender pq n levantei e fui embora ali mesmo, mas, por algum motivo, eu fiquei lá. Depois disso uma menina postou fotos marcando ele. Eu perguntei se ele estava namorando pq no dia anterior me implorou por nudes, fez tudo que era promessa, disse q gostava de mim e etc.. Ele disse q não e eu n acreditei e parei de falar com ele.
Vários meses depois, ele me mandou mensagem de novo. Fiquei toda animada, mas estava no estágio, então esperei até o final do expediente pra olhar. Sabe quando vc quer guardar algo bom pra depois, pra poder saborear melhor? Foi tipo isso. Fiz tudo q tinha que fazer e deixei pra olhar só na hora de sair. Pensei q ele iria me chamar pra nos vermos ou simplesmente querer saber de mim, já que há um bom tempo n nos víamos. Quando fui ver a mensagem, estava na rua e ele escreveu, assim, diretamente: "Ainda não comecei a namorar (com a outra garota*). Quer fazer uma loucura comigo antes?".
Eu vi aquilo e nem acreditei, comecei a chorar no meio da rua mesmo. Me senti um lixo, uma coisa. Um objeto completamente inútil. Eu nem sei descrever o sentimento, foi horrível. Tbm me senti muito tonta e humilhada por ter ficado feliz antes. Nem ia responder, mas respondi e disse pra ele nunca mais me procurar. Dps bloqueei. Só q no Facebook, vi q ele faz com a menina tudo q nunca fez comigo.
Tudo que eu praticamente implorava pra ele fazer (e ele nunca fez), com ela, ele faz de forma aparentemente espontânea. Fala coisas bonitas e é super carinhoso. Como eu, ela tbm é artista. Na conta de artes dela, ele elogia todos os trabalhos, cita mil qualidades e é um fofo. Eu sei que parece uma coisa super boba pra me desestabilizar tanto assim, mas a verdade é q isso acabou comigo. Me destruiu. Minha inseguranças aumentou e me senti incapaz de ser vista de maneira romântica. Agora, meu medo de me relacionar aumentou ainda mais, pq as chances de acontecer a mesma coisa são grandes. Eu me sinto indigna de um relacionamento e de alguém que goste de mim e acho q nunca mais vou encontrar alguém q me deixe confortável como essa pessoa me deixava e que nunca vou experimentar um sentimentos plenamente correspondido. Foi isso, desculpa o textão e desabafo, mas tava meio engasgado. Às vezes eu esqueço, mas quando me sinto mal comigo mesma, essa é uma das primeiras coisas q lembro e fico gastando minhas noites chorando por algo q n vai mudar... Parece q é só comigo, tipo um castigo, mas sei q n. Só q às vezes é difícil de enxergar...
submitted by cutiemango_lover to desabafos [link] [comments]


2020.09.09 22:37 TiaSayu Fui babaca por humilhar minha mãe depois dela ter contado o noivado surpresa que meu namorado preparou?

Yo Mina, Daijobu deska? ♥
Hoje vou contar mais uma desgraça da minha vida e tentar rir com ela pq realmente, tá complicado...
Vim aqui desabafar uma coisa que anda me machucando a cada minuto que passa. Minha mãe sempre foi uma pessoa difícil de lidar... O temperamento dela nunca se deu bem com o meu, e isso já causou muitas brigas e discussões entre nós duas. Uma vez já postei aqui uma outra situação entre nós duas (Acho improvável que alguém se lembre, estava em outra conta na época, mas tentarei repostar para quem queira ler.)
Enfim, sem mais delongas, vamos direto ao desabafo... Semana que vem será meu aniversario de namoro (12/09) vamos completar dois anos de namoro e tudo corria bem. Estávamos preparando nossos presentes e eu estava ansiosa por mais um Level up na relação. Lutamos muito para seguir com esse relacionamento fantástico, e dou graças a Deus por tudo ter dado certo. Somos felizes e tratamos um ao outro com muito respeito e carinho, e não deixamos de ser melhores amigos mesmo na relação de namorados (Não acredito nesse lance de ''há diferença entre amigos e namorados'' é muito melhor ser os dois em vez de escolher apenas um) Enfim, vamos direto ao ponto.
Minha mãe hoje (09/09/2020) veio até mim e me pergunta ''Você e o Carls (Não vou expor) Vão ser noivos?'' A reação que eu tive foi de choque e surpresa, meu pai e minha irmã tiveram a mesma reação e tudo ficou em um silêncio desconfortável.
Logo eu perguntei, incrédula: ''Ele vai pedir minha mão?..''
Depois disso minha mãe arregalou os olhos assustada, vendo que eu não sabia de nada sobre os planos dele. Eu, logicamente, me emocionei e desabei a chorar. Minha mãe, doce como sempre, disse: ''Pare de chorar e controle-se. Larga de ser tonta e pare de chorar'' Além de outros comentários calorosos para o consolo de minha pessoa. Nisto, meu pai interveio e falou: ''Você tinha que abrir a boca? Você achou mesmo que ela soubesse disso?'' e foi assim que tudo explodiu... Minha mãe estava sendo fria como sempre, ela nunca se importou com coisas que feriam meu emocional e psicológico, tudo na visão dela era ''banal'' e ''frescura'' e eu me cansei disso. Minha reação foi imediata e refutei ela de varias maneiras e isso se tornou uma briga feia. Ainda mantive minha educação, mas fui bem sincera e ela não gostou disso (Por que né, a verdade dói) e ela começou a envolver minha sogra e meu namorado, humilhando os dois para ver se conseguia ganhar nos argumentos que eu lançava. (Um detalhe importante... Quando eu estou prestes a discutir com alguém, sou bem linguaruda e irônica demais, isso de certo irrita qualquer um. Mas em nenhum momento a ofendi e nem disse nenhum palavrão, apenas disse algumas verdades que ela não gostou. Obviamente)
Como sempre ela apelou na presença do meu pai e se fez de coitada, saindo da discussão como vitima de uma filha má. Meu pai pediu educadamente para eu pedir desculpas, já que ''peguei pesado com ela''. Me neguei até o momento e não estou disposta a mudar de ideia só por que ela é minha mãe.
Não foi a primeira vez que ela estraga um prazer meu com sua frieza. Ela já errou comigo varias vezes e fui compreensiva em perdoar. Já eu, quando erro, só falta ser exposta para meio mundo e ser humilhada na frente de quem for; O que ela diz e faz, não é exagero na visão das outras pessoas (O que eu acho doentio de certa forma, por que não deixa de ser uma atitude toxica)... Ela pode destruir minha auto-estima e isso não costuma ser exagero por que né, ela é minha mãe e tals.
Na minha opinião não acho isso. Só por que é mãe ou pai não significa que eles tem o Direito total de fazerem exatamente o que querem ou falar o que querem e quando querem, e a criança/adolescente tem que aceitar e pronto. Eu posso ter sido errada em ser grossa e etc, mas eu realmente fiquei chateada pelo o que aconteceu e creio que toda menina (Pelo menos quase todas) teriam essa reação diante de uma resposta tão fria em um momento considerado especial na vida de uma mulhecasal. Meu namorado confiou nela para não contar e ela me faz isso? Além de ter sido um erro grave e um desrespeito com a nossa relação, ela ainda quis se justificar com frieza e grosseria? Eu realmente não deixaria isso barato e foi o que eu fiz.
Então... Fui babaca em fazer isso com ela?
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 07:11 aquele_esquisito Me alienei completamente em relação as pessoas (Histórias de Quarentena)

Esse ano tá sendo bem interessante para mim até agora, comecei com 23 anos, virgem, bv, com zero experiências íntimas com mulheres, sem nunca de fato ter valorizado essas aventuras, isto é, nunca ter buscado de fato. Sempre fui no menor número possível de festas, nunca engajei em nenhum tipo de flerte com uma mulher e com isso nunca cheguei perto não só das ppks alheias como não sei o que é amar uma mulher. Basicamente era um incel sem a parte de odiar as mulheres, só a de não ver necessidade em transar mesmo, sem nenhum vitimismo, *quase um assexual que sente vontade física de transar mas não psicológica. *
Pois bem "ano novo, vida nova", pensei comigo mesmo que ia mudar isso, não deve ser tão difícil, ainda sou jovem sem ser garoto demais, quase empregado, não sou horrendo, os anos de academia me transformaram em uma pessoa atraente de corpo e sou absurdamente interessado (quase de maneira autista) em saber das coisas/conceitos/ideias/ciências/formas de arte, me transformando numa máquina de boas conversas por ter assunto pra infinidade de tempo. Por que decidi mudar isso? Literalmente por pensar com o meu pau, depois dos 20 parece que minha libido triplicou e eu não via a hora de finalmente comer alguém. E aí eu ainda caí na isca de "tem mais de 20 e é virgem? teu padrão é muito alto" que me deu um falso senso de segurança, ou seja, fui em todas que deram bola.
Usando tinder já comecei a perceber que ter um grande conhecimento de vários assuntos não significa ter uma boa conversa de bate e pronto, por isso passei uns tempos dando match com qualquer menina (mesmo que longe) só pra treinar o meu gingado na conversa com elas, depois de umas semanas consegui uma melhora boa (e agora quase indo pro fim do ano já me sinto um mestre das conversas) e comecei a de fato marcar encontros.
Pelo tipo de texto que estou escrevendo você pode talvez imaginar um autista metido que se acha o rei da cocada, e é meio assim que eu me sinto comigo mesmo, mas na vida real eu consigo me passar por uma pessoa completamente normal e sociável, o lance é que eu estou fazendo força para isso internamente. Sempre achei isso meio normal porque apesar de ser extremamente introvertido nunca fui tímido e sempre convivi com coletividades de amigos ao longo da minha vida ATÉ a faculdade quando todo mundo foi separando, daí eu tenho um senso de normalidade bastante bem desenvolvido, a partir dai é questão de querer mesmo.
Primeira menina foi logo na época de carnaval (apesar de ter passado longe de blocos), foi com ela que eu perdi o BV de todas maneiras possíveis e desenvolvi mais habilidade com mulheres, saímos durante a semana quase toda (ela era de fora) mas não conseguimos transar por conta de terceiros empacando o bonde (a vontade foi tanta que chegamos a ficar nos esfregando em alguns lugares públicos). Viu? Não foi tão difícil, vou transar bem mais rápido que imaginava, eu só precisava achar alguém que morasse sozinha pra facilitar tudo. O único alerta que essa primeira vez me deu foi que eu não gostei da experiência, e eu to acostumado a não gostar de saídas sociais/fingir ser normal, passo por isso a vida inteira, mas acho que por essa vez ter aprofundado mais na minha intimidade acabei odiando mais do que uma simples ocasião social.
Sai com a segunda um tempo depois e essa era bem mais quieta e tranquila que a primeira, com essa não rolou nada e eu não fiquei tão desconfortável, depois percebi que foi porque foi basicamente um rolê que eu tenho com meus amigos, daí o nível de conforto foi proporcional a isso e não a de ir pra trocar saliva com uma mulher. Essa segunda era espetacularmente linda apesar de não parecer tão interessada como a primeira (que também era bonita!). A partir daí eu percebi que tava fácil demais e decidi tentar ser mais criterioso a fim de achar uma mulher bonita que fosse transar comigo sem as frescuras sociais, porque meu pau tava mandando em mim.
Enfim, achei uma mina com 28 anos que tava querendo, marquei um pouco antes das minhas aulas começarem mas tive que dar uma adiada por um problema, porém o encontro nunca de fato aconteceu pois por ironia divina, o corona estourou e a pandemia começou. A partir daí vou dar uma acelerada na história, pois desse início de março até hoje continuei acessando o tinder assiduamente quase como um vício de autoestima com a desculpa de treinar meu papo com mulheres, e sem intenção de quebrar a quarentena.
Fiz todos tipos de perfil possível (pedindo sexo na bio, super fofo, esquisito, descolado...) e dei match com todo tipo de mulher possível, tive várias conversas a ponto da minha habilidade social ter crescido bastante, porém acabei chegando no ponto de saturação mais que completa. Lembra quando eu disse que ia ser mais criterioso? Isso subiu absurdamente a minha cabeça a ponto de eu literalmente achar todas as mulheres do app feias ou indesejáveis de alguma forma, antes eu literalmente tinha uma certa luxúria por quase todas porém isso foi morrendo com as conversas. Porque eu começava a conversar no meu modo ultra social (quase um superego em esteroides) e levava uma conversa foda em vários lugares imagináveis, conseguia colocar as minas fissuradas em continuar a conversar comigo, me chamar pra conversar tomando iniciativa e tudo mais. Mas aí eu percebi que comecei a odiar as conversas, porque a dura realidade é que nenhuma mulher passa um tempo psicopata aprendendo a conversar com homens no tinder pra ter a conversa perfeita.
Isto é, apesar de eu tomar a dianteira, as conversas para mim começaram a ser absurdamente horríveis e pouco proveitosas, porque as mulheres em geral são seres humanos normais, que em sua maioria são completamente entediados consigo mesmo e desinteressantes. Deixou de ser sobre conquistar as meninas com a lábia das palavras para "Quero uma conversa interessante pra mim", e obviamente não encontrei ainda uma menina psicopata ao ponto de seguir o guia que eu descrevi, mesmo as boas de conversa batiam no meu ego me dizendo "nossa, se eu consegui isso com essa, talvez eu consiga algo melhor". Até agora eu consegui umas 5 meninas a tentarem me convencer a quebrar a quarentena com elas.
Olha a merda no que eu me tornei, esses últimos parágrafos são estreitamente das profundezas da minha mente, onde eu comecei a levar essas conversas de merda e encontros como achievements sociais. Que foi de certa forma como eu abordei tudo isso no começo sem perceber, quero transar porque sim, meu pau me ordena, quero perder o BV para poder falar livremente com as pessoas que eu já beijei (não gosto de mentir sobre isso e sempre admito o que sou sem vergonha quando o assunto surge em conversa com amigos) e não sou um completo inapto social por tentar e ser rejeitado. Finalmente me encontrei numa posição de poder e comecei a usar isso pra aumentar o ego pura e simplesmente, fui me tornando uma mina aleatória de only fan que coleciona macho que paga tudo pra ela (famosos simps).
"Nossa, que fanfic de adolescente retardado" pode passar pela sua mente, pois bem, a dose de realidade chegou para mim, porque apesar de não ser horrendo eu não sou nenhum modelo, então teve uma hora que eu basicamente bati no meu limite de beleza no tinder e a atenção que eu tava recebendo secou completamente. Comecei aceitando qualquer uma com um perfil super amigável e convidativo, pra aceitar até umas meninas que considero meio feias com um perfil mais interessante, pra começar a encontrar com meninas regulares/do meu nível pra até algumas mais bonitas com um perfil super esquisito (pra filtrar tipos de menina que eu não queria), e aí eu estagnei, ainda to um pouco longe do topo da pirâmide mais fui um pouco mais longe do que imaginava. Fui de perdedor de boas, para perdedor com um falso senso de poder, para perdedor carente que tentou voar muito perto do sol, tudo isso também por não gostar da ideia de correr atrás de mulher, parto do princípio que se a mina não tiver iniciativa pra vir falar comigo é porque pra ela não tem nada ali e já descarto de cara.
Eu basicamente sinto que estou passando, ao longo dos últimos anos, por um processo de alienação completo de relações sociais à lá ted kaczynski, e eu sinto que essa era uma das últimas barreiras que eu tinha pra quebrar: a do sexo oposto. Já tinha normalizado na minha cabeça a minha própria desumanização e completa insignificância, pra estender isso pra colegas/amigos/parentes, e finalmente sinto que estou me descolando do tecido dos relacionamentos, ou de mulheres no geral. O que eu achei mais perceptível desse processo foi que o meu "pensar com o pau" meio que se tornou temporário, antes eu poderia ter me masturbado ou não e ainda havia um certo desejo por mulheres, agora eu sinto que sou uma pessoa quando estou com tesão e quando não estou mais simplesmente volto a não dar a mínima pra estar com uma mulher (eu já não ligava pro aspecto de companhia da relação, agora então o sexual parece ter ido embora também assim que esvazio o saco), inclusive com algumas dessas meninas que encontrei cheguei a fazer chamadas pra ficar me masturbando e é mata conversa na certa, porque o meu tesão acumulado por aquela pessoa desaparece da face da terra com uma gozada e eu não consigo nem mais falar com ela. Não sei se já estou estragado pro sexo, porque tenho certeza que depois de transar o meu desejo vai ser ficar sozinho comendo uma pizza e ouvindo música.
Pra quem for comentar em nofap e parar de ver pornô, eu não me masturbo com tanta frequência ao longo do ano, inclusive já fiz no fap de 3 meses duas vezes (outra isca que não serve pra muita coisa), também quase não consumo pornô, minha libido é muito errática com a masturbação, posso passar um tempo me masturbando 3-4 vezes por mês (tendo muita ocupação e coisas pra resolver) para chegar uma sequência de três dias de vagabundo e me masturbar 4-5 vezes por dia, quantificando num ano passo longe de vício por punheta ou pornô.
O mais engraçado da história toda é que todo esse processo aconteceu com auxílio do isolamento físico da quarentena que me possibilitou a chegar nesse ponto de alienação sem nem transar ainda. To quase me sentindo como o androide no fim do Ex-Machina que vai pra sociedade viver como uma pessoa normal, visto que to bem perto de finalizar a faculdade, vou tentar arranjar um emprego, morar sozinho, e finalmente virar um adulto de fato, a única coisa que eu tava sentindo dever nesse quesito de amadurecimento era a parte de relacionamento, principalmente o sexo porque de fato eu nunca tive interesse em montar família com casamento/filho/cachorro/gato, nem a ideia de namorar me atraia já bem novinho justamente por desgostar dessa ideia do companheirismo, minha última esperança era transar, mas isso eu acho que nem faço mais questão de concretizar.
submitted by aquele_esquisito to desabafos [link] [comments]


2020.08.21 17:11 PokerLucky84 Nice People from past

Bom apenas um relato, vou resumir o backgound history que é de suma importância.... quando colocar datas, é para contextualizar a "situação"
2000 - Conheço a Carls
2002 - Entramos para uma federal "perto" de onde morávamos..
2004 - Vamos morar juntos em uma "republica" cada um em um quarto....
2004/2 - No segundo semestre devido a falta de dinheiro vimos que teríamos que rachar um quarto, nesta época rolou "brotheragem" entre eu e a calrs, estávamos Financeiramente fodidos, e a faculdade consumia todo o nosso ser, ja que ela era integral, nos sustentávamos fazendo bicos de garçom e outros)
2007 - conseguimos nos formar, cada um seguiu a sua vida, eu me mudei pra um outro estado, ela voltou para a cidade onde morávamos, Neste 12 anos que ficamos longe ainda mantínhamos o contato, mas a vida cotidiana acaba afastando as pessoas, neste meio tempo ela casou, teve uma filha, divorciou-se mergulhou em uma depressão profunda por anos (onde inclusive foi preciso intervenção para interna-la), ela se recuperou, e algum tempo ja esta reconstruindo a sua vida.
2019/2 - Me recusei a fazer algo inescrupuloso na empresa onde trabalhava por 10 anos, pedi conta, voltei para a cidade natal.
Hoje - Arranjei um novo trabalho no Inicio de 2020, e hoje tenho mais controle sobre todos aspectos da minha vida do que jamais tive morando em SP.
Começa a historia aonde a empresa decide contratar uma outra profissional para ajudar o time B, essa profissional era carls.
A carls é uma mulher de personalidade muito forte, perfeccionista, o que acaba sendo "qualidades" importante para a tarefa que desempenhamos.
No meu time, acabo recebendo muitos novatos e estagiários, pessoal jovem (sim sou boomer) acaba tendo mais energia, e ate a maneira de se relacionar com companheiros de trabalho acaba diferente....
Aqui começa a besteira toda.
antes da quarentena, todo mundo no meu time acabava indo para um happy hour, e de vez em quando carls aparecia, mas as coisas começaram a mudar quando uma guria inclusive é filha de um amigo nosso começou a trabalhar para gente.
Numa dessas compartilho um stories onde a "guria" e o resto do time esta comemorando um importante marca que atingimos. então ela me chama no privado e manda uma mensagem
-Sua esposa sabe disso?
-Ola Carls, Bom dia, sabe de que?
-Voce de rosto coladinho com a varls filha do john.
-ué.... o que que tem isso?
-ela não se importa?
-não, deveria?
-voce tem que se dar o respeito, voce é chefe deles....
(nesta hora pensei em dar uma reposta mais brusca, mas decidi levar o papo na moral.)
-Olha carls, Chefe, é o brals, eles são minha equipe, eles são foda pra caralho no que fazem, são excelente pessoas, não sei porque voce pensa desse jeito, mas não ligo.
-ahh poker(eu), eu nao confio em estagiários, e também não confio em homens...
-pera ai, o que tem uma coisa a ver com a outra.
(neste momento ela da uma pausa longa e depois continuou)
-é realmente isso não é da minha conta, mas se fosse eu, eu não faria isso.
-calrs, que inferno, o que voce esta falando?
(nesta hora eu entendi, só queria ver o que ela iria falar, o negocio pegou foi porque ela achou desrespeitoso eu tirar uma foto com a varls, naquela epoca fiquei sabendo que a varls estava quase namorando com o ex marido da carls, por tabela ela achava que varls estava dando em cima de mim).
-poker voce tem que ter mais cuidado com o jeito que voce trata os seus subalternos (sim ela disse essa palavra), principalmente as meninas, se não vai ser desrespeitoso com sua esposa.
(como eu disse la em cima, minha esposa não se importa, chegamos ao um nivel de confiança um no outro que sabemos aonde estão os limites, nessa hora soltei os cachorros)
-Carls, olha não tenho culpa se por acaso voce casou com fulano e na epoca ele era um FDP que te deu um pé na bunda depois que voce teve depressão, eu não iria me envolver com alguem do trabalho, ou qualquer outra pessoa, não foi porque a gente fodia quando jovem e eramos livres que eu vou repetir esse comportamento aqui, eu acho que voce tem que cuidar da sua vida, nada mais que isso.
nesta hora o selo de nice girl veio.
-nossa voce se acha a ultima bolacha do pacote né? se enxerga filho, eu fui a mulher mais bonita que voce ja ficou.
(realmente ela continua extremamente bonita, mas ela não conseguiu conectar-se a alguem para entender que beleza não faz companheirismo, ou te da força em horas difíceis)
-realmente carls, o problema é que voce não viu que beleza não preenche caráter.
-vc ta me chamando de sem caráter poker.....
(aqui vou poupar voces das coisas que ela me disse, porque algumas são +18, mas é aquele mix, de sempre, sou muito bonita, sua esposa é feia, varls é feia, voce deveria ter me chamado para namorar naquela epoca, sou uma profissional muito melhor que voce, voce esta fardado a ruir).
-carls se voce esta infeliz na sua vida pessoal, olha.... não vem descarregar essas merdas na minha, to na nice, to tranquilo, felizão com o meu trabalho, se vc tem algum problema pessoal com alguem da minha equipe, vai la e fala pra pessoa no pós expediente, desculpe se eu não tive uma vida fodida como a sua, que não tive uma pessoa que me tratou como merda, e que sou realizado profissionalmente, olha vou te tratar normalmente e fingir que isso aqui nunca ocorreu, em respeito pela amizade e todas as merdas que passamos juntos no passado.
- ai voce joga a minha depressão na minha cara como se fosse culpa minha....
(nessa hora eu ja vi que tinha descarrilado o trem, simplesmente relevei e disse)
-caso você não saiba ler, disse para voce não vir descontar suas frustrações em mim, e te dar a dica, o plano de saúde da empresa tem terapeuta ta?! da uma passada lá, porque da pra ver que voce tem uma lista de coisas não resolvidas na sua vida.
Dias depois ela pediu uns dias, hoje teve uma reunião (agora a pouco na verdade) ela se quer me olhou na cara....
PS:Eu tenho os prints dessa patacoada toda, mas tenho quase certeza que a filha dela assiste o luba, e possivelmente conhece o sub.
submitted by PokerLucky84 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.21 07:34 MargLi Aquele cara descontruindão que, no fundo, é bem do sem noção e abusador.

Hello, meninas, eu sei que muitas podem não ser feministas, de qualquer maneira acho que cada uma tem um ponto de vista e suas próprias razões para tal e portanto, todas devem ser respeitadas.
Bom, meninas, eu acho o assunto beeeeem polêmico e tudo mais, mas é algo que me incomoda demais, bom, eu me considero feminista, sou uma pessoa meio complacente em vários momentos e o que eu tenho percebido é: caracas, eu sempre quis ter um namorado fora desse vibe " macho provedor ", acho que nem é por questão ideológica de gênero, mas porque eu sei que muitas vezes temos que passar por coisas sozinhas e independência financeira é a chave para isso em nosso mundo.
Bom, eu era meio Alice no país das maravilhas, achava que um cara mais desconstruído ia ser o ideal para mim, mas gente, que quebrada de cara. Olha, não foi algo logo de cara e tampouco eu queria ver, mas eu vi que essa cambada de homem que paga muito de pró feminismo e o pessoal começou a chamar ( pejorativa mente, é claro, de "feministos" ) foi uma furada sem fim para mim.
Bom, meus dois namorados eram deste perfil e tudo mais, eles gostavam de estimular bastante meu lado acadêmico, mas eu fui perceber que, por eu morar sozinha em um apartamento de era dos meus pais, isso foi uma questão preponderante para os dois tentarem o mais rápido possível a querer ir para morar junto sem um esforço conjunto. Afinal, não era eu quem tinha comprado o apartamento, meus pais só se mudaram para uma cidade mais calma. Bom, foi um negócio que me chocou bastante, porque minha concepção era sair de lá e comprar NOSSAS coisas juntos, mas as relações se deterioraram uma vez que eu pontuei que aquilo não era bacana, não.
Além disso, eu via que não era por falta de condições que vivíamos em algo que não era nossa, mas porque a outra parte estava mais interessada em comprar vídeo game, jogo de RPG e tudo mais do que saber dosar entre o que e necessário e o que pode esperar.
Nossa, fiquei muito decepcionada, mas aprendi a filtrar mais relacionamentos e amizade, hoje acho que é melhor lidar com pessoas que não sejam denagogicos e nem tão extremistas em seus posicionamentos.
submitted by MargLi to ClubeDaLuluzinha [link] [comments]


2020.08.15 19:01 HoBaLoy Descendo para a Toca do Coelho: Um Guia Refinado para as Teorias, Análises, etc de ASOIAF para se Perder Durante a Quarentena

Traduzido diretamente do Guia elaborado por u/BryndenBFish
Aviso: contém trocadilhos e piadas que são mais engraçadas para americanos.
Aviso 2: Contém pequenas modificações para a tradução ficar condizente.
Aviso 3: Contém MASSIVA quantidade de SPOILERS. E, sendo uma tradução, a imensa maioria está em inglês com poucas exceções que já tivemos aqui no Valiria
Descendo para a Toca do Coelho: Um Guia Refinado para as Teorias, Análises, etc de ASOIAF para se Perder Durante a Quarentena
Introdução
Então, você está sentado em casa assistindo novamente The Office pela nona vez na Netflix, tentando se convencer de que foi a maior comédia de todos os tempos (não era). Entre mordidas em Cheetos rançosos de duas semanas, você abre seu celular flip da Motorola, toca no botão do navegador, aguarda 3 minutos para que o aplicativo seja iniciado, digita "Teorias das Crônicas de Gelo e Fogo" no buscador e espera outros 6 minutos para a página carregar e violá, você está dentro.
Mas espere! Há muitas para escolher? Quais são boas?
E é aí que eu entro. Estou aqui para ajudá-lo a se perder.
Embora eu seja um co-apresentador de um podcast e tenha participado de vídeos do YouTube de vez em quando, estou fazendo deste um post somente escrito. (Sinta-se à vontade para postar no youtube ou podcast ou sei lá o quê!) Portanto, nesta lista cultivada de teorias de análises ESCRITAS, APENAS PARA LIVROS, etc, listarei textos que me deliciei ao longo dos anos e espero mantê-los entretidos durante nossos problemas atuais.
ANÁLISE
Meta: Como GRRM escreve ASOIAF
Uma Crônica de Fatos e Números: análise detalhada de / u / werthead de como cada livro no ASOIAF foi escrito com informações básicas do processo de escrita, contagem de palavras, etc:
AGOT a-song-of-facts-and-figures-game-of.html
ACOK a-song-of-facts-and-figures-clash-of.html
ASOS a-song-of-facts-and-figures-storm-of.html
AFFC a-song-of-facts-and-figures-feast-for.html
ADWD a-song-of-facts-and-figures-dance-with.html
Não quero promover meu próprio trabalho, mas escrevi bastante sobre metatópicos que podem ser do interesse de alguns de vocês. Vou criar um link para alguns deles abaixo:
Como o sucesso de GAME OF THRONES provavelmente contribuiu para a espera de OS VENTOS DE INVERNO spoilers_extended_meta_how_the_success_of_game_of/
Como uma virada sombria no POV favorito de GRRM contribuiu para a longa espera por ADWDspoilers_extended_meta_how_a_dark_turn_in_grrms/
A história que GRRM originalmente queria contar: examinando os presságios do GRRM no contexto da lacuna de cinco anosspoilers_extended_the_story_grrm_originally/
Uma teoria sobre por que GRRM pensou que poderia terminar TWOW em 2015spoilers_extended_meta_a_theory_on_why_grrm/
Uma análise e exploração do nó meereenêsspoilers_all_an_analysis_exploration_of_grrms/
Como uma profecia em ADWD foi alterada por GRRM antes do lançamento, e o que isso poderia significar para a análise de TWOW: / u / indianthane95 de como uma leitura GRRM de ADWD, Daenerys III em 2005 foi editada antes do livro ser publicado e por quê.spoilers_all_how_a_prophecy_in_adwd_was_changed/
A carta de 1993 nos mostra GRRM foreshadowing que ele mais tarde abandonou: / u / feldman10 a análise da carta de apresentação de 1993 e como GRRM mudou seus principais foreshadowings quando publicou AGOT três anos depoisspoilers_all_the_1993_letter_shows_us_some_grrm/
Na luz do sol, sem culpagrrms-thinly-veiled-gone-with-the-wind-obsession
A linha descartável em AGOT que sugere o ultimato: / u / zionius_ teoria que Daniel Abraham foi instruído por GRRM a manter nos quadrinhos, pois tem ramificações do "final”.spoilers_extended_the_throwaway_line_in_agot_that/
The ASOIAF Archives Series: / u / jen_snow análises magistrais de todas as maneiras como os capítulos base foram alterados antes de sua publicação.spoilers_extended_asoiaf_archives_september_2000/
Como GRRM reescreve ASOIAF: visão detalhada de / u / zionius_ sobre as reescritas de ASOIAF por GRRM com foco especial em AFFC / ADWD.how_grrm_rewrites_comparing_affc_draft_chapters/
Análises Narrativas
Um guia completo para a sucessão Westerosi por / u / galanix: um dos recursos mais úteis para tentar determinar quem é o próximo a realeza / senhorio / o que quer que seja.spoilers_all_complete_guide_to_westerosi/
O Meereenese Blot forneceu as melhores defesas da escrita de GRRM dos arcos de personagens de Dany, Jon, Tyrion e enredos Dorneses em AFFC / ADWD. Escrito entre 2013 e 2014 por / u / feldman 10, estou incluindo-os nesta seção como o foco no valor narrativo desses personagens POV
Desembaraçando o nó meereenês: Dany
Parte 1: Quem envenenou os gafanhotos?untangling-the-meereenese-knot-part-i-who-poisoned-the-locusts/
Parte 2: A paz era realuntangling-the-meereenese-knot-part-ii-the-peace-was-real/
Parte 3: A luta de Dany consigo mesmauntangling-the-meereenese-knot-part-iii-danys-struggle-with-herself/
Parte 4: Uma Daenerys Sombriauntangling-the-meereenese-knot-part-iv-a-darker-daenerys/
Parte 5: Hizdahr e Paz ou Daario e Guerrauntangling-the-meereenese-knot-part-v-hizdahr-and-peace-or-daario-and-wa
Outras Guerras: Jon
Parte 1: O Coração Nobre e o Maior Dever de Jonother-wars-part-i-jons-noble-heart-and-greater-duty/
Parte 2: Apoio de Jon a Stannisother-wars-part-ii-jons-support-for-stannis/
Parte 3: A Missão de Manceother-wars-part-iii-the-mance-mission/
Parte 4: Pessoas Querendo Ajuda: Alys Karstark e a Missão Hardhomeothers-wars-part-iv-people-wanting-help/
Parte 5: A Paz, a Carta Rosa e o Discurso do Salão dos Escudosother-wars-part-v-the-peace-the-pink-letter-and-the-shieldhall-speech/
Parte 6: Três perguntas sobre o futuro de Jonother-wars-part-vi-three-questions-about-jons-future/
Pagando Suas Dívidas: Tyrion
Parte 1: Tyrion em Porto Realpaying-his-debts-part-i-tyrion-in-kings-landing/
Parte 2: Sofrimentos, Prostitutas e um Jogo de Cyvassepaying-his-debts-part-ii-sorrows-whores-and-a-game-of-cyvasse/
Parte 3: Tyrion e Pennypaying-his-debts-part-iii-tyrion-and-penny/
Jardins de Água e laranjas sanguíneas: Dorne
Parte 1: A Víbora e a Gramawater-gardens-and-blood-oranges-part-i-the-viper-and-the-grass/
Parte 2: Ambições de Ariannewater-gardens-and-blood-oranges-part-ii-ariannes-ambitions/
Parte 3: Dever e Destino de Quentynwater-gardens-and-blood-oranges-part-iii-quentyns-duty-and-destiny/
Parte 4: Termina em Sanguewater-gardens-and-blood-oranges-part-iv-it-ends-in-blood/
A última tentação de Jon Snow: nesta série de duas partes, / u / MaesterMerry analisa o mandato de Jon Snow como Senhor Comandante da Patrulha da Noite, prestando atenção especial à narrativa e às lutas filosóficas do mundo real que GRRM escreve na história de Jon em ADWD
Parte 1: Matando o Meninohttps://upfromunderwinterfell.wordpress.com/2019/06/15/the-last-temptation-of-lord-commander-snow-part-1-killing-the-boy/
Parte 2: A escolhahttps://upfromunderwinterfell.wordpress.com/2020/02/05/the-last-temptation-of-lord-commander-snow-part-2-the-choosing/
Sansa, Jeyne, Theon: Saber seu nome: A especulação de/ u / Zombie-Bait sobre a repetição de temáticas em TWOW e como Sansa irá emular Cat em TWOW para os Senhores do Vale.https://liesandarbor.wordpress.com/2018/12/04/sansa-jeyne-and-theon-you-have-to-know-your-name/
Momentos de Arranhão de Disco: GRRM e Misdirection: Como GRRM confunde seus leitores com misdirection com uma súbita sacudida na narrativaspoilers_extended_record_scratch_moments_grrm_and/
Clube das Donzelas Mortas: Uma análise crítica de como GRRM usa as mortes de mulheres e mães, em particular na ASOIAFhttps://joannalannister.tumblr.com/post/162408885186/the-dead-ladies-club
Milhões de pêssegos, pêssegos para mim: análise de / u / fat_walda de como os alimentos são usados ​​na ASOIAF para iluminar temas e a divisão socialspoilers_all_millions_of_peaches_peaches_for_me/
Memórias de Limão, ou Lemories, ou Como eu Aprendi a parar de ingerir papel laminado e compreender ASOIAF: reflexão de / u / jonestony710 sobre como ele começou a pensar “através do papel alumínio” no que se refere à Casa com a Porta Vermelhaspoilers_extended_lemon_memories_or_lemories_o
São lobos que pretendo caçar: Matt do podcast Davos Fingers rastreia todas as conspirações Frey / Bolton / Lannister para chegar ao Casamento Vermelhohttps://davosfingers.tumblr.com/post/146273054899/it-is-wolves-i-mean-to-hunt-the-motivations-of
Análises Políticas / Legais
Coroas ocas e espinhos mortais - Parte IV: Renly e Stannis: Esta série inteira de Steven Attewell foi excelente, mas este ensaio é o “crème de la crème”. Nele, Attewell analisa as concepções e visões de Renly & Stannis sobre a realeza.https://towerofthehand.com/blog/2013/06/17-hollow-crowns-deadly-thrones/index.html
Mãos do Rei: / u / vikingkingq dá uma olhada nas mãos de várias Mãos do Rei na ASOIAF:
Os primeiros Mãoshttps://towerofthehand.com/blog/2012/04/17-hand-of-king-early-hands/index.html
Mãos em crise (Bloodraven e Baelor Quebra-Lanças)https://towerofthehand.com/blog/2012/04/24-hands-of-king-hand-in-crisis/index.html
Tywin, o Grande?https://towerofthehand.com/blog/2012/05/22-hands-of-king-tywin-great/index.html
Os homens honestos (Jon Arryn e Ned Stark)https://towerofthehand.com/blog/2012/10/23-hands-of-king-two-honest-men/index.html
Tyrion Lannisterhttps://towerofthehand.com/blog/2012/12/12-hands-of-king-tyrion/index.html
Em uma série de ensaios que examinam as leis e costumes de Westeros, / u / LawsOfIceAndFire desconstrói a estrutura legal do reino
Governe o reino (meninas): Uma Análise do Grande Conselho de 101https://lawsoficeandfire.wordpress.com/2019/04/10/rule-the-realm-girls/
O fim de Game of Thrones e o enigma da sombra de Varys: O enigma de Varys no contexto da série e dos livroshttps://lawsoficeandfire.wordpress.com/2019/05/09/power-resides-where-men-believe-it-resides-but-which-men/
O grande não varrida de Tyrion Lannister com a Justiça Criminal de Westerosihttps://lawsoficeandfire.wordpress.com/2019/07/12/tyrion-lannisters-not-great-interactions-with-westerosi-criminal-justice/
Oferta, aceitação, pão e sal: uma análise jurídica do contrato de direito de hóspede: Direito de Hóspede, como funciona, costumes, o que acontece quando foi violadohttps://lawsoficeandfire.wordpress.com/2019/09/16/bread-and-salt-offer-and-acceptance-a-legal-analysis-of-the-guest-right-contract/
Por que não deveríamos nos governar novamente? - Westeros e o contrato socialhttps://lawsoficeandfire.wordpress.com/2020/01/29/why-shouldnt-we-rule-ourselves-again-westeros-and-the-social-contract/
O gênio financeiro de Mindinho, de / u / Militant_Penguin, sobre como Mindinho está negando suas perdas financeiras no Vale em AFFC.spoilers_affc_the_financial_genius_of_littlefinge
Análise Geográfica / Regional / Casas / Diversos
Uma ordem dos sussurros, uma cidade dos segredos: Uma Análise de Braavos, o Banco de Ferro e os Homens Sem Rostohttps://upfromunderwinterfell.wordpress.com/2018/03/16/an-order-of-whispers-a-city-of-secrets/
O lado escuro dos Portões da Lua: / u / Zombie-Bait examina o Vale na História e em TWOWhttps://liesandarbor.wordpress.com/2018/12/04/the-dark-side-of-the-moon-doo
Fosso Cailin, Fosso de Problemas: análise de / u / bookshelfstud de Fosso Cailin como um cenário em ASOIAF e o que está reservado para TWOWspoilers_extended_moat_cailin_moat_problems_a/
A ascensão e queda da casa Velaryon: / u / bookshelfstud's análise de como uma das casas históricas mais poderosas de Westeros perdeu seu poder na época do AGOThttps://offmichaelsbookshelf.wordpress.com/2015/06/23/high-tide-the-rise-and-fall-of-house-velaryon/
Como o Cão foi armado: uma reflexão sobre a arte e a armadura da Idade Média: análise de / u / fat_walda sobre a armadura de Sandor Clegane e como ela se compara à armadura medieval realspoilers_main_how_the_hound_was_helmed_an/
Escamagris em ASOIAFhttps://justadram.tumblr.com/post/57454498995/meta-monday-greyscale
Água, água, em todos os lugares: análise de / u / mightyisobel da água e como GRRM escreve belas cenas de água em toda ASOIAF (mas especialmente em AFFC) e o que isso significaspoilers_affc_water_water_everywhere/
Os mapas de ASOIAF: / u / werthead's um olhar para a geografia de Planetos com extensa análise de como a geografia do mundo foi criadahttps://atlasoficeandfireblog.wordpress.com/page/16/
Filhos Targaryen + não Targaryen sempre favorecem o pai não Targ: Uma teoria que pode ter influenciado GRRM a mudar a cor do cabelo da Princesa Rhaenys.targaryen-non-targaryen-children-always-favor-the-non-targ-parent/
Análise de Personagem
Meu co-apresentador de podcast e amigo / u / poorquentyn fez algumas das melhores análises de personagens POV em ADWD. Vou criar um link para todos eles aqui:
Tyrion em ADWDhttps://poorquentyn.tumblr.com/tagged/tyrion-in-adwd/chrono
Davos em ADWDhttps://poorquentyn.tumblr.com/tagged/davos-in-adwd/chrono
Quentyn em ADWDquentyn-in-adwd/chrono
De Peão a Jogador: Repensando Sansa: Leitura incrivelmente detalhada do enredo de Sansa com toneladas e toneladas de análises - tanto literárias quanto in-story.from-pawn-to-player-rethinking-sansa-xxi/
Tantos votos: juramentos em conflito: / u / somethinglikealawyer excelente análise e ensaio sobre a Torre da Mão e sobre como GRRM usa juramentos como um veículo para conflito pessoal e nacional em ASOIAFso-many-vows-oaths-in-conflict/index.html
Filha da Morte: As Crônicas de Gelo e Fogo, o Herói Trágico Shakespeariano Análise de / u / glass_table_girl sobre os temas de Shakespeare da história de Daenerys Targaryen e por que isso significará sua morte nos livrosdaughter-of-death-a-song-of-ice-and-fires-shakespearean-tragic-hero/
Vocês não são as pedras, mas os homens: Ned Stark e Brutus: O olhar de ShakesOfThrones sobre as comparações entre Gaius Brutus e Ned Starkyou-are-not-stones-but-men-ned-and-brutus/
Stannis Baratheon: MacBeth Revisited: Análise de ShakesOfThrones de Stannis Baratheon, comparando-o à figura shakespeariana de MacBethstannis-baratheon-macbeth-revisited/
Herói com Mil Faces: Os Mentores de Jon Snow, Parte 1: O Lobo Quieto: / u / housemollohan dá início a uma série sobre os mentores de Jon com uma análise do relacionamento de Jon com seu pai Ned Stark.spoilers_extended_the_hero_with_a_thousand/?utm_source=share&utm_medium=ios_app&utm_name=iossmf
Ben Mulato Plumm: mau jogador de Cyvasse, pior poker face: / u / SerDonalPeaseburyspoilers_extended_brown_ben_plumm_bad_cyvasse/
Uma estrela cadente em Westeros por / u / Zombie-Bait: Analisa Ashara na história: quem era ela, o que ela queria, ela está viva?a-falling-star-in-westeros-pti-analyzing-ashara-dayne/
Sansa e a boa rainha Alysanne: / u / Zombie-Bait compara a Eleanor de Aquitânia "Histórica" ​​e "Moderna" em ASOIAF.sansa-and-good-queen-alysanne/
Misericórdia, misericórdia, misericórdia: explorando os enredos de Arya, Sansa e Sandor: / u / Zombie-Bait explora os temas de personagens paralelos e dispositivos de narração de histórias que GRRM usa para Arya, Sansa e Sandor.mercy-mercy-mercy-sansa-sandor-and-arya/
Senhora Catelyn: o vazio da Coração de Pedra: / u / Zombie-Bait dá uma olhada detalhada em quem Catelyn Stark é antes e depois de se tornar Senhora Coração de Pedralady-catelyn-the-stone-hearted-emptiness/
O valor da prata: rainhas e moedas - ou "Como a história de Daenerys se parece com a origem de seu nome": análise de / u / glass_table_girl do nome de Dany e uma moeda romana para a qual GRRM pode ter chamado a atençãospoilers_all_the_value_of_silver_queens_and_coins/
A conexão de Papel Alumínio: Por que não devemos confiar em Marwyn: análise crítica de / u / bookshelfstud sobre Marwyn, o Mago, e como ele pode ser um loucothe-tinfoil-link-dont-trust-marwyn/
Perseguindo o Dragão, Parte 1: Analisando um Alquimista: / u / 4187021 a análise abrangente do que o alquimista está fazendo em Vilavelha.chasing-the-dragon-part-1-analyzing-an-alchemist/
Análise Militar
Estratégias de guerra em Westeros por Ken Mondschein: Uma análise aprofundada das Táticas de Guerra Westerosi e como ela se compara à história militar medieval na Europa Ocidental.strategies-of-war-in-westeros/
Muitos anos atrás, escrevi vários ensaios sobre os vários comandantes da ASOIAF. Você pode encontrá-los abaixo:
Robb Starka-complete-analysis-of-robb-stark-as-a-military-commande
Stannis Baratheona-complete-analysis-of-stannis-baratheon-as-a-military-commande
Jaime Lannisterthe-evolution-of-jaime-lannister-as-a-military-commande
Daenerys Targaryena-complete-analysis-of-the-slavers-bay-campaign/
Tywin Lannister:
Parte 1: a lealdade não é opcional até que sejawins-and-losses-a-command-analysis-of-tywin-lannister-part-1-loyalty-isnt-optional-until-it-is/
Parte 2: O Senhor Orgulhosowins-and-losses-a-command-analysis-of-tywin-lannister-part-2-the-proud-lord/
Parte 3: Os frutos da derrotawins-and-losses-a-command-analysis-of-tywin-lannister-part-3-the-fruits-of-defeat/
Parte 4: Penas e Corvoswins-and-losses-a-command-analysis-of-tywin-lannister-part-4-quills-and-ravens/
Parte 5: Alimentando Corvoswins-and-losses-a-command-analysis-of-tywin-lannister-conclusion-feeding-crows/
A Guerra dos Cinco Reis: Análise militar de Stefan Sasse da Guerra dos Cinco Reisfivekings/index.html
TEORIAS
Teorias Gerais
Teoria Blackfyre - Teoria que Aegon VI Targaryen não é filho de Rhaegar Targaryen, mas é na verdade um pretendente Blackfyre.teoria_blackfyre/
O Rei Afogado e o Corvo Sem Rosto: Uma análise bastante convincente sobre a culpabilidade de Euron Greyjoy na morte de Balon Greyjoy.the-drowned-king-and-the-faceless-crow-complete-analysis/
A Grande Conspiração Nortenha - Teoria de que os nortenhos estão jogando Roose e Stannis um contra o outro para colocar Rickon Stark ou Jon Snow como o novo Rei do Norte.a_grande_conspira%C3%A7%C3%A3o_nortenha_parte_7/
Sandor Clegane é o Coveiro - Teoria de que Sandor Clegane não morreu e é o coveiro que Brienne encontrou na Ilha Quieta em AFFC.GravediggeTheories
Lyanna Stark é o Cavaleiro da Árvore que Ri - Teoria de que o CDAQR é Lyanna Stark que defendeu a honra de Howland Reed contra os Freys e combateu no torneiro contra os Freys.Knight_of_the_Laughing_Tree/Theories
R + L = J - O melhor artigo sobre a teoria de que Rhaegar Targaryen foi para a cama com Lyanna Stark e o fruto de sua união foi Jon Snow.https://www.reddit.com/Valiria/comments/ea8tcv/rlj/
Uma morte fria na neve: a teoria de / u / JoeMagician de que Waymar Royce foi identificado como um Stark por Craster. Os Outros aceitaram essa informação e colocaram Waymar em algum tipo de teste ritualizado de suas habilidades de esgrima e que tipo de espada ele possuía.spoilers_extended_the_killing_of_a_range
O Apocalipse Eldritch: / u / poorquentyneldritch-apocalypse/
Mil olhos e uma névoa cinzenta: teoria de que sempre que uma névoa cinza aparece nos livros, isso significa que Bloodraven e/ou Bran estão observandoa-thousand-eyes-and-one-grey-mist/
Irmã Sombria: A conexão de Meera e Arya está por vir, e como ambas irão empunhar a Irmã Sombria.https://liesandarbor.wordpress.com/2018/12/04/the-dark-sister-on-meera-and-arya/
A Pedra de Georgetta: Decifrando uma Mensagem Final A teoria do almirantekird sobre como as últimas palavras de Robert para Ned podem ser comparadas às últimas palavras de Lyanna para Ned.spoilers_all_the_georgetta_stone_deciphering_a/?utm_source=share&utm_medium=ios_app&utm_name=iossmf
Quem era o patrono de Mandon Moore: uma análise de / u / galanix em que teoriza que Mandon Moore foi apoiado por Mindinho, que disse a ele para matar Tyrion na Água Negraquem_mandou_mandon_moore_matar_tyrion/
Stannis enviou uma carta: / u / a4187021 teoria de que Stannis usa o corvo do Meistre Tybald para enviar informações falsas a Winterfell, dizendo-lhes que ele está mortospoilers_all_stannis_sent_a_lette
Teorias históricas
Ambições Sulistas - Teoria de Stefan Sasse de que os Starks, Arryns e Tullys estavam se unindo através do casamento para se opor e possivelmente depor Aerys II Targaryen. (Esta é a minha teoria ASOIAF favorita de todos os tempos)ambi%C3%A7%C3%B5es_sulistas/
A Conspiração de Harrenhall / u / KingLittlefinger: A teoria de que Rhaegar estava planejando convocar um Grande Conselho contra seu pai Aerys II no Torneio de Harrenhall em 281 AC, mas tudo deu errado
Parte 1: As Três Facçõesspoilers_everything_the_harrenhal_conspiracy_part/
Parte 2: um banquete, uma justa e uma coroathe_harrenhal_conspiracy_part_ii_a_feast_a_joust/
Parte 3: Um Rato na Masmorraspoilers_everything_the_harrenhal_conspiracy_part/
Parte 4: O Dragão e a Bruxaspoilers_everything_the_harrenhal_conspiracy_part/
S + B = M: Mel – A Estrelha Vermelha Sangrando / Melony Seastar (revisado): teoria de que Melisandre é filha de Bloodraven e Shiera Seastarspoilers_all_sbm_mel_the_red_star_bleeding_melony/
Resgate na Encruzilhada: / u / lady_gwynhyvfar a teoria de que Rhaegar Targaryen resgatou Lyanna Stark na Estalagem da Encruzilhada para evitar sua captura e assassinato por Aerys II Targaryenrescue-at-the-crossroads/
Sexto Campeão de Rhaegar: / u / jen_snow especula sobre quem foi a sexta pessoa envolvida no "sequestro" de Lyanna Stark por Rhaegar Targaryenspoilers_everything_rhaegars_six_companions/
Teorias TWOW
A Lamparina da Noite: uma teoria alternativa sobre como Stannis vai destruir os Freys em TWOW - / u / cantuse postula que Stannis usará um farol falso para atrair os Frey para a morte na Vila dos Arrendatários.lamparina_da_noite/
A Tragédia dos Três Cavaleiros: a teoria de / u / M_J_Crakehall de que Jaime exigirá um julgamento por combate e, quando o fizer, Senhora Coração de Pedra nomeará Brienne de Tarth, mas Hyle Hunt assume seu lugar como campeã por despeito pelo relacionamento de Jaime e Brienne.spoilers_extended_a_tragedy_of_three_knights/
A Dragon Dawn: Em 2014, escrevi uma série de várias partes prevendo como a Batalha de Fogo seria em TWOW. Algumas das informações estão um pouco desatualizadas (Afinal, Euron não está seguindo Victarion para Meereen), mas vou criar um link para a série abaixo
Parte 1: A tempestade se aproximaa-dragon-dawn-a-complete-analysis-of-the-upcoming-battle-of-fire-part-1-the-gathering-storm/
Parte 2: Cidade na Bordaa-dragon-dawn-a-complete-analysis-of-the-upcoming-battle-of-fire-part-2-city-on-the-brink/
Parte 3: Os Portões do Destinoa-dragon-dawn-a-complete-analysis-of-the-upcoming-battle-of-fire-part-3-the-gates-of-fate/
Parte 4: A Canção do Doce Açoa-dragon-dawn-a-complete-analysis-of-the-upcoming-battle-of-fire-part-4-a-sweet-steel-song/
Parte 5: A Pirâmide Ardentea-dragon-dawn-a-complete-analysis-of-the-upcoming-battle-of-fire-part-5-the-burning-pyramid/
Parte 6: Fogo e Sanguea-dragon-dawn-a-complete-analysis-of-the-upcoming-battle-of-fire-conclusion-fire-and-blood/
O mercenário mais ousado de todos: / u / lady_gwynhyfvar a análise detalhada de Bem Mulato Plumm e a teoria de que Ben Mulato tentará roubar um dragão e se juntar ao Jovem Griffbrown-ben-plumm-the-boldest-sellsword-of-them-all/
Conectando os pontos na Senhora Dustin: teorias de / u / ser_dunk_the_lunk sobre o que a Senhora Dustin está tramando em Winterfell e como ela está trabalhando com Mance Rayderspoilers_all_connecting_the_dots_on_lady_dustin/
Ondulações na paisagem dos sonhos: GRRM mostra sua mão: teoria de / u / bookshelfstud de que Euron está planejando cometer um sacrifício de sangue na batalha contra a Frota Redwyne para levantar krakens spoilers_twow_ripples_in_the_dreamscape_grrm/
O Rei Ferido em Winterfell: / u / Teoria de Bookshelfstud de que Stannis Baratheon será ferido em uma de suas próximas batalhas e se tornará o rei pescador em Winterfellspoilers_extended_the_wounded_king_of_winterfell/
O Retorno do Lobo Branco: A análise intensiva de / u / bookshelfstud de como o personagem de Jon Snow retornará como em TWOW pós-morte.return-of-the-white-wolf-jon-is-coming-back/
Vou Encontrar Outro e o Casamento Vermelho 2.0: / u / indianthane95 nos mostra como Coração de Pedra está planejando um segundo Casamento Vermelho contra os Freys e Lannistersspoilers_all_ill_find_another_and_the_rw_20/
Teoria do Prólogo de TWOW: O Homem Silencioso: teoria de / u / feldman10 de que Ser Ilyn Payne será o ponto de vista do Prólogo para TWOWspoilers_extended_twow_prologue_theory_the_silent/
Teorias mágicas
Sob a estrela sangrenta: A fantástica análise de Stefan Sasse sobre o papel da profecia e da magia na ASOIAF.20-under-bleeding-sta
O inferno é real: / u / JoeMagician's teoria de que os valirianos usam a magia do fogo para criar criaturas do fogo como escravos eternos sem memória, o que fez com que os homens sem rosto se levantassem para acabar com elesspoilers_extended_hell_is_for_real_the_fourteen/
Origens do dragão: / u / CrowfoodsDaughter, a teoria de que os dragões se originaram no Grande Império do Amanhecer.153592-dragon-origins-part-i/&tab=comments#comment-8323214
No lado mais leve
Como seria se todas as teorias da ASOIAF se tornassem verdadeiras?spoilers_published_what_would_asoiaf_be_like_if/cjd15oh/
Desenhe sua cena favorita no ASOIAF com o MS Paintspoilers_main_draw_your_favorite_scene_in_ms_paint/
O membro de Tormund e a questão da percepção de escala em Westeros .: / u / fat_walda avaliação de quão grande o pau de Tormund Giantsbane realmente éspoilers_all_tormunds_member_and_the_issue_of/
Conclusão
Espero que vocês considerem tal tópico útil.
submitted by HoBaLoy to Valiria [link] [comments]


2020.08.10 00:26 claudiocastagnoli Será que coloquei tudo a perder?

Olá amigos, espero que tenham tido um ótimo domingo e um dia dos pais tranquilo. Venho aqui hoje para pedir uma opinião a respeito de algo que vem me deixando muito angustiado. Contextualizando, tenho 24 anos de idade, sou homem, moro há 10 meses sozinho em uma cidade que não é a minha de origem e que ainda conheço pouca gente. Pra entender os conceitos e causas do que vou contar, é preciso contextualizar a minha situação enquanto ser humano. Eu sempre fui obeso, desde a adolescência. Por mais que isso teve um impacto sobre mim durante toda a minha vida até aqui, eu nunca sofri muito em relação a ações de outras pessoas, como bullying. Acredito que pelo fato de ser bem alto, o que disfarça um pouco os 40kgs acima do peso em que cheguei no segundo mês de quarentena. O fato de ser obeso fez com que eu me tornasse uma pessoa muito tímida, desenvolvesse fobia social e fizesse com que eu não tivesse uma iniciação amorosa, digamos assim, como a maioria das pessoas. Beijei pela primeira vez aos 19 anos de idade, perdi a virgindade aos 22, etc. Eu nunca passei pelo processo de conquista nessas situações, sempre foi algo combinado antes e mecânico, utilizando geralmente o Tinder com um perfil anônimo procurando sexo. O motivo é simples, me sinto muito inseguro e tímido para desenvolver uma relação normal com uma pessoa nesse sentido, fico muito nervoso e quando tentei, diversas coisas aconteceram, como me dar um branco terrível e eu perder todo e qualquer assunto que eu teria com uma pessoa que eu conversava quase todos os dias pela internet. Eu sou uma boa pessoa, sou uma pessoa criativa, carinhosa, atenciosa, eu modéstia parte sempre agradei as poucas meninas que chegaram a ficar comigo, pq sempre pesquisei e estudei muito sobre o que fazer pra satisfazer uma pessoa da melhor maneira possível. Uma dessas garotas, das 3 que ficaram comigo na vida, foi inclusive o mais próximo que tive de um relacionamento, que só não rendeu pq me mudei de cidade na época. Eu nunca fiquei com ninguém, no sentido de sair com uma pessoa e durante esse encontro desenvolver uma atração e terminar o encontro com um beijo ou uma noite juntos. Isso me doía, mas agora anda doendo mais, e explico o motivo.
Logo ao me mudar para esta cidade no último ano, conheci uma garota maravilhosa. Sei o quanto isso pode parecer clichê, mas eu nunca conheci ninguém igual a ela. E só de pensar na personalidade, em todo o carinho que ela me entregou desde o início, eu me emociono enquanto escrevo meu relato. O fato é que do início de 2020 pra cá nos aproximamos MUITO, mas acabamos conseguindo sair apenas duas vezes antes da quarentena começar. Foram dois rolês incríveis que me lembro sempre com certa nostalgia. Depois desse segundo rolê, começamos a nos aproximar de maneira afetiva, e é aí que minha insegurança e inexperiência começa a afetar tudo. Estávamos muito próximos, falávamos de coisas que queríamos fazer, éramos muito carinhosos um com o outro, ela foi a primeira a dizer que me amava, o que me deixou muito feliz. Estávamos muito bem, mas eu estava com medo de estar entendendo as coisas da forma errada, e como já havia sofrido com isso antes, resolvi perguntar. Resumindo, ela disse que se interessava em ter uma amizade colorida comigo. Eu disse que tudo bem, eu também queria isso (por mais que por dentro já soubesse que estava apaixonado). Depois dessa nossa conversa, conversamos posteriormente mais uma vez sobre isso, confirmando o nosso status, mas com o tempo deu uma leve esfriada, o que é normal devido à quarentena. Mas a minha mente insegura ficava sempre buscando confirmações, e sei que isso pode ter afastado ela. Marcamos um encontro em minha casa nas últimas semanas, depois de ficarmos afastados desde março. Eu fiquei MUITO empolgado, fiz de tudo pra recebê-la da melhor maneira possível, deixei minha casa arrumada, cheirosa, comprei uma roupa nova pra usar, fui ao barbeiro, usei meu melhor perfume e recebi ela. Bom, foi muito legal, fizemos várias coisas, mas não rolou nada. Mesmo com ela dando um sinal com um comentário sobre a minha cama logo na chegada. As coisas foram ficando tensas, eu estava tenso, não rolou NADA. E aí volta a questão da inexperiência de nunca ter chegado a essa situação, de ter de criar um clima pras coisas acontecerem, por sempre ter tido apenas relações mecânicas. Ela foi embora depois de passar o dia todo comigo, fiquei frustrado, e como bom inseguro, resolvi comentar com ela na noite do mesmo dia. Disse que achei que iria rolar alguma coisa mas que eu estava um pouco tenso. E ela quebrou meu coração dizendo que não queria mais. Que me ama, mas não quer isso.
Uma semana antes estávamos trocando memes sobre beijo, duas ou três semanas antes estávamos insinuando atos de carinho. Assim que ela chegou na minha casa fez um comentário que soou como um sinal. E ali, ela disse que não queria isso. 🥺 Sei que provavelmente estraguei tudo com minha ineficácia em relação a deixá-la a vontade pra ficar comigo. Nós estamos bem (mas o assunto ficar nunca mais voltou a pauta), já estamos marcando dela vir outra vez nos próximos dias pra comermos algo. Mas agora pergunto a vocês meus amigos e amigas, da forma mais humilde possível: está tudo perdido mesmo? Como posso tentar reverter essa situação?
Obrigado por tudo ❤️
(Obs: estou fazendo terapia pra tratar essas questões pessoais)
submitted by claudiocastagnoli to desabafos [link] [comments]


2020.08.08 11:28 Giulia220 Sou mulher trans, mas meu passado de atleta me deixa com dúvidas

Olá, ja usava o reddit fazia um tempo mas ainda n tinha uma conta entao criei essa agr pra conversar melhor com vcs. Meu nome é Giulia (nome social, pelo menos por enquanto) e tenho 16 pra 17 anos, eu me mudei pra SP pra dedicar minha vida 100% ao esporte profissionalmente. Eu treinava mais do que qualquer outra pessoa, enquanto eles dormiam eu corria, enquanto eles se divertiam eu treinava movimentação e condicionamento físico ao extremo e isso me diferenciava, embora ainda não tivesse atingido nivel seleção juvenil, eu não estava muito longe disso.
Eu gostava do q fazia e tirando minha infantilidade em alguns jogos (quando o adversario era fraco eu ficava fazendo trickshots) eu tinha esse diferencial e jogava muito bem, fiz o impossivel saindo de uma cidade com esse esporte absolutamente nulo (não vou citar qual pra evitar ser reconhecida) e fui morar em SP e onde é o centro do esporte no Brasil e tem alguns atletas top mundial, consegui jogar bem com muitos deles mesmo com pouco tempo de treino (treinava ha um ano e eles treinavam desde os 7 anos ou 9 anos)
Eu malhava muito forte tbm, saia de casa de regata com o peito estufado pra mostrar os resultados e me sentia bem com isso. Eu sai de uma cidade de merda, superei o bullying e superei todos os que faziam isso comigo, e muitos hoje tem apenas inveja do oq eu consegui, pois era ''impossivel''. Agora entra a questão do gênero, desde os 12 eu me questiono mas eu sempre reprimi muito fortemente esses pensamentos, as vezes escondia ate de mim mesma. Eu lembro uma vez de ter feito um teste na internet com o tema ''pelo tamanho do seu dedo vou descobrir se vc tem caracteristicas masculinas ou femininas'' e quando deu ''masculinas'' eu tive vontade de chorar (tinha 12 anos)
Desde de então eu me questionava muito (reprimindo, entao nao me permiti realmente questionar) mas no fundo eu sabia q seria mais feliz no corpo de uma garota, sendo uma menina. Chegou a quarentena, parei de treinar, e eu quis resolver essas pendências comigo mesma e cheguei a conclusão que sim, eu quero ser uma menina e quando ''descobri/me aceitei'' sofri como nunca tinha sofrido na minha vida inteira por não ter nascido uma menina. Me desesperei pra perder os resultados do corpo musculoso pois eu via aquilo e me incomodava, eu vejo isso e me incomodo na verdade. Mas eu sempre fui (pelo menos na minha época de atleta, onde eu tinha decidido q eu viver assim, treinando igual doente todo dia) aquela pessoa que surpreende e se supera, não importa a dor necessária pra isso.
Eu sei que vão comentar que meninas tbm podem treinar, e isso esta certissimo. Mas estou me referindo a maneira que trabalhava meu corpo de maneira masculina, e mesmo depois da transição não me vejo treinando os musculos dnv (fazer mais cardio e tal). Mas essa epoca da minha vida me marcou tanto que mesmo me aceitando como menina trans eu ainda me pego questionando isso, então... eu realmente posso ser uma menina? eu quero muito transicionar e ter meu corpinho feminino um dia, fofo e delicado como eu deveria ter nascido. Mas isso tudo me gera dúvida ainda sobre isso.
Algum conselho?
PS: Odeio e me sinto muito mal quando meus pais me chamam de filho, me tratam de maneira masculinizada ou me chamam pelo meu *deadname* mas enfim, still cis tho kkkk
submitted by Giulia220 to transbr [link] [comments]


2020.08.05 23:15 altovaliriano Sangue de Basilisco: De Harrenhal a Winterfell

Durante sua estadia forçada em Harrenhal, acaba sob a chefia de um homem chamado Wesse que “à sua maneira pequena e empertigada, Weese era quase tão assustador quanto Sor Gregor” (ACOK, Arya VII).
Wesse era um capataz cruel e controlador que sempre era acompanhado por uma cadela feia e malhada que era quase tão má como ele, segundo Arya. A cadela de Weese era violenta e chegou a arrancar “um grande bocado da barriga da perna” (ACOK, Arya VII) de um servente quando Weese atiçou o animal para cima dele.
Entretanto, por mais feroz que fosse a cadela, Weese a criara desde filhote e estava claro até mesmo para Arya que “só uma magia negra qualquer poderia fazer que o animal se voltasse contra ele” (ACOK, Arya IX). Esta opinião parece ser dividida pelas pessoas que presenciaram a morte de Weese:
Uma dúzia de pessoas chegou lá antes dela, embora nenhuma se aproximasse muito. Arya abriu caminho entre elas, contorcendo-se. Weese estava estatelado nas pedras, com a garganta transformada numa ruína vermelha, olhos abertos, sem ver, na direção de uma escarpa de nuvens cinzentas. A feia cadela malhada estava em pé sobre seu peito, bebendo o sangue que saía pulsando do seu pescoço, e de quando em quando arrancando um pedaço de carne da cara do morto.
Por fim, alguém trouxe uma besta e matou a cadela enquanto esta se entretinha com uma das orelhas de Weese.
Que coisa maldita – ouviu um homem dizer. – Ele tinha aquela cadela desde filhote.
Este lugar está amaldiçoado – disse o homem com a besta.
É o fantasma de Harren, é o que é – lamentou-se a governanta Amabel. – Não durmo aqui nem mais uma noite, juro.
Arya ergueu o olhar do homem e do seu cão, ambos mortos. Jaqen H’ghar estava encostado na parede da Torre dos Lamentos. Quando a viu olhando, ergueu uma mão e pousou casualmente dois dedos no rosto.
(ACOK, Arya VIII)
Arya estava tão impressionada em ver a transformação da cadela, que questionou Jaqen na primeira oportunidade que teve. Infelizmente, o fato de Jaqen ter adivinhado sua identidade a impressionou o suficiente para ela deixar a questão de Weese de lado.
Como fez com que o cão matasse Weese? Conjurou Rorge e Dentadas do inferno? Jaqen H’ghar é o seu nome verdadeiro?
Alguns homens têm muitos nomes. Doninha. Arry. Arya.
(ACOK, Arya IX)
Felizmente, Arya sutilmente lembra deste episódio quando esta aprendendo sobre venenos com a Garota Abamdonada na Casa do Preto e Branco, e assim o leitor obtém sua resposta sobre o metódo empregado por Jaqen.
Esta pasta está temperada com sangue de basilisco. Dá um aroma saboroso à carne cozida, mas, se for comida, produz uma loucura violenta, tanto em animais como nos homens. Um rato atacará um leão depois de provar sangue de basilisco.
Arya mordeu o lábio.
E isso funciona em cães?
Em qualquer animal de sangue quente
(AFFC, Gata dos Canais)
Pois bem, existe nas Crônicas outro personagem conhecido por ser um torturador e ter cães treinados para atacar outras pessoas.
[…] Ramsay adorava soltar suas garotas para que latissem nas trilhas, atrás de alguma presa fresca.
(Fedor II)
Os melhores lugares, perto do estrado, estavam ocupados pelos favoritos de Ramsay, os Rapazes do Bastardo. Ben Ossos, o velho que mantinha os amados cães de caça de sua senhoria.
(Fedor I)
Os cães se juntaram ao redor deles, mordendo e rosnando para os estranhos. As garotas do Bastardo, Fedor pensou, antes de se lembrar que nunca, nunca, nunca deveria usar essa palavra na presença de Ramsay.
(Fedor II)
Quando se refere a “presas”, sabemos que Fedor fala em seres humanos. Mulheres, em específico.
Ben Ossos, que gostava mais das cadelas do que do seu mestre, contara a Fedor que todas recebiam seus nomes de garotas camponesas que Ramsay havia caçado, estuprado e matado quando ainda era um bastardo, andando com o primeiro Fedor.
Mas só aquelas que lhe proporcionaram um bom esporte. As que choraram e imploraram e não correram não conseguiram voltar como cadelas. – A próxima ninhada a chegar aos canis de Forte do Pavor incluiria uma Kyra, ele não duvidava.
Entretanto, quanto a estas cadelas, Martin foi ainda mais específico dizendo que as Garotas do Bastardo foram criadas para atacar lobos, com ênfase no lobo dos filhos de Ned Stark.
Ele as treina para matar até lobos – Ben Ossos confidenciara. Fedor não disse nada. Sabia quais lobos as garotas foram feitas para matar, mas não queria assistir às garotas lutando por um dedo seu cortado fora.
(Fedor III)
Os lobinhos do Stark estão mortos – disse Ramsay, despejando mais cerveja em sua caneca – e permanecerão mortos. Deixe que eles mostrem suas caras feias, e minhas garotas rasgarão os lobos deles em pedaços. Quanto mais cedo aparecerem, mais cedo os matarei de novo.
(Fedor III)
Somando todos estes fatores (Stark, mulher e lobo) vemos que as cadelas de Ramsay foram preparadas por GRRM como antagonistas naturais de Arya e Nymeria. Caso esta garota venha a retornar ao Norte, Ramsay usar suas cadelas contra a “menina sem rosto” e warg parecerá apenas uma convergência das pistas que GRRM deixou na trama…
… assim como não pareceria gratuito que Arya usasse sangue de basilisco para fazer com que as cadelas atacassem o próprio mestre, virando o feitiço contra o feitceiro, em um assassinato digno de um homem sem rosto.
Muitos leitores sugerem que o encontro entre Arya e Ramsay ocorreria após Jeyne Poole chegar a Braavos (assumindo que ela não ficaria em Castelo Negro agora que Jon está morto) e procurar a Casa do Preto e Branco para conseguir uma morte pacífica (depois de todos os traumas sofridos), de modo que Arya ficaria sabendo de toda a farsa envolvendo seu nome. Assim, Arya assumiria a identidade de Jeyne Poole e retornaria a Westeros para liquidar Ramsay.
Essa teoria tem diversos benefícios e ainda o número de coincidências poderia ser ainda maior, fazendo com que o retorno de Arya a Westeros fosse mais satisfativo do que problemático. Vejam bem, Jeyne Poole poderia encomendar a morte Ramsay aos homens sem rosto, dando sua própria vida como pagamento.
Como Arya seria a pessoa mais indicada para representar alguém disfarçado como sendo ela, além de nunca ter conhecido Ramsay na vida, ela seria o agente perfeito para a Casa do Preto e Branco enviar para cumprir a tarefa. O único empecilho poderia ser o grau de treinamento que a garota teria alcançado.
Entretanto, a julgar pelas mortes que sabemos que Arya tem executado até o momento, sabemos que ela está cultivando duas especialidades muito necessárias para executar o plano que GRRM está desenhando contra Ramsay, quais sejam, sedução submissa (TWOW, Mercy) e estratégias complexas de envenenamento (ADWD, A garotinha feia).
Mas, alguém poderia perguntar, por que seria necessário veneno para que as cadelas atacassem Ramsay? Elas não seriam ferozes o suficiente para que, em circunstâncias específicas, as cadelas se virassem contra o próprio dono? Bem, alguns poderia arguir que, assim como ocorreu com Weese, seria necessário que as cadelas de Ramsay necessitassem de um incentivo muito forte para se virarem contra seu dono de uma vida inteira.
Na séria da HBO, o papel de providenciar que os cães devorassem Ramsay coube a Sansa, pois os roteiristas fundiram as histórias de Jeyne Poole com a dela, especificamente a partir do 5º livro. O “empurrão extra” foi os cães terem sido privados de comida por 7 dias. Na cena, Ramsay estava amarrado, ferido e coberto de sangue, o que atraiu os animais para fora de seus canis e desencadeou o ataque.
No fim, este seria outro método razoável de executar a morte de Ramsay sem o emprego do sangue de basilisco. E por isso alguns (como o site Drunkenwookie) afirmam que o sangue de basilisco não seria usado nas cadelas de Ramsay, mas nos lobos da matilha de Arya nas Terras Fluviais, que seriam usados para atacar as gêmeas. Entretanto, essa tese tem problemas, justamente porque sabemos que os lobos da matilha de Nymeria não temem humanos há muito tempo:
Nas redondezas do Olho de Deus, as matilhas tornaram-se mais ousadas do que se tem registro. Ovelhas, vacas, cães, não importa, matam o que bem quiserem, e não têm medo dos homens.
(ACOK, Arya II)
Os lobos tornaram-se terríveis nos últimos tempos. Há lugares onde um homem sozinho faria bem em encontrar uma árvore para dormir. Ao longo de toda a vida, a maior alcateia que vi tinha menos de uma dúzia de lobos, mas a grande alcateia que percorre agora o Tridente chega a centenas.
(AFFC, Brienne V)
Perderam todo o medo do homem. Alcateias atacaram nossa coluna logística durante a viagem desde as Gêmeas. Nossos arqueiros tiveram de encher de flechas uma dúzia antes de os outros fugirem.
(AFFC, Jaime IV)
No dia seguinte, Sor Dermot da Mata de Chuva regressou ao castelo de mãos vazias. Quando lhe perguntaram o que encontrara, respondeu: – Lobos. Milhares dos malditos bichos – tinha perdido dois sentinelas para os lobos. Tinham saltado da escuridão para atacá-los. – Homens armados revestidos de cota de malha e couro fervido, e mesmo assim as feras não tiveram medo deles. Antes de morrer, Jate disse que a alcateia era liderada por uma loba de tamanho monstruoso. Um lobo gigante, a julgar por suas palavras. Os lobos também penetraram em nossas linhas de cavalos. Os malditos bastardos mataram meu baio preferido.
(AFFC, Jaime VII)
Desse modo, a explicação para que Arya prefira o sangue de basilisco a deixar as cadelas de Ramsay sem comida por sete dias seja simplesmente que Arya não tenha sete dias à disposição para realizar uma vingança lenta e excruciante, sendo necessário mortes mais rápidas.
O que vocês acham?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.08.05 17:09 Nhe_thats-all A FESTA DO CONTRATO

Minha história de "who are the asshole". É 2019, trabalhava em um comércio e portanto, precisava estudar à noite meu último ano de escola (3ão), fui pro meu 1ºdia bem entusiasmada... Até que eu entrei na sala... Só tinha a pior galera da minha turma (a maioria) estudando à noite, meu melhor amigo foi pra outra cidade e meu 2º melhor se juntou com as najas da turma que me odiavam, então ele virou vira-casaca e começou a me odiar por elas me odiarem. Conclusão: larguei meu emprego e fui estudar de manhã (até pq só tinham 7 alunos e se o número não aumentasse, a turma iria fechar) mas foi a melhor escolha e arrumei uma melhor amiga rapidão. Eis que começam os rumores sobre a formatura, baile e colação. Ninguém queria fazer nada, ninguém queria ajudar em nada. Somente minha melhor amiga (a Graus(nome fictício)) que foi capaz de botar a cara e começar a fazer algo. Heis que eu não aceito e vou ajudar ela a organizar aquela bagaça, comecei a ir atrás de prêmios pra rifa e fiquei responsável pela camisa da turma. Tudo combinado, eu tinha 1 serviço: ir à noite e falar com eles a cor da camisa ( que já tinham pré definido) dentre as 5 opções escolheram cinza e dourado, só que não. Ali começou a desgraça de tudo, no dia seguinte, uma menina que não tinha ido no dia passado começou um motim para trocar a cor da camisa para PRETO COM ROSA!!! E toda turma foi atrás cheirar peido. Uma das meninas que tava me ajudando me mandou mensagem avisando o que tava acontecendo e eu fui no grupo mandar mensagem para eles pararem pq já foi decidido entre eles mesmos e não tinha essa opção de cor. Fui xingada de todas as maneiras. Aí fiquei puta da cara e sai do grupo, no dia seguinte ia falar com as professoras líder. Dito e feito, elas foram xingar a turma da noite e eles se viraram TODOS contra mim, pq eu não deixei eles "desvotarem" algo que já estava decidido. Mesmo assim fui atrás de 6 dos 10 prêmios da rifa para eles. Dei de coração aberto e ajudei a fazer o sorteio. Mas eles não sossegavam, todo dia eu era algo de xingamentos e críticas, aí me estressei e decidi que não ia mais fazer o baile junto. Infelizmente, deixei minha amiga na mão com a organização...
Vida vai, vida vem... Fiquei com ansiedade e depressão por causa da escola (eu simplesmente odiava, e não sinto nem 1% de saudade) e comecei a ficar extremamente puta com tudo e todos. Lá pelo final do ano, setembro, por aí, além das várias tretas que deu entre eles, 1 em especial eu me meti: a minha melhor amiga, que estava organizando TUDO pra eles, estava atrás dos convites... Ela deu algumas opções e a minha turma começou a fazer piadinha que era muito caro e que eles mesmos iam imprimir como desse. Eu perdi toda minha noção e comecei a gritar com eles. "Vocês não tem noção mesmo né. Eu não acredito que vocês fazem a Graus ir atrás de TUDO pra vocês e vocês só ficam ali criticando e reclamando de tudo que ela traz!" -eu "Fica quieta, você não vai fazer a formatura e não tem voz de opinião aqui" -retardado Aí rolou mais uns gritos e fui atrás de nossa regente, que foi na sala e deu uma puta lição de moral neles e que eu tava certa em falar umas verdades pra eles. Nisso depois sai da sala e fiquei fora tomando ar, aí a Graus veio e me disse "obrigada por me defender viu, tá difícil fazer isso sozinha" e ficamos conversando um pouco Depois disso, o "moleque" que disse pra mim que eu não tinha voz lá, começou a se mexer e ele mesmo fez os convites e tudo, só mandaram imprimir fora.
Dias vão e dias vem... Chega o dia da formatura, faço minha colação blz e vêm a hora do baile. Meu namorado queria ir, eu também tinha vontade, peguei convite com um colega meu que me defendia e me dava razão e fui (eles tinha feito uma regra de quem não pagasse o baile não podia ir (tudo bem ridículo, desrespeitando os colegas deles total)) depois disso deu MUITA treta. Me xingaram 2 vezes mais no grupo da turma, todos me odiavam e estavam decididos que iam vir na minha casa me cobrar pelo baile ( pq segundo eles, estava no contrato da turma que era pra pagar quem fosse pro baile sem ter pago) mas fui eu mesma que ajudei a fazer o contrato e sabia que não tinha essa regra. Portanto sai do grupo também e disse "estou esperando vocês em casa". Acontece que depois que eu saí eles calaram a boca e não vieram em casa pq sabiam que não tinha nada no contrato. Até me falaram que pediram para os seguranças do baile me tirar (mas os seguranças riram na cara deles, pq eu não tava fazendo nada pra ser expulsa).
Moral dessa grande treta: não confie em ninguém, eles se viram contra você em um piscar de olho (eu tinha vários amigos do ano 2ão na turma da noite). No final fiquei com 3 amigos e 3 amigas, dos quais falo com 1 amiga ainda.
Então, eu sou a babaca por ter ido no baile?
PS.: Estou cuidando de minha saúde mental ✊ PS2.: Tem VIiidDDdeEo
submitted by Nhe_thats-all to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.04 09:46 Laurinha_374 Transicionar pra mim, seria ''disperdicio de talento''?

Me chamo Laura e vou fazer 16 anos em 2 meses, esta tudo certo pra começar a th, preciso apenas ter a idade minima pra isso mesmo. É mais uma paranoia, mas talvez... não seria disperdicio de talento com atividades físicas e seja melhor ''continuar como um homem''?
Eu sempre me dei bem com exercicios físicos e possuia um físico bem avançado pra minha idade até, mas parei de treinar pra o corpo não continuar se desenvolvendo de maneira masculinizada (eu me aceitei mais tarde, então eu estava em negação ate poucos meses atrás), eu estou bem com a questão de ter parado os treinos e tal. Mas sempre fico com uma paranoia em relação a isso ''cara vc treinava igual doente, tinha facilidade com isso, tinha respeito das pessoas e hj quer ser uma menina?''
Eu sei q vou ser muito mais feliz no corpo de uma menina, mas eu acabo sempre pensando nesse ''antigo eu'', é inévitavel. Hoje eu estaria com um físico muito mais avançado, e no fundo estou bem com isso. Eu tenho disforia desde os meus 12 de idade, mas eu so me aceitei 3 meses atrás, sofri e sofri muito, ainda sofro quando meus pais me chamam pelo meu *deadname* e fico feliz quando as pessoas me tratam como uma menina, as vezes eu nem paro pra pensar nisso quando estou jogando (estou usando meu nome ''Laura'' nos jogos online) e fica algo natural, sabe? pois estou sendo tratada como realmente sou, isso me faz muito feliz. Ai eu paro de jogar, vejo que não tenho um corpo de uma menina e isso me fode completamente.
Algum conselho?
submitted by Laurinha_374 to transbr [link] [comments]


2020.07.31 01:33 Felicity4Now O mundo dá voltas, meu amigo

Oi queridos, tudo bom com vcs? Essa é minha primeira vez no reddit, mas fiz o login mais pra desabafar essa história que está pesando demais pra mim. Postei essa história em outra pagina, mas vou postar nessa tbm. Quem não gosta de histórias deprimentes e longas, pule esse post.
Tudo começou faz 2 anos, em 2018, qdo eu fui para o oitavo ano e resolvi me mudar de colégio pq eu não me dava bem com os colegas da escola anterior (quer dizer, sempre fui meio excluída em todas as escolas que estudei mas enfim). Para a minha surpresa, o pessoal desse colégio aparentemente tinha me aceitado e fiquei mto feliz, finalmente tinha me sentido incluída na escola, deu até um alívio. Mas bem, a história não eh exatamente sobre isso, é sobre oq eu vivi com um amigo meu, vamos chamá-lo de Clóvis. Nunca tinha tido amigos piá, mas nesse ano foi diferente, me dei melhor com os piá do q com as guria. E para a minha surpresa, Clóvis foi, e sempre será, meu melhor amigo, por mais q ele tenha até me esquecido.
A primeira vez q vi Clóvis, ele já me atraiu, sim gente, comecei a ter um crush nele, mas eu ignorei, achei q era coisa da minha cabeça. Enfim, no início, Clóvis era uma pessoa super legal, extrovertida, gente boa, zuera, e foda kkkk. Mas... dps eu descobri q ele tinha depressao, hj eu entendo q a maior parte das pessoas q riem dms são as mais tristes por dentro... sei pq isso aconteceu cmg tbm, mas vou deixar isso pro fim. Por conta da depressao, tentei ajudar Clóvis de todas as maneiras possiveis, dava conselho, brincava com ele, tentava animar ele, mas ele sempre tentava se matar, sem sucesso graças a Deus. Mas isso fez com q meus sentimentos ficassem confusos, pq eu n queria, tipo, namorar alguem baixo astral, já q eu era tbm. Eu sei exatamente oq vcs estão pensando agora, sou uma ignorante msm, eu concordo, n precisam ficar jogando na minha cara pq eu já sei blz?
Enfim, como eu tava mto confusa, acabei me enganando e achei q estava gostando de um amigo dele (vamos chamá-lo de Roberto). Roberto era um cara foda tbm, gente finíssima, alegre e tals, até q ele me pediu em namoro no mês de Maio, mas eu recusei. Dps, Clóvis me pediu em namoro, e eu recusei tbm, n queria arranjar encrenca entre os 2. Mas, no final do mês de Agosto do msm ano, começou a merda. Eu n me lembro mto bem o motivo, porem briguei feio com Clóvis e comecei a namorar o Roberto. SIM, oq eu n queria aconteceu, treta total meus amigos. Vcs devem estar pensando: “mds q BURRA”, pse, eu tbm penso isso de mim tá? Mas n dá pra eu voltar no tempo.
Assim, o namoro q eu tive com o Roberto foi meio q uma amizade colorida (pra vcs terem uma ideia, se beijamos apenas 2 vezes em 8 meses ksks). Na fase auge do namoro, entre Agosto e Outubro, Clóvis continuava brigado cmg, até pq dava pra ver q ele tava super puto cmg por n ter sido aceito, se sentiu trocado e humilhado (tá gente, eu tava confusa, n taquem pedra em mim pq eu já taquei um monte já, pfv). Mas dai no final de Outubro a gente conseguiu fazer as pazes e continuamos bons amigos, junto cmg namorando o Roberto.
Outro ano se passou e todos continuamos estudando na msm escola, ou seja, continuou essa msm confusao, msm com tudo resolvido. Até que, no final de março de 2019, terminei com Roberto, pq ele tinha sido mto imaturo cmg e eu n permiti mais isso, e percebi q n fazia sentido eu ter namorado ele, até pq eu descobri mta coisa ruim dele tbm, mas n vamos entrar em detalhes (caso queiram saber, eu continuo amiga de Roberto hj em dia, pq odeio guardar mágoas das pessoas, ou eh pq sou mto trouxa, enfim).
E dps disso, Clóvis ataca novamente. Ele começou a me paquerar, quer dizer, ele nunca parou, mas foi mais forte dessa vez, e a gente foi contruindo uma relacao ao longo do ano, uma relacao mto, mas mto forte. Continuávamos bons amigos, mas a gente era REALMENTE melhores amigos mais aquele lance de paquera, até pq descobri q nunca tinha parado de gostar dele. (ss, Roberto aparentemente levou um chifre discreto, mas n vamos entrar em detalhes).
Continuando, eu infelizmente tive q mudar de colegio, por conta dos professores, q por mais q eu tirasse nota 10 nas provas eles me humilhavam junto com todo mundo, e por conta das minhas amigas, q andavam me excluindo do grupo delas. Mas minha amizade com o Clóvis foi longe dms, eu acabei dando mto em cima dele sem nem perceber direito e ele se iludiu cmg. No final do mês de Novembro, ele me pediu em namoro.... e advinha oq eu falei? NÃO Serio gente, eu disse não. Ai ai, nem eu creio, mas vamos continuar. Eu disse não por vários motivos, entre eles: 1- Não podia namorar, principalmente pq meus pais n deixam e meio q peguei trauma da historia com o Roberto (chorava todo dia pq odeio mentir, me fez mto mal); 2- Tinha medo q ele se revelasse pra mim e me magoasse, até pq ele eh super negativo e enfim; 3- medo de aceitacao da familia dele; 4- paranóias; 5- medo de começar o namoro e dps ele me largasse; 6- trauma do Roberto; 7- Ficar com depressao por conta do namoro, até pq eu fico mal vendo ele mal; 8- me arrepender.
Tá, podem parecer motivos absurdamente imaturos, mas se coloque no meu lugar, eu sou imatura gente, dclp.
Logo, Clóvis ficou de mal cmg por uma semana, n soube como aceitar aquilo. Mas dai, ele aplicou o golpe baixo dps, o mar diminuiu e dps veio o tsunami, se eh q vcs me entendem.
Ele resolveu q queria ser meu amigo dnv dps de uma semana brigado cmg. Eu achei estranho, mas aceitei ele de braços abertos, ate pq odeio guardar rancor, como disse anteriormente. Mas... ele nunca mais foi o msm, ele ficou mto estranho cmg a partir dai. Ele começou a me sacanear, a zoar dms cmg, mas achei q era coisa da minha cabeça e entao deixei neh.
Até q, no inicio de Março de 2020, era meu aniversario, e Clóvis sabe q eu amo comemorar nesse dia pq adoro festas. Entao, ele simplesmente me bloqueou. Eu n entendendo nada, fui falar com o irmao dele perguntando se tinha acontecido alguma coisa com o Clóvis, e ele me falou q Clóvis estava bravo cmg por conta do q eu fiz. Como já tinha se passado meses, eu achei q ele tinha já superado tudo isso, mas n.
Bem gente, foi ai q veio o tiro. Dps de horas sem me responder, ele me vem me desejando feliz aniversario, me chamando de corna tbm (ele tinha esse costume de me chamar assim por conta do Roberto). Mas eu n curtia mto isso, na maioria das vezes ignorava. Eu fiquei tao triste com aquilo, pq poxa, eu achei q tinha acontecido alguma coisa seria com ele ou q ele tava com raiva de mim, entao, bloqueei ele e fiquei sem falar com ele ate o final do mês. Mas já n aguentava mais, eu amava aquele cara (por mais q eu tenha feito mta coisa ruim). Perguntei pro irmao dele se estava tudo bem com Clóvis, e ele disse q ss.
Logo, me vem uma amiga dele me mandando direct pelo Insta e me falando q ele queria falar cmg. Pensei bem, e como n gosto de guardar rancor, desbloqueei ele. Se eu pudesse voltar no tempo, n teria feito isso de jeito nenhum gente, pq oq aconteceu dps parte meu coracao ate hj.
Conversei com ele e ele falou tudo oq eu queria ouvir, q sentia mto e q ele havia agido com mta imaturidade, disse q eu tava confusa com meus sentimentos e q ele devia ter me entendido antes. Ai gente, eu tinha ficado tao, mas tao orgulhosa dele! Qdo ele falou tudo aquilo, eu senti um alivio, até pq eu n precisava mais sentir aquela pontada de culpa q eu sentia todo dia. Q nada gente, o pior foi dps...
Uma semana se passou, e ele me bloqueou, sem deixar rastros. Fui perguntar pra amiga dele pq q ele tinha feito aquilo, e ela jogou um balde de agua fria em mim. Disse q eu n entendia nada e q eu tinha colaborado pra depressao dele, q eu só fiz mal pra ele e q eu devia me sentir arrependida diante disso. Eu como qualquer ser humano, tentei me defender na hora, tentando achar razao em mim, mas dps de uns meses percebi q realmente, eu sou uma monstra.
Pedi pra ele me desbloquear pra gente conversar, e foi uma burrice. Ele falou q eu tinha arruinado grande parte da vida dele e q eu q joguei ele no inferno q a vida dele eh, e mto mais coisas ruins q vcs n precisam saber.
Eu me senti acabada, principalmente pq a gente tava tao bem e eu achei q a gente ia conseguir seguir em frente sabe? Eu tinha esperança daquela amizade maravilhosa continuar com tudo. Achei q a gente ia festejar mais festas juninas, zoar, sair pros rolê, se divertir, cheirar pó de giz (KKKKK), entre outras coisas aleatorias. Sabe, eu amava mto ele, mas dps disso tudo oq eu fiz, era de se esperar q ele ia me dar esse tiro.
No inicio, eu tentei me esquecer dele, xingar ele, pensar coisas ruins sobre ele, tentar botar a culpa nele. Achei q em umas semaninhas ele ia voltar pra mim, mas n, ele sumiu...
Ate q, com esse sumiço, comecei a me dar conta do q q eu realmente fiz. Como pude ser tao cruel? Só pensar nos meus sentimentos e n nos dos outros? Como q eu consegui agir achando q era certo qdo na vdd era errado? Gente, eu comecei a me sentir, tao, mas TAO culpada, q a culpa até dói.
Eu sei q vcs devem ta pensando: “Ta, fez e recebeu, eh lei do retorno, lei da acao e reacao”. Mas gente, eu tava tentando ser feliz uma vez na vida, tava tentando ser aceita, e isso nunca tinha acontecido cmg e me confundi dms. Achei q tava fazendo o melhor qdo na vdd eu n deveria ter namorado ninguem isso sim. Mas eu n posso voltar no tempo...
Enfim, abril e maio se passaram, e eu comecei a manifestar sintomas de depressao, por conta das coisas da escola, por conta da cobrança, e principalmente, por conta dessa situacao, pq comecei a sentir mta culpa msm. Fiquei doente do estômago por conta de tudo isso e ainda to meio mal, n consigo comer como antes tbm. Tentei falar com Clóvis umas dezenas de vezes, mas msm assim n tinha papo.
Até q junho começa e me chega uma solicitacao no direct do Insta, era uma menina (vamos chamar ela de Folks), me pedindo dicas pra gravar videos, ate pq eu posto mto video no Insta pra ver se eu me esqueço de tudo isso. Comecei a conversar bastante com ela, principalmente pq ela eh incrivelmente incrivel. Ate q um dia eu tava bem bad e falei sobre todos os meus problemas com ela, e ela me disse... q ela era amiga do Clóvis.
Na vdd sempre desconfiei q ela era amiga dele, por conta de varios motivos, mas n vou ser especifica. Mas n deixou com q eu n ficasse em choque com Folks. Desde entao, ela tem tentado me ajudar a superar isso, conseguiu convencer Clóvis a falar cmg e enfim.
As conversas q eu tive com Clóvis, mais pioraram do q ajudaram, até pq ele dizia q me perdoava, mas q n conseguia nem falar cmg e nem voltar a ser meu amigo. Eu entendo ele pq nem eu to aguentando mais a minha presença. Mas, isso n deixou de doer em mim... E qdo ele me disse q tinha conseguido me esquecer e conseguiu me trocar pela Folks, foi a gota d’água...
Sabe, eu n sabia q eu podia ser trocada como um objeto, achava q era coisa da minha cabeça. Mas ele me trocou, e pela Folks ainda, q eu considerava e considero uma grande amiga...
Ah, o pior n foi isso q ele me falou. O pior foi qdo ele me disse q no inicio da nossa amizade, ele tinha intencoes ruins cmg... não, n eh relacionado a sexo ou coisa do tipo, eh coisa mais sombria. Eu n sei bem falar oq eh pq ele n foi mto especifico, mas isso me doeu tanto, pq eu sempre desejei o bem dele, por mais q eu tenha feito mta besteira com ele...
Entao gente, se eu n tivesse feito tudo isso, será q ele teria feito alguma coisa cmg? Eu sou a culpada ou ele? Nós 2 somos culpados? Eu devo me humilhar pro resto da vida? Ele q tem q se humilhar? Oq q eu devo fazer agora? Essas são duvidas q eu tenho, quem puder esclarecer ou tentar compreender a minha situacao, pfv me ajude. Oq vc faria no meu lugar? Se vc faria a msm coisa q eu, oq faria pra consertar?
Bom, eh essa a minha historia, q ninguem sabe o final... Dclp se foi uma historia mto deprê, mas eh q eu tinha q desabafar em algum lugar, serio msm.
submitted by Felicity4Now to desabafos [link] [comments]


2020.07.29 22:24 Felicity4Now O mundo dá voltas, meu amigo

Olá Luba, editores, papelões mortos e possível convidado que está a ver. Essa é minha primeira vez no reddit, mas fiz o login mais pra desabafar essa história que está pesando demais pra mim. Quem não gosta de histórias deprimentes e longas, pule esse post.
Tudo começou faz 2 anos, em 2018, qdo eu fui para o oitavo ano e resolvi me mudar de colégio pq eu não me dava bem com os colegas da escola anterior (quer dizer, sempre fui meio excluída em todas as escolas que estudei mas enfim). Para a minha surpresa, o pessoal desse colégio aparentemente tinha me aceitado e fiquei mto feliz, finalmente tinha me sentido incluída na escola, deu até um alívio. Mas bem, a história não eh exatamente sobre isso, é sobre oq eu vivi com um amigo meu, vamos chamá-lo de Clóvis. Nunca tinha tido amigos piá, mas nesse ano foi diferente, me dei melhor com os piá do q com as guria. E para a minha surpresa, Clóvis foi, e sempre será, meu melhor amigo, por mais q ele tenha até me esquecido.
A primeira vez q vi Clóvis, ele já me atraiu, sim gente, comecei a ter um crush nele, mas eu ignorei, achei q era coisa da minha cabeça. Enfim, no início, Clóvis era uma pessoa super legal, extrovertida, gente boa, zuera, e foda kkkk. Mas... dps eu descobri q ele tinha depressao, hj eu entendo q a maior parte das pessoas q riem dms são as mais tristes por dentro... sei pq isso aconteceu cmg tbm, mas vou deixar isso pro fim. Por conta da depressao, tentei ajudar Clóvis de todas as maneiras possiveis, dava conselho, brincava com ele, tentava animar ele, mas ele sempre tentava se matar, sem sucesso graças a Deus. Mas isso fez com q meus sentimentos ficassem confusos, pq eu n queria, tipo, namorar alguem baixo astral, já q eu era tbm. Eu sei exatamente oq vcs estão pensando agora, sou uma ignorante msm, eu concordo, n precisam ficar jogando na minha cara pq eu já sei blz?
Enfim, como eu tava mto confusa, acabei me enganando e achei q estava gostando de um amigo dele (vamos chamá-lo de Roberto). Roberto era um cara foda tbm, gente finíssima, alegre e tals, até q ele me pediu em namoro no mês de Maio, mas eu recusei. Dps, Clóvis me pediu em namoro, e eu recusei tbm, n queria arranjar encrenca entre os 2. Mas, no final do mês de Agosto do msm ano, começou a merda. Eu n me lembro mto bem o motivo, porem briguei feio com Clóvis e comecei a namorar o Roberto. SIM, oq eu n queria aconteceu, treta total meus amigos. Vcs devem estar pensando: “mds q BURRA”, pse, eu tbm penso isso de mim tá? Mas n dá pra eu voltar no tempo.
Assim, o namoro q eu tive com o Roberto foi meio q uma amizade colorida (pra vcs terem uma ideia, se beijamos apenas 2 vezes em 8 meses ksks). Na fase auge do namoro, entre Agosto e Outubro, Clóvis continuava brigado cmg, até pq dava pra ver q ele tava super puto cmg por n ter sido aceito, se sentiu trocado e humilhado (tá gente, eu tava confusa, n taquem pedra em mim pq eu já taquei um monte já, pfv). Mas dai no final de Outubro a gente conseguiu fazer as pazes e continuamos bons amigos, junto cmg namorando o Roberto.
Outro ano se passou e todos continuamos estudando na msm escola, ou seja, continuou essa msm confusao, msm com tudo resolvido. Até que, no final de março de 2019, terminei com Roberto, pq ele tinha sido mto imaturo cmg e eu n permiti mais isso, e percebi q n fazia sentido eu ter namorado ele, até pq eu descobri mta coisa ruim dele tbm, mas n vamos entrar em detalhes (caso queiram saber, eu continuo amiga de Roberto hj em dia, pq odeio guardar mágoas das pessoas, ou eh pq sou mto trouxa, enfim).
E dps disso, Clóvis ataca novamente. Ele começou a me paquerar, quer dizer, ele nunca parou, mas foi mais forte dessa vez, e a gente foi contruindo uma relacao ao longo do ano, uma relacao mto, mas mto forte. Continuávamos bons amigos, mas a gente era REALMENTE melhores amigos mais aquele lance de paquera, até pq descobri q nunca tinha parado de gostar dele. (ss, Roberto aparentemente levou um chifre discreto, mas n vamos entrar em detalhes).
Continuando, eu infelizmente tive q mudar de colegio, por conta dos professores, q por mais q eu tirasse nota 10 nas provas eles me humilhavam junto com todo mundo, e por conta das minhas amigas, q andavam me excluindo do grupo delas. Mas minha amizade com o Clóvis foi longe dms, eu acabei dando mto em cima dele sem nem perceber direito e ele se iludiu cmg. No final do mês de Novembro, ele me pediu em namoro.... e advinha oq eu falei? NÃO Serio gente, eu disse não. Ai ai, nem eu creio, mas vamos continuar. Eu disse não por vários motivos, entre eles: 1- Não podia namorar, principalmente pq meus pais n deixam e meio q peguei trauma da historia com o Roberto (chorava todo dia pq odeio mentir, me fez mto mal); 2- Tinha medo q ele se revelasse pra mim e me magoasse, até pq ele eh super negativo e enfim; 3- medo de aceitacao da familia dele; 4- paranóias; 5- medo de começar o namoro e dps ele me largasse; 6- trauma do Roberto; 7- Ficar com depressao por conta do namoro, até pq eu fico mal vendo ele mal; 8- me arrepender.
Tá, podem parecer motivos absurdamente imaturos, mas se coloque no meu lugar, eu sou imatura gente, dclp.
Logo, Clóvis ficou de mal cmg por uma semana, n soube como aceitar aquilo. Mas dai, ele aplicou o golpe baixo dps, o mar diminuiu e dps veio o tsunami, se eh q vcs me entendem.
Ele resolveu q queria ser meu amigo dnv dps de uma semana brigado cmg. Eu achei estranho, mas aceitei ele de braços abertos, ate pq odeio guardar rancor, como disse anteriormente. Mas... ele nunca mais foi o msm, ele ficou mto estranho cmg a partir dai. Ele começou a me sacanear, a zoar dms cmg, mas achei q era coisa da minha cabeça e entao deixei neh.
Até q, no inicio de Março de 2020, era meu aniversario, e Clóvis sabe q eu amo comemorar nesse dia pq adoro festas. Entao, ele simplesmente me bloqueou. Eu n entendendo nada, fui falar com o irmao dele perguntando se tinha acontecido alguma coisa com o Clóvis, e ele me falou q Clóvis estava bravo cmg por conta do q eu fiz. Como já tinha se passado meses, eu achei q ele tinha já superado tudo isso, mas n.
Bem gente, foi ai q veio o tiro. Dps de horas sem me responder, ele me vem me desejando feliz aniversario, me chamando de corna tbm (ele tinha esse costume de me chamar assim por conta do Roberto). Mas eu n curtia mto isso, na maioria das vezes ignorava. Eu fiquei tao triste com aquilo, pq poxa, eu achei q tinha acontecido alguma coisa seria com ele ou q ele tava com raiva de mim, entao, bloqueei ele e fiquei sem falar com ele ate o final do mês. Mas já n aguentava mais, eu amava aquele cara (por mais q eu tenha feito mta coisa ruim). Perguntei pro irmao dele se estava tudo bem com Clóvis, e ele disse q ss.
Logo, me vem uma amiga dele me mandando direct pelo Insta e me falando q ele queria falar cmg. Pensei bem, e como n gosto de guardar rancor, desbloqueei ele. Se eu pudesse voltar no tempo, n teria feito isso de jeito nenhum gente, pq oq aconteceu dps parte meu coracao ate hj.
Conversei com ele e ele falou tudo oq eu queria ouvir, q sentia mto e q ele havia agido com mta imaturidade, disse q eu tava confusa com meus sentimentos e q ele devia ter me entendido antes. Ai gente, eu tinha ficado tao, mas tao orgulhosa dele! Qdo ele falou tudo aquilo, eu senti um alivio, até pq eu n precisava mais sentir aquela pontada de culpa q eu sentia todo dia. Q nada gente, o pior foi dps...
Uma semana se passou, e ele me bloqueou, sem deixar rastros. Fui perguntar pra amiga dele pq q ele tinha feito aquilo, e ela jogou um balde de agua fria em mim. Disse q eu n entendia nada e q eu tinha colaborado pra depressao dele, q eu só fiz mal pra ele e q eu devia me sentir arrependida diante disso. Eu como qualquer ser humano, tentei me defender na hora, tentando achar razao em mim, mas dps de uns meses percebi q realmente, eu sou uma monstra.
Pedi pra ele me desbloquear pra gente conversar, e foi uma burrice. Ele falou q eu tinha arruinado grande parte da vida dele e q eu q joguei ele no inferno q a vida dele eh, e mto mais coisas ruins q vcs n precisam saber.
Eu me senti acabada, principalmente pq a gente tava tao bem e eu achei q a gente ia conseguir seguir em frente sabe? Eu tinha esperança daquela amizade maravilhosa continuar com tudo. Achei q a gente ia festejar mais festas juninas, zoar, sair pros rolê, se divertir, cheirar pó de giz (KKKKK), entre outras coisas aleatorias. Sabe, eu amava mto ele, mas dps disso tudo oq eu fiz, era de se esperar q ele ia me dar esse tiro.
No inicio, eu tentei me esquecer dele, xingar ele, pensar coisas ruins sobre ele, tentar botar a culpa nele. Achei q em umas semaninhas ele ia voltar pra mim, mas n, ele sumiu...
Ate q, com esse sumiço, comecei a me dar conta do q q eu realmente fiz. Como pude ser tao cruel? Só pensar nos meus sentimentos e n nos dos outros? Como q eu consegui agir achando q era certo qdo na vdd era errado? Gente, eu comecei a me sentir, tao, mas TAO culpada, q a culpa até dói.
Eu sei q vcs devem ta pensando: “Ta, fez e recebeu, eh lei do retorno, lei da acao e reacao”. Mas gente, eu tava tentando ser feliz uma vez na vida, tava tentando ser aceita, e isso nunca tinha acontecido cmg e me confundi dms. Achei q tava fazendo o melhor qdo na vdd eu n deveria ter namorado ninguem isso sim. Mas eu n posso voltar no tempo...
Enfim, abril e maio se passaram, e eu comecei a manifestar sintomas de depressao, por conta das coisas da escola, por conta da cobrança, e principalmente, por conta dessa situacao, pq comecei a sentir mta culpa msm. Fiquei doente do estômago por conta de tudo isso e ainda to meio mal, n consigo comer como antes tbm. Tentei falar com Clóvis umas dezenas de vezes, mas msm assim n tinha papo.
Até q junho começa e me chega uma solicitacao no direct do Insta, era uma menina (vamos chamar ela de Folks), me pedindo dicas pra gravar videos, ate pq eu posto mto video no Insta pra ver se eu me esqueço de tudo isso. Comecei a conversar bastante com ela, principalmente pq ela eh incrivelmente incrivel. Ate q um dia eu tava bem bad e falei sobre todos os meus problemas com ela, e ela me disse... q ela era amiga do Clóvis.
Na vdd sempre desconfiei q ela era amiga dele, por conta de varios motivos, mas n vou ser especifica. Mas n deixou com q eu n ficasse em choque com Folks. Desde entao, ela tem tentado me ajudar a superar isso, conseguiu convencer Clóvis a falar cmg e enfim.
As conversas q eu tive com Clóvis, mais pioraram do q ajudaram, até pq ele dizia q me perdoava, mas q n conseguia nem falar cmg e nem voltar a ser meu amigo. Eu entendo ele pq nem eu to aguentando mais a minha presença. Mas, isso n deixou de doer em mim... E qdo ele me disse q tinha conseguido me esquecer e conseguiu me trocar pela Folks, foi a gota d’água...
Sabe, eu n sabia q eu podia ser trocada como um objeto, achava q era coisa da minha cabeça. Mas ele me trocou, e pela Folks ainda, q eu considerava e considero uma grande amiga...
Ah, o pior n foi isso q ele me falou. O pior foi qdo ele me disse q no inicio da nossa amizade, ele tinha intencoes ruins cmg... não, n eh relacionado a sexo ou coisa do tipo, eh coisa mais sombria. Eu n sei bem falar oq eh pq ele n foi mto especifico, mas isso me doeu tanto, pq eu sempre desejei o bem dele, por mais q eu tenha feito mta besteira com ele...
Bom, eh essa a minha historia, q ninguem sabe o final... Dclp se foi uma historia mto deprê, mas eh q eu tinha q desabafar em algum lugar, serio msm.
Gente, julguem dá forma que vcs quiserem, eh isso
Bjs <3 (vamos ver se Luba me nota, vai q ele me dá uma luz neh?)
submitted by Felicity4Now to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.29 12:29 rainyxgirl Fui racista e me arrependo disso

Minha história começou quando eu fui pro primeiro ano, indo pra um novo colégio. Chegando la, de primeira fiz algumas boas amizades em potencial — o que era ótimo, pois eu sempre me senti muito sozinha e excluída —, mas como se tudo tivesse bom demais, eu fui colocada numa turma diferente de todo o grupo de amigos que fiz.
Nessa turma em que fiquei, eu sentia que as outras meninas simplesmente não me aceitavam e me excluíam e eu não conseguia me encontrar nos grupos que foram formados lá. Até o fim do ano me sentia sozinha de novo, e me lembro de também sentir bastante olhares me julgando e zoando nas minhas costas — coisa que hoje imagino que tenha sido uma "sugestão" da minha ansiedade, que eu não sabia que tinha na época.
A merda começou quando eu via o tipo de piada que os meninos dessa turma faziam. Zoavam um garoto preto em específico de maneira racista e ele entrava na onda, rindo disso sem se ofender — imagino que pela intimidade, realmente é o tipo de coisa que não consigo descrever sendo branca. Eu vendo a reação dele imaginei então que não era nada demais fazer esse tipo de piada sendo amigo de uma pessoa preta — um engano completamente burro.
Pois bem, no segundo ano eu consegui trocar pra turma desses meus amigos, mas as coisas estavam diferentes. O grupo que conheci já não era o mesmo, quer dizer, a turma inteira era unida, mas uns formaram grupos fixos com outras pessoas. Eu comecei a andar com as meninas que fiz amizade no primeiro dia e tudo foi bem por um tempo, eu finalmente me senti incluída em algum grupo.
E então, seguindo o que eu tinha aprendido na primeira turma, eu comecei a fazer piadas racistas daquele tipo com uma das minhas amigas, que era preta. Infelizmente eu não me recordo ou tenho certeza das coisas que falei, mas aposto que ela não se esqueceu, porque feriu bastante ela. Pouco a pouco elas foram obviamente me excluindo, até chegar no estopim, que foram três tapinhas leves na bochecha dela — que na época eu vi como simples tapinhas, mas ela, obviamente, como uma sobrecarga de desrespeito. Depois disso as 3 pararam de falar comigo e fizeram um mini grupo no whatsapp com outros 2 garotos pra fazerem uma espécie de "linchamento verbal" comigo por isso — coisa que me deixou extremamente culpada e com uma sensação de "eu não merecia tudo isso" por não ter consciência da gravidade do que eu fiz na época, mas sim, eu mereci até mais.
Meses depois disso acontecer eu conheci minha melhor amiga, também preta. Eu contei essa história a ela na época com a visão deturpada de que eu não havia feito algo tão grave, como se eu fosse a vítima da exclusão, e ela sempre me apoiava e defendia desse tipo de coisa, porque não viu a história acontecendo.
Conforme fui ficando mais velha, fui entendendo melhor o que era racismo, a diferença nas vivências entre pessoas pretas e brancas e muita coisa no meu viés mudou. A partir daí eu fui notando que a menina que magoei não teve reações fortes demais, pelo contrário, eu que tinha agido de forma extremamente ofensiva.
Eu contei essa nova versão pra minha melhor amiga essa madrugada e acredito que ela ficou extremamente decepcionada comigo, porque eu não falei a história completa na época e ela me defendeu quando eu fui racista.
Agora me sinto mal por ambas. Depois dessa desconstrução que passei, eu gostaria muito de poder conversar com essa menina que fiz mal e pedir muitas desculpas por absolutamente tudo o que eu fiz, que lembro e não lembro de ter feito. Eu duvido que ela aceite sequer conversar comigo, que dirá me perdoar, e isso me desencoraja bastante — eu sei que preciso assumir meus erros, mas é muito difícil lidar com eles. É difícil ter uma culpa te corroendo dentro de você e não ter onde despejar ela, especialmente porque essa não é a única.
Acho que a visão da minha melhor amiga mudou sobre mim nessa noite — coisa que já aconteceu várias vezes na nossa amizade, porque eu também já fiz muito mal a ela — e isso me dá medo, porque a opinião dela é a mais importante pra mim. Eu me sinto péssima com isso, sequer consegui dormir essa noite pensando em como ela vai estar comigo amanhã.
Eu queria tanto poder consertar cada merda que fiz. Me sinto horrível.
submitted by rainyxgirl to desabafos [link] [comments]


2020.07.28 00:37 irmao_urso00 Eu ODEIO a biologia humana

Algumas pessoas têm tudo e outras pessoas passam por dificuldades crônicas só por nascerem de determinada maneira. E pra piorar, mesmo as que nascem sem problemas são escravas dos próprios instintos, o que muitas vezes deixa a pessoa deprimida mesmo tendo tudo o necessário para a felicidade. Eu explico:
Eu considero que tenha uma vida boa. Tenho aparência e altura mediana, não tenho um micropenis, não tenho algum retardo físico ou mental etc. No geral eu não tenho motivos para reclamar, e eu não reclamo.
No fim do ano passado, eu conheci uma menina quando tinha ido pra um bar com uns amigos meus. Ela era bem simpática e engraçada, e tinha deixado implícito que estava flertando comigo. A partir daí a gente começou a sair. Ela não era muito bonita, mas eu não me considero toda essa areia pra só sair com gente linda, então eu nem pensava muito sobre. Nas vezes que a gente saiu ela acabou me contando um pouco da vida dela, e como ela sofria zoações e comentários de mal gosto na época da escola (nós dois temos 21 anos) por conta da aparência e por ser mais gorda naquela época, apesar de atualmente ela ter um corpo bem bonito. Enfim, adolescentes podem ser muito maldosos. Fiquei com a maior pena, mas ela disse que hoje se aceita melhor e tal, o que é ótimo. Mesmo assim, ela gostava muito que eu elogiasse ela, mandava umas fotos dela fazendo qualquer coisa durante a semana e eu sempre respondia bem né, eu sempre tento levantar a moral das pessoas de quem eu gosto, principalmente em relacionamentos românticos.
O problema é que foi passando as semanas e eu tava percebendo que ela tava se tornando muito envolvida comigo, talvez quisesse alguma coisa mais séria. E isso é um problema, porque eu não me importo de elogiar meus amigos. Tem uns que parecem que foram atropelados por 5 carros e eu vou lá na foto deles e comento "Gostoso.", mas como existia um interesse romântico eu já tava me sentindo mal de comentar "uau que linda" sendo que, sinceramente, eu não achava isso. E todo mundo merece alguém que o/a considere bonito/a. Havia outras coisas que a gente não combinava e que me incomodavam, mas eu não posso negar que aparência era uma delas. Eu tentei me convencer do contrário por alguns dias. Antes que a situação piorasse e ela se apaixonasse ou sei lá, fui conversar com ela pra gente parar de sair. Ela aceitou de boa, me pediu uma longa explicação sobre o porque a gente não da certo e claro eu não citei esse motivo. No fim ela falou que entendia mas não estava "apaixonada" nem nada, e honestamente espero que seja o caso.
Agora, durante a quarentena, uma menina que eu nunca vi antes veio me chamar no Facebook, e perguntou se queria que eu fosse amigo dela (tenho que parabenizar a coragem de fazer isso, eu não faria). Ela até que era bastante parecida com a outra menina que eu tinha saído. Ou seja, era o mesmo problema DE NOVO. Dessa vez eu tentei realmente me convencer que eu achava ela bonita, ficava olhando as fotos dela esperando que eu fosse ver alguma coisa que mudasse minha opinião. Enfim ela falou um pouco da vida dela, era meio deprimida e atualmente não estudava nem trabalhava mas estava começando um estágio em algum lugar, e ela não parecia ter muitos interesses ou opiniões sobre nada, ficava pedindo desculpa várias vezes etc. Eu entendo, depressão faz isso com as pessoas. Mas eu não ia esperar ela se envolver antes de tomar alguma atitude, então resolvi deixar a conversa morrer depois de alguns dias.
E agora eu estou aqui, PUTO com a realidade porque é a segunda pessoa que eu rejeito por um motivo fútil, mas que não tem nada que eu possa fazer, porque eu não consigo escolher quem eu vou achar bonito ou feio. Se você está lendo isso pode ficar com a impressão que eu devo ter umas exigências irreais de aparência, mas a segunda menina também parece ter sofrido o mesmo que a primeira (até porque ela é de uma colônia alemã que as fotos de turma era umas gurias que se encaixavam em todos os padrões estéticos possíveis, e ela destoava infelizmente).
É isso, me sentindo uma pessoa horrível, sinto que eu cometi duas injustiças com meninas que não fizeram nada pra merecer a situação que elas têm, e em vez de ajudar eu fui lá e acrescentei mais uma experiência negativa. Como eu queria não me importar com aparência, eu não quero namorar essas meninas super-lindas-totalmente-padrão, mas ainda sim eu me importo, e isso é triste. Desculpa, ficou muito longo, obrigado por ler até aqui. Por favor me digam como vocês veem esse tipo de situação, preciso ouvir outras opiniões.
submitted by irmao_urso00 to desabafos [link] [comments]


2020.07.25 18:34 YatoToshiro Fate/Gensokyo #47 Archer of Red (Fate/Apocrypha)


Fate/Apocrypha - Fate/Grand Order
​O Nome Verdadeiro do Arqueiro é Atalanta, Uma caçadora famosa conhecida como Caçadora de Castas Que aparece na mitologia grega.
Ela é uma caçadora famosa por seus pés rápidos na lenda da Grécia Antiga. Ela se tornou famosa depois de ser a primeira a lançar uma flecha no Javali Calidoniano durante seu extermínio. Além disso, ela é incluída como membro dos argonautas, que reuniram bravos heróis de toda a Grécia. Ela tem o passado trágico de nascer como filha de um rei de um determinado país e ainda ser abandonada nas montanhas por seu pai.
Legend
Atalanta nasceu como filha do rei Iasus da Arcádia. No entanto, apesar de ter nascido e ser a princesa do paraíso natural, Atalanta acabou sendo abandonada nas florestas e nas montanhas imediatamente quando nasceu, quando foi evitada pelo pai - que desejava um filho. Mas ela sobreviveu graças à proteção divina de Artemis, uma deusa virgem que sentiu pena dela. Ártemis enviou e fez um urso fêmea, um animal sagrado da deusa, nutrir a menina dando leite e levantando-a. Em gratidão, Atalanta é um seguidor fervoroso de Ártemis.
Depois disso, depois de ter sido criada pela ursa enviada por Artemis, e mais tarde foi descoberta e adotada por caçadores que pisaram nas montanhas, Atalanta desenvolveu suas habilidades conspicuamente, talvez devido ao seu talento latente, e também se tornou uma caçadora. Ao atingir a idade adulta, Atalanta cresce e se torna uma caçadora excelente e inigualável, e ela realiza muitas aventuras.
Há três contos pelos quais Atalanta é famosa. O primeiro conto é sobre como ela foi escolhida, acompanha e participa como membro dos Argonautas liderados por Jason. Atalanta se orgulha de ser a mais rápida entre os humanos, e logo depois de se tornar uma das poucas tripulantes do Argo, ela conheceu o herói Meleager.
Meleager ficou encantado com Atalanta, e ele a convidou para o extermínio da Besta Mágica da Caledônia. O segundo conto é sobre o extermínio do Javali Calidoniano, onde Atalanta é mais conhecida por sua participação nesta caçada, mas isso resultou em uma tragédia logo após esse evento. Por uma questão de exterminar esta Besta Mágica que foi despachada por Artemis, que ficou com raiva de um rei que estava sendo negligente ao oferecer-lhe um sacrifício, Atalanta e os outros esgotaram seus esforços em uma tentativa desesperada de caçar o javali. No entanto, embora Meleager tenha perfurado o golpe final, ele entregou a conquista a Atalanta, que foi a primeira a acertar sua flecha no javali, sendo um ato de boa vontade para Atalanta, ou Meleager tendo pensado que isso é algo que deveria seja simplesmente seguido como um herói.
Em relação aos homens, eles demonstraram descontentamento em relação a isso, onde não podem crescer para serem simplesmente tolerantes e estavam dizendo que possuem habilidades maiores que Atalanta, que é mulher. Uma briga de repente ocorreu entre Meleager e seus parentes, e Meleager foi infligido por uma maldição mortal.
O terceiro conto é sobre a disputa pelo casamento de Atalanta. Após a caçada ao Javali Calidoniano, Atalanta retornou à sua terra natal, mas seu pai, que nunca teve um filho, ordenou que ela se casasse. uando os pretendentes começaram a se apressar para pegar sua mão, a problemática Atalanta decidiu transformá-la em uma competição de corrida de pés. Ao prometer um voto de virgindade à deusa, ela proclamou: "Só me casarei com alguém que possa me derrotar numa corrida de pés. Aqueles que perderem serão mortos". Ela rasgou um grande número de desafiantes. Embora Atalanta não perdesse para ninguém na corrida aos pés, ela caiu nos planos covardes de um homem que pediu emprestada a ajuda de uma deusa e acabou se casando sem força. Ela perdeu quando foi levada a pegar maçãs douradas irresistíveis jogadas na frente dela, e ela teve que quebrar seu voto. Posteriormente, foi dito que ela foi transformada em leão como punição, mas isso é incerto.
Em relação a Meleager, é incerto que tipo de sentimentos Atalanta abraçou por ele. No entanto, ela parecia ter visto o resultado de um homem que a amava ser arrastado para uma tragédia, enquanto, com relação à persuasão de seu pai em se casar, ela tentava escapar da demanda irracional que lhe era imposta, mas ela também não conseguia. No final, nenhum desses contos teve um final particularmente feliz para ela, e sua desconfiança em relação aos homens se tornou extremamente forte devido ao terceiro conto em particular também.
No que diz respeito a ela, Atalanta é uma existência que projetou seu eu anterior enquanto, simultaneamente, ela existe como um símbolo de pureza para as crianças. Embora ela tenha sido salva pelas mãos dos deuses, é quase além da redenção para o resto das crianças. Ela, que se materializou como serva, confia a salvação dos filhos ao Santo Graal. Todas as crianças do mundo todo. Essa missão não tem recompensa e, mesmo assim, mesmo sabendo que é um desafio difícil e quase impossível de realizar, ela perseguirá esse sonho por toda a eternidade.
Fate/Extra
Atalanta é brevemente mencionado em Fate/Extra como um Servo de passagem de um Mestre sem nome de Saber em uma conversa em Sala Privada. Ela elogia Atalanta como uma bela caçadora e um dos exemplos de um belo espírito heróico, ao contrário dos "feios", como piratas e ladrões. A menção não tem relação com o design dos apócrifos, e ela não faz uma aparição real.
A adaptação para mangá de Fate/Extra combina os dois aspectos, apresentando uma breve participação especial no design apócrifo de Atalanta. Saber e Atalanta lutam brevemente contra Lancer, onde Saber salva Atalanta do ataque de Lancer. Por fim, ela e seu Mestre perecem na Guerra do Santo Graal das Células da Lua.
Fate/Grand Order
Orleans: O Dragão Maligno Guerra dos Cem Anos
Atalanta, junto com outros Servos, é convocada por Jeanne Alter como Arqueira-Berserk.Para participar de sua destruição da França. Ela é encontrada por Ritsuka Fujimaru, Mash Kyrielight e seus aliados quando eles vão assaltar o palácio de Orleans. Depois de ser derrotada por eles, Atalanta aceita sua derrota, dizendo que a tarefa que lhe foi dada foi problemática e sem recompensa. Ela então diz ao grupo para derrubar Jeanne Alter. Ela tenta dizer algo sobre a próxima vez, mas desaparece antes que ela pudesse.
Okeanos: Os Quatro Mares Selados do Fim
Atalanta é um aliado da singularidade de Okeanos. Ela foi convocada junto com os outros argonautas: Jason, Heracles e Medea. No entanto, quando Jason quis procurar a Arca e sacrificar um deus, ela deixou o grupo. Ela finalmente encontra David e diz a ele o que Jason planeja fazer com a Arca. Depois de informá-lo disso, ela decide esperar com David até que os aliados cheguem à época.
Eles finalmente ouvem sobre Ritsuka e seus aliados procurando a Arca antes de Jason chegar a ela. Depois que Atalanta envia uma mensagem ao Golden Hind por flecha, David aguarda ansiosamente a chegada do navio, mas ela diz para ele se acalmar. Ela consegue desviar todos os flertes de David até Ritsuka e seus aliados chegarem. Ela vai conhecer o grupo onde se lembra de Ritsuka e Mash de Orleans, mas desta vez agradece por ser ela mesma. Após o choque de descobrir que Artemis é um romântico sem esperança, Atalanta leva o grupo pela ilha a conhecer David. Ela então fala de suas circunstâncias ao convocar e se aliar a David, explicando que nunca havia gostado de Jason na vida.
Mais tarde, Atalanta ajuda o grupo em seu plano de destruir Heracles, atraindo-o e fazendo-o tocar na Arca. Depois, ela e David se juntam ao grupo no Hind Dourado enquanto perseguem Jason. Depois que Caldéia recupera o Santo Graal de Medéia, Atalanta diz a Ritsuka e Mash que ela está feliz em ajudar neste momento antes de desaparecer com o colapso da Singularidade, embora ela se perguntasse como continuaria a oferecer sua oração a Artemis, agora que sua personalidade foi revelado.
Salomon: O Grande Templo do Tempo
Atalanta está entre os Servidores da Singularidade "Okeanos" para ajudar a Caldéia contra os Pilares dos Deuses Demônios. David flerta com Atalanta e a chama de Abishag.
Corrida de Verão Dead Heat! ~ Ishtar Taça de esperanças e sonhos
Atalanta é o líder de um grupo de bandidos que residem nos terrenos baldios. Ela se revela aos pilotos depois que eles derrotam alguns dos bandidos, referindo-se a eles como seus filhos. Ela explica que os pais são muito mais do que apenas genética e diferença de idade em resposta à confusão do grupo. Chamando o terreno baldio às planícies de Atalanta, ela diz aos corredores que suas estradas levam a onde ela e seus "filhos" plantaram maçãs-semente. Ela diz que eles são essenciais para o futuro de seus "filhos", então ela não pode permitir que eles sejam destruídos na corrida. Ela ignora a explicação de Helena Blavatsky de que as maçãs não podem crescer em um clima árido como o deserto. Ela então permite que os pilotos voltem ou encontrem outro caminho, caso contrário ela os matará. Eles a ignoram e continuam correndo, mas acionam as minas terrestres que ela plantou para proteger as maçãs das sementes. Atalanta declara que fará qualquer coisa, por mais desprezível que seja, para proteger seus "filhos". Ela então revela que comprou as minas terrestres de um demônio passageiro, garantido que elas trabalhariam nos servos. Quando Nitocris diz que as maçãs foram destruídas, considerando o tamanho das explosões das minas terrestres, Atalanta culpa os corredores pelo que aconteceu. Nitocris e Scheherazade tentam correr à frente, mas Atalanta os alcança facilmente a pé. Depois de ser derrotada por eles, ela diz que a fez para desempenhar seu papel. Ela admite que era um pouco demais esperar que eles acreditassem que uma gangue de bandidos eram seus filhos antes de desaparecer.
Fate/Apocrypha: Herança da Glória
Após a conclusão da Grande Guerra do Santo Graal, Darnic, ainda fundido com Vlad, permaneceu no Grande Graal. Ainda desejando adquirir o Graal, ele manifestou réplicas irracionais dos Servos participantes da guerra (exceto os Governantes) para lutar incessantemente em uma recriação da guerra dentro de uma recriação de Trifas. Eventualmente, Atalanta, Spartacus e Frankenstein atacam a Fortaleza Yggdmillenia, onde a festa de Ritsuka se baseia à noite. Eles derrotaram pelo grupo e desaparecem com a luz da manhã.
Devido à influência de Sieg, Atalanta, Spartacus e Frankenstein se manifestam na manhã seguinte. Aquiles pergunta a Atalanta se ela é a mesma que seu pai, Peleu, sempre falou. Ela percebe que ele é filho de Peleu, e lembra Peleu como o homem que ela jogou durante uma marcha de luta livre. Quíron entra na sala e pede ajuda para fazer armadilhas. Ele presume que ela seria mais adequada quando se trata de florestas. Atalanta aceita, mas ela se pergunta que dever, já que todos estão dentro do Graal. Quíron responde que é para proteger o Graal e diz que eles eram inimigos na realidade. Atalanta acha normal que os inimigos se tornem aliados; Aquiles diz que eles eram aliados como Servos de Vermelho. Ela está feliz por tê-lo como aliado, mas ressalta que o inimigo é instilado com a Divindade para negar sua imortalidade. Ela acha desagradável a perspectiva de potencialmente lutar contra si mesma mais tarde. Assim, ela pede a Aquiles para não arrastar "seu" corpo. Aquiles responde que ele não faria isso a menos que fosse um Berseker, ao qual Atalanta responde que ela estava brincando. Apesar de não ter nenhuma lembrança da Grande Guerra do Santo Graal, ela sente que ela e Aquiles tiveram muitas conversas. Aquiles responde que ele sempre quis conhecê-la desde que seu pai falou com carinho dela; Atalanta pede que ele pare de vergonha. Mais tarde, ela lança a catástrofe de Phoebus nas réplicas de Astolfo, Siegfried e Mordred atacando a fortaleza. A réplica Astolfo é capaz de evitá-la, no entanto, graças à capacidade de mudança de dimensão de Hippogriff. Então Atalanta decide que ela e Quíron continuarão atirando até que ele se materialize.
No dia seguinte, o grupo se une aos Astolfo, Siegfried e Mordred re-materializados. Durante uma reunião no jardim, é determinado que os Jardins Suspensos da Babilônia servem como base inimiga. Atalanta se pergunta se eles podem atacar os Jardins durante o dia em que Quíron diz que será defendido por doze Servos. Avicebron, no entanto, revela o golem que ele enviou para inspecioná-lo, conforme o pedido de Quíron, foi transportado para o exterior quando a noite chegou. Como não há alternativas, o grupo concorda com um ataque frontal. Enquanto os outros escolhem seus papéis para proteger Ritsuka e Sieg a caminho dos Jardins, Atalanta diz que ela apenas flecha quando perceber que Sieg sabe alguma coisa. Sieg lembra que ela usou um Noble Phantasm para voar durante a Grande Guerra do Santo Graal. Atalanta percebe que está falando sobre Agrius Metamorfose e lembra que é capaz de voar. Ela está convencida de que usou durante a Grande Guerra do Santo Graal e se pergunta se ela estava em uma situação tão desesperada para usá-lo. Ela decide usá-lo, mesmo que não seja para vôos prolongados. Ela diz a Spartacus que ele não pode se tornar um pássaro em uma única noite, quando diz que fará exatamente isso para chegar aos Jardins, dizendo que é ofensivo para os pássaros. Ela então sugere que ele use uma corda para subir ao jardim, o que ele aceita.
No dia seguinte ao ataque, o grupo come sanduíches de morango no jardim. Atalanta os acha doces e acredita que as crianças vão gostar. Ela irritantemente responde a Jack que o sangue e os morangos têm um gosto drasticamente diferente quando ela pergunta sobre isso. Quando Aquiles começa a exagerar as habilidades de Quíron, Atalanta pergunta se ele pode atirar a maçã em um magistrado do mal. Mais tarde naquela noite, o grupo começou a voar em direção aos Jardins. Atalanta encontra sua roupa enquanto Agrius Metamorphosis está ativo para ser um pouco arriscado, preferindo sua roupa regular. Ela decide lidar com isso de qualquer maneira, uma vez que lhe permite voar. Quando Quíron diz ao grupo para acreditar em sua própria sorte ao iniciar seu ataque, Atalanta interpreta mal quando ele diz a ela para desistir, já que sua sorte é muito baixa. O grupo finalmente descobriu a réplica dos Servos que os barravam e entrava nos Jardins. Eles derrotam Semiramis e Karna e os recrutam quando acordam na manhã seguinte. Eles são guiados por Semiramis para onde o inimigo reside, a câmara do Graal.
Na câmara do Graal, o grupo encontra Darnic, o cérebro por trás da Guerra do Grande Graal recriada. Sieg explica como Darnic se fundiu com seu Servo, a forma vampírica de Vlad através de um Feitiço de Comando, numa tentativa desesperada de retomar o Graal. Tornando-se um monstro além do de um vampiro, Darnic chegou perto de retomar o Graal até Shirou o destruir. Deveria ter terminado ali, já que um Servo deveria voltar para pura mana e retornar ao Grande Graal quando morressem. No entanto, isso nunca aconteceu porque Darnic era humano, e também porque Darnic prolongava a vida fundindo sua alma com a de uma criança. Como resultado desses fatores, Darnic não é um humano nem um Servo, ele é apenas um ser instintivamente buscando conceder seu desejo de adquirir o Graal. Sieg tenta convencê-lo a se render, dizendo que um Graal quebrado não pode alcançar a Raiz nem ativar a Terceira Magia. Darnic recusa e lembra ao grupo que ele já controla 87% do Graal. Ele declara que, enquanto ele possuir o Graal, nenhum grupo desaparecerá, mas eles desaparecerão quando ele se for. Ele então propõe usar o Graal para encarná-los, se eles concordarem em se juntar a ele. No entanto, todos eles recusam sua proposta por causa de seus próprios princípios como heróis. Atalanta diz a ele para obter sua própria vitória se não estiver satisfeito. Esperando que essa seja sua resposta, Darnic se conecta a uma réplica do Graal que emerge do Graal para o choque de Sieg. Ele então luta contra o grupo, fazendo com que a réplica do Graal gere continuamente réplicas de Servos. O grupo luta no começo, já que a réplica do Graal está usando suas afinidades de classe contra eles, então eles decidem fazer o mesmo. Atalanta questiona Mordred sobre a necessidade de orientação de Frankenstein, um Berserker. Mordred a chama de exibicionista em resposta, cujo choque faz com que Atalanta retorne ao seu eu original. Depois que a réplica do Graal é destruída, Darnic se recusa a desistir quando é atingido por Kazikli Bey do supostamente selado Vlad. Ao contrário dos outros, ele mantém suas memórias da Grande Guerra do Graal devido a Darnic se fundir com ele durante ela. Ele finalmente convence Darnic a aceitar que seu sonho quebrado nunca pode ser recuperado. Depois que Darnic e Vlad desapareceram, o grupo é teleportado de volta ao chão por Semiramis. Atalanta despediu-se dos outros, esperando vê-los novamente e desapareceu.
Interlude
Em seu primeiro interlúdio, Sorriso da Deusa, Atalanta viaja com Ritsuka e Mash para a ilha que eles conheceram durante a Singularidade de Okeanos para recuperar algo que ela deixou para trás. Lá, ela diz ao par que deixou uma estátua de Ártemis que ela fez à mão. Ela começa a liderá-los em direção a uma caverna do outro lado da floresta quando sente uma quimera. Depois de morto, o grupo entra na caverna. Atalanta diz a Ritsuka que um desejo egoísta do Graal não é exatamente o errado. Ela admite que também tem um desejo simples que sabe que nunca pode ser atendido, mas mesmo assim o persegue. Depois de matar mais monstesr, o grupo alcançou a estátua de Artemis. Atalanta expressa seu desdém geral por Orion quando Ritsuka sugere que ela faça uma estátua dele. Ela então pergunta a Mash se ela prefere se casar com Orion ou Jason, mas Mash não é capaz de responder como ela mesma. Artemis e Orion então chegam, e ela ataca o grupo pelo que Atalanta disse sobre Orion. Ela alerta Atlanta que não será mais abençoada por ela se vencer. Depois que ela é derrotada, Artemis e Orion vão embora. Atalanta então sugere que eles retornem à Caldéia com carne de Quimera ou pele de javali, mas Ritsuka silenciosamente rejeita os dois.
Em seu segundo interlúdio, London Child, Atalanta viaja para Londres com Ritsuka e Mash. Ela explica que ouviu Jack, o Estripador, manifestado lá. O grupo é então confrontado por Servos Sombrios. Depois de derrotá-los, eles finalmente encontram Jack. Atalanta diz a ela que nunca encontrará sua mãe, pois, mesmo que existisse, nunca a aceitaria como filha. Depois de derrotar Jack, ela confessa que queria salvá-la, apesar de estar sem dinheiro. Jack então desaparece e ela já foi salva. Atalanta adverte que Jack continuará se manifestando até que a história humana seja restaurada. Ela então afirma que seu desejo é salvar todas as crianças infelizes do mundo. Ritsuka acha que é um desejo difícil, ao qual Atalanta lhes agradece por não rirem dele. Ela percebe que é quase impossível, mas ainda quer persegui-lo.

Fate/strange Fake

Atalanta aparece brevemente quando Bazdilot Cordelion sonha com seu Servo, o passado do Arqueiro Verdadeiro. No sonho, quando o Argo navega pelo mar, Jason fala sobre seus objetivos para seu novo reino em Heracles, afirmando que ele se tornará o maior rei, que criará a melhor e mais justa nação, onde até alguém como Heracles pode viver sem se preocupar. . No fundo, as reações dos outros membros da equipe ao discurso de Jason foram variadas. Atalanta, descrita como uma arqueira com um ar bestial, olhou para Jason com suspeita. Quando Bazdilot conta seu sonho para True Archer, True Archer confirma que a mulher era Atalanta e que desdenhava Jason.
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.07.25 03:22 Ghostin_suggoi A xereta do whatsapp (n tenho criatividade para criar nomes, ent fiquem com isso)

Olá Luba, editores, gatas, papelões ainda vivos e turma que está a lever. Bem, la estava eu com meus 14 anos, havia me recém descoberto pansexual (apesar de atualmente ter muitas dúvidas sobre isso), estava lá na escola nova, estava conseguindo me entrosar com as outras pessoas. Nessa escola já havia pessoas da minha outra escola, consequentemente ja conhecia algumas pessoas. Dessas pessoas que já conhecia (vou chamá-lo de Richard) havia Richard. Richard já tinha estudado comigo por 2 anos e agora nessa escola nova, nunca parei para conversar com ele para se conhecermos mais a fundo. A escola tinha um "tema" de ensinar os alunos a serem "protagonista" e a direção tinha um projeto de colocar determinados alunos para supervisionar outros alunos no RECREIO (a escola era integral e tinha 3 recreios então provavelmente vou falar de mais um recreio). Somente os líderes e os vice (não sei se tem isso nas outras escolas, mas é tipo os representantes da turma) eram os supervisores, e adivinha? eu era vice e o Richard era líder, isso abriu várias possibilidades de conhecer melhor ele, o porque disso é bem simples. Além de passar 3 intervalos fazendo essa supervisão no recreio, nós tinhamos pequenas reuniões, onde na qual quando acabavam nós íamos mais cedo merendaalmoçar doq os outros alunos. Depois de um tempo, nós começamos a se conhecer melhor e eventualmente trocar o famoso zap zopti (???) um do outro. Conversa vem e conversa vai, (claro alguns dias se passaram) eu disse q qria conversar com ele, porém ele disse q estava mt ocupado e que qnd chegasse em casa dava certo. Ao chegar em casa a primeira coisa que eu fiz foi ir falar com ele para se declarar (nunca tive tantos problemas com isso), e eu disse que n qria somente amizade queria algo a mais, e por alguma sorte do destino ele disse q sentia a msm coisa por mim, enfim, comecei a namorar a escondido com ele, (dos meus pais) sempre foi uma coisa mt aberta com meus amigos e consequentemente acabou q nos primeiros dias de namoro, a escola toda ja sabia q eu namorava. Estava indo tudo muito bem, mas alegria de pobre dura pouco, e realmente dura mt pouco. Certo dia estava lá eu na escola tudo ocorrendo normal até eu chegar em casa. Quando chego, rolou o seguinte diálogo com meu pai (um homem estupidamente homofóbico, mas isso não vem o caso agora): - O que foi que aconteceu? - Nada? - Pq sua mãe ta la no quarto chorando? Eu tinha ficado em dúvida, até ir la no quarto da mesma. E vi uma das cenas mais traumatizantes que ja tinha acontecido na minha vida: Minha mãe chorando, com a camisa toda molhada de provavelmente lágrimas, e com os olhos inchados (oq provavelmente ela ja estava ali chorando por algum tempo). Eu estava por incrível que pareça muito calmo (até hoje não sei como) e calmamente perguntei - Mãe oq foi que aconteceu? Eu fiz essa pergunta por mais/menos umas 5 vezes, até ela fazer a simples pergunta: - Porquê? - Porque o que? (minha mãe me entrega o celular na conversa com Richard) Eu fiquei meio espantado, porém tentando manter a calma pelo seu belo histórico de pegar meu celular escondido para ler minhas conversas. - Então eu ja venho querendo falar isso com a senhora a algum tempo... Eu não sou hétero (tive que explicar para ela o q era ser hétero), mas pansexual (tmb tive q explicar para ela oq era). - Como você pode esconder isso de mim? Nós éramos tão próximos... Isso com certeza foi influencia dos seus amigos. (eu não queria prolongar muito pq ja sabia que ela não iria entender logo de começo) - Mãe, eu não me sinto confortável com a senhora falando dessa maneira... - POR QUE VOCÊ NÃO ME CONTOU? - Por causa disso mesmo, mas enfim, não estou entendendo o pq da senhora estar chorando desse jeito por uma coisa como essas, isso não é nada de errado (pra ela sim pq ela é típica mãe religiosa, e tudo que não seja de acordo com a bíblia está errado). Depois de um tempo eu disse que não queria q ela contasse para o meu pai, pelo motivo dele ser preconceituoso para caralho. Ela concordou, porém alguns dias depois ela disse ESCONDIDO de mim sobre a minha sexualidade, tipo, vcs podem até estar achando errado eu pedir para esconder isso do meu pai, mas vcs não sabe o quanto ele ja me criticou por isso. Quando cheguei em casa ele ja estava com raiva e me perguntou (gritando pq ele não sabe falar baixo) - NÃO TINHA MULHER PRA BEIJAR NÃO NAQUELE BANDO DE VAGABUNDOS DA SUA ESCOLA? Eu simplesmente não respondi pq não adiantaria, ele tem 67 anos, logo tudo que eu falasse ia ser totalmente anulado. Bem, até hoje (isso tudo aconteceu antes da pandemia, no início do ano), não tocamos muito nesse assunto e o meu pai somente caga pelo fato de mim beijar homens. Então lubixco (provavelmente ele n vai ler isso, mas não vale nada sonhar kkk), e pessoas que leram até aqui essa foi minha história. Tenho somente uma dúvida (tanto para o luba e tanto para quem está lendo): É capaz de uma pessoa parar de se atrair por um sexo e começar a se atrair por outro? Eu estou nisso ja faz um tempo e não sei o pq. Até 2 anos atrás gostava de uma menina, q eu gostava mt e ela n sentia nd por mim. Atualmente não consigo sentir nd pelo meu sexo oposto, agradeceria mt se algm pudesse me explicar ou dizer se passa por algo parecido. Então é isso bye.
submitted by Ghostin_suggoi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.17 02:21 Marack_ TUDO FOI FEITO PELO SOL (Conto)

O escritor despertou com lágrimas nos olhos. Qual teria sido o pesadelo a lhe perturbar? Tentou recordar por alguns segundos enquanto se revirava na cama, mas não tardou a desistir. Jamais lembraria. A sensação de acordar com esse nó na garganta era tão recorrente, porém a reminiscência dos sonhos ruins sempre lhe escapava a consciência. Tinha a intuição que revisitava o mesmo pesadelo todas as noites, mas não conseguia evocar na memória seus flagelos oníricos. Apesar da curiosidade, no fundo achava melhor assim. Que bem lhe faria recordar o amargor na alma? De apavorante, já basta a realidade – pensou, sentindo-se ridículo pelo clichê. Enxugou o rosto no lençol, inspirando profundamente na expectativa dos pulmões se impregnarem de coragem enquanto levantava da cama com a visão ainda embaciada pelo torpor do despertar. Assim que dera o primeiro passo a caminho do banheiro, enroscou o pé em um par de chinelos ali estrategicamente colocados pelo azar, ocasionando um torcilhão no tornozelo que lhe obrigou a acostar uma das mãos no peitoril da janela afim de evitar o nariz quebrado. A outra, aspirando equilíbrio, se agarrou ao blecaute das cortinas – outrora alvas, agora amareladas – permitindo o adentrar de uma faixa de luz externa pelo vidro exposto, o que inundou de vida a imundice de semanas sem limpeza do seu pequeno apartamento. De imediato – tal qual um reflexo reptiliano – sentiu aquele calafrio convulso subindo-lhe a espinha dorsal com a invasão indesejada. Bloqueou como pôde o facho de sol, desabando sobre o assoalho de madeira com a sensação de que o brilho celeste havia sugado dele qualquer resquício de energia. Sempre o tremor incontrolável contiguamente seguido de um aplastamento mental que a inconveniente recordação causava em seu âmago. Há quanto tempo atrás o medo – esse ditador interno inflexível, tomara conta de seu corpo pachorrento? Oito meses? Nove? Dez anos? Apesar da vividez das minudências em sua memória, tinha vaga lembrança da cronologia do passado após o incidente. Tudo parecia-lhe muito nebuloso nesse aspecto, embaralhado como se os dias fossem cartas desordenadas em uma trapaça do jogo da vida. Se falassem para ele que ocorreu há mais de década, faria mesmo sentido quanto contarem que tudo se passara ontem. Além do que, nessa altura pouco importava, a única convicção do escritor era que o trauma aparentava tão enraizado em seu cerne que duraria o resto de sua fugaz existência, tendo o culpado por seu destino já condenado sem direito à apelação: era Hélio, o deus do sol. O problema da sentença é quem cumpria a pena – encarcerado em um apartamento – era ele.
Ainda prostrado no chão, apertando o tornozelo na tentativa de serenar a algia, tendo o dorso apoiado na parede e o crânio pressionado com raiva contra a cortina – como se fosse plausível aplicá-la uma penitência por não ter violado a lei da ação e reação, permitindo a passagem da luz solar – reviveu em recordação o exato recorte em que sua vida seria marcada pelo pavor.

Era solstício de verão segundo a capa do periódico que folheava aquela manhã enquanto bebericava sua xícara de café, hábito que adquiriu desde que mudara para a cidade. Pra ele, o dia só desenrolava depois que virasse a página derradeira do jornal, geralmente coincidindo com o último gole – nessa altura já frio – da bebida matinal. Na reportagem sobre o solstício constava que a Terra, com seu hemisfério sul inclinado em direção ao sol, seria palco do dia mais longo do ano. Esse fato fez o escritor abrir um largo sorriso, feliz pela possibilidade de gastar mais tempo no parque escrevendo antes da lua encerrar o expediente e assumir o papel de protagonista do firmamento.
Abriu a janela para fumar um cigarro – costume recém incorporado ao seu ritual matutino – constatando que realmente era uma manhã demasiada cálida e abafada. O calor não era inquilino comum na região, surpreendendo-o com aquela sauna a céu aberto. Pitou o cigarro até a metade, apagando a brasa no fundo da xícara de café que estava na pia, jogou na mochila o que precisava para escrever e desceu as escadas a passos largos rumo a seu local de inspiração.
Chegando no parque esbaforido pela caminhada, tomou a iniciativa de comprar uma garrafa de água do único ambulante que encontrara sob aquele sol, percebendo que nem a caixa térmica do vendedor conseguia manter a temperatura agradável. – Que calor infernal! – Vociferou o sujeito, assustando o escritor – Parece castigo de Deus!
Pagou o homem e foi em busca de um lugar tranquilo para sentar. Ao se acomodar, apercebeu que não avistara uma única nuvem sequer no céu. O resultado do mormaço implacável era que haviam somente alguns poucos aventureiros no gramado do parque, malgrado esses que lá ainda permaneciam já darem sinais que não tardariam a serem vencidos pelo astro rei. Ele – apesar do suor descendo pelas têmporas, pingando na camisa de linho bege – começava a achar aquele calor propício o suficiente para tirá-lo da inércia criativa e forçá-lo a se concentrar no capítulo final da história que estava escrevendo. Talvez fosse isso que precisava pra sua imaginação aflorar, um delírio causado pelo sol – pensou e sorriu com a imagem que formara na mente enquanto enxugava a transpiração na testa. Essa saga se arrastava por semanas, já havia escrito inúmeros desfechos pro livro, nenhum lhe agradava a ponto de ser coroado. Lembrava que na semana que começou a redigir a trama, rabiscou o arremate perfeito em um dos cadernos de bolso que usava sempre para registrar suas divagações, porém no desenrolar dos capítulos deduziu que sua conclusão careceria pequenos ajustes. Quando enfim chegou o momento de botar o epílogo no papel, releu o rabisco anotado e pareceu-lhe exageradamente piegas. A trama havia tomado outro rumo, não poderia terminar a história com tal desenredo, mas de que maneira concluiria? Tentou diversas proposições, os dias foram passando, nada parecia estar à altura dos capítulos pregressos, até que... Será? Uma centelha de inspiração brilhou durante um dos sonhos naquela noite. Acordara extasiado e lá estava ele no parque cercado de seus cadernos, jurando para si que só regressaria para o apartamento com o ponto final que encerraria o hiato criativo.
Lá pelas tantas, debruçado na grama e em pensamentos, já vislumbrando o êxito enquanto batia intrepidamente nas teclas que davam formas terminativas a sua obra, lhe ocorreu a sensação que o sol parecia estático no céu. Estava ali há quanto tempo? Pelo julgar de sua lembrança, no mínimo quatro horas desde que começou a escrever, o suficiente para o calor dar uma trégua, porém a impressão era que ao invés de esmaecer, a temperatura parecia intensificar. Quando constatou isso, sentiu sede. Abriu a garrafa de água, tomou o primeiro gole, cuspindo o resto que ficara na boca. O líquido estava a ponto de virar gasoso de tão férvido. Despejou o que sobrou na garrafa em sua mão e levou à nuca. Sentia seu pescoço ardendo em brasa, quem sabe a água, ainda que quente, ajudasse a aplacar o calor. Fitou o antebraço com olhar de espanto. Seriam bolhas de queimadura na sua pele? Piscou, mantendo as pálpebras cerradas por alguns instantes. Ao abrir, haviam sumido. Estava delirando? Muito sol na fronte? Obviamente não se sentia bem. Uma ânsia subiu pela sua garganta. Olhou para cima, como se negociasse um armistício com a estrela, porém a única coisa que ganhou com essa súplica fora um raio de sol lhe cegando integralmente a vista. Ao virar a cabeça na tentativa de escapar da claridade ofuscante, foi cúmplice da cena que ficaria cravada nas entranhas e ranhuras do seu cérebro.
A tragédia durou uma fração de segundos, mas para o escritor, o tempo – como já havia lido que ocorria em momentos assim – desacelerou, passando em câmera lenta, quadro por quadro, eternidade comprimida em um instante. Sua visão ainda debilitada pelo clarão estreitou sobre um homem que, cambaleante, dava sinais de estar prestes à desmaiar. Percebeu o contorno da faca na mão do sujeito. O aço da lâmina refletindo o brilho solar enquanto o indivíduo – esvaído de consciência, desfalecia. Caiu com a faca atravessada em seu peito. O sangue tingindo de vermelho a toalha xadrez sob a cesta de piquenine enquanto uma criança que estivera sentada ali todo o tempo soltava um grito choroso que ecoaria perpetuamente pelo silêncio do seu apartamento.
No periódico do dia seguinte deixado sobre o capacho da porta do escritor constava na matéria de capa que, segundo o plantonista presente no local, o falecido sentiu uma síncope devido à insolação, ocasionando o trágico acidente. Na notícia detalhava também a informação que pai e filha estavam comemorando o aniversário atrasado de oito anos da menina. Na última linha citava ainda um cidadão que presenciando o infortúnio, precisou ser internado para observação, pois – atônito – repetia copiosamente que a culpa era do sol.

O escritor enfim levantou-se do chão, percebendo o molde que os pés deixaram na poeira do assoalho. Ficara tempo demais chafurdando as memórias do trauma, o suficiente para embotar a sua constante frágil disposição de seguir com o dia. Sentiu que a manhã passava de maneira arrastada. Observou também que sua existência – assim como a manhã, estava se arrastando. Não via mais razão para continuar seguindo nesse plano. A impressão que tinha é que aquele incidente abriu a fechadura de uma caixa de pandora, liberando inúmeros demônios que estavam espreitando em seu subconsciente. Buscou ajuda médica, tentou diversos medicamentos – legais e ilegais; frequentara várias terapias – baseadas em evidências e alternativas, mas nada parecia surtir efeito duradouro. Algumas tentativas até causavam uma leve melhora no início, mas não tardava a voltar para o fundo do limbo de onde parecia tropegamente estar saindo.
Ligou a televisão procurando uma distração para acelerar a passagem do dia, trocando os canais sem conseguir focar sua atenção em nenhum. Havia perdido essa capacidade também. Foco era um conceito distante, meramente teórico. Mediar a briga entre seu id e superego lhe esgotava o vigor, não restando forças para se concentrar em qualquer outra atividade. A vida agora se resumia em projetos inacabados. Prova cabal disso era seu livro inconcluso empoeirando em alguma gaveta, pendendo ainda um final. Nunca mais fora capaz de escrever de maneira consistente. Nos momentos de rara inspiração, tentava algumas linhas tortas aqui, outros parágrafos desconexos ali, nada que conseguisse dar continuidade. O destino final dessas folhas sempre era o lixo. Dessa maneira o desfecho para sua obra nunca pareceu tão distante.
Deixou a tevê ligada em um documentário monótono aonde o narrador com a voz arrastada divagava sobre a formação dos planetas e foi pra cozinha requentar o resto do almoço que sobrara de ontem, uma gororoba de tudo que havia encontrado na geladeira. Satisfeito, largou o prato sujo na mesa, serviu-se de uma taça de vinho e deitou no sofá para ler. Dormiu na segunda página.

Durante o sono, notou a presença de outro alguém em seu apartamento. A sombra no canto da sala se assemelhava a silhueta de um homem franzino, lembrando seu pai há muitos anos falecido, mas estava absconso demais para ter certeza. – Quem está aí? – sussurrou apavorado com aquela intromissão a sua rotineira solidão – Me deixe em paz, figura inoportuna. Apesar da tragédia em que me encontro, não sou Hamlet para desejar visitas paternas do além.
O contorno – desacatando sua ordem – foi aos poucos tomando forma enquanto se aproximava, até que ficara nítido o suficiente para ser reconhecido. Como se tivesse frente à um espelho, o escritor se viu prostrado diante de si. Estava em mais um de seus pesadelos. Lúcido da situação que se desenrolava, procurou despertar, mas o esforço foi em vão.
– Eu sou você. – Proferiu sua persona onírica – Nossa única distinção é que venho despido dos medos e traumas que te consomem. Esses demônios já domaram suficiente seu espírito, lhe privando o viver! Após incontáveis sonhos hostis, hoje você encontrará a redenção. Quando despertar desse sono, terá superado para sempre suas inúmeras psicoses arraigadas!
Imediatamente após escutar a sentença, como se nela constasse as palavras que vocalizadas fossem capazes de evocar uma metamorfose, o escritor experienciou-se trocando de matéria com seu clone morfeico, se sentindo totalmente liberto das agruras que lhe aprisionavam. Após cumprida a profecia, seu antigo eu expirou vanescendo no ar, deixando ele absorto com a experiência quimérica.
Querendo pôr à prova sua cura, abriu a porta do apartamento e partiu em disparada para o parque em que tudo ocorrera. A esfera celeste brilhava pujante no horizonte, cintilando sobre as pessoas dispersas no gramado. Estava são novamente. Ao invés de tremores, sentiu-se revigorado com a luz iluminando o mundo. Tudo parecia imbuído de energia. Viu a vida seguindo seu fluxo e o sol tendo papel crucial na ordem cósmica. Lembrou de imediato do documentário na televisão aquela manhã que falava sobre como os elementos químicos naturais eram forjados no núcleo das estrelas, e assim aparentou ter um instante epifânico aonde compreendia a origem do universo em que estava inserido, clareando na consciência a inspiração para o final do seu livro. – Eureca! É isso! O desfecho transcendente que tanto perscrutei nessa peregrinação pelos confins da minha alma! – Chorou, e ao sentir o sal da primeira gota escorrendo pelos lábios, acordou.
O escritor despertou com lágrimas nos olhos. Qual teria sido o pesadelo a lhe perturbar?
submitted by Marack_ to rapidinhapoetica [link] [comments]


2020.07.16 16:29 fobygrassman ESPOSAS INSATISFEITAS SÃO MELHORES QUE GAROTAS DE PROGRAMA

ESPOSAS INSATISFEITAS SÃO MELHORES QUE GAROTAS DE PROGRAMA
Esposas infiéis são mais duradouras, limpas e autênticas do que garotas de programa
Esqueça garotas de programa transando nunca foi tão fácil! De uma dona de casa traidora real.
As mulheres casadas NÃO estão procurando relacionamentos, elas já estão nelas, estão procurando parceiros discretos e divertidos para reacender e explorar sua sexualidade.
As garotas de programa estão sempre procurando extrair mais dinheiro de você. Você nunca sabe com quem eles acabaram de fazer sexo e isso torna impossível também fazer sexo apaixonado com eles.
Quantas vezes você ficou com tesão e decidiu pedir uma garota de programa? Então, depois de ter um encontro decepcionante, lamento totalmente gastar tanto em ganhar pouco!
Sempre que você liga para uma garota de programa, está jogando. Jogando com sua saúde e com sua experiência.
Ela será parecida com as fotos dela?
A mesma garota das fotos vai aparecer?
Ela será anti-higiênica?
Ela será hostil?
Ela vai tratá-lo com um mau atendimento ao cliente?
Eu sei o que você está pensando,Eu sei o que você está pensando,
MAS AS MENINAS DE CHAMADA SÃO MUITO MAIS SIMPLES!
Não é verdade!
Sim, uma garota de programa fica a apenas uma ligação, mas toda vez que você a vê, paga. Você paga com dinheiro suado. Pense em quanto tempo você precisa trabalhar para pagar por uma garota de programa.
10 horas?
20 horas?
Portanto, nenhuma garota de programa não está a um telefonema de distância, elas têm +10 horas de trabalho E uma ligação de distância.
Além disso, as garotas de programa não se importam com você ou precisam de você.
Depois de conhecer uma esposa realmente insatisfeita e dar a ela a atenção que lhe falta, você experimentará a diferença entre uma garota de programa e uma mulher de verdade.
Esposas insatisfeitas são gratas por encontrar um homem que possa agradá-las!
As esposas infiéis têm todos os benefícios e nenhum dos problemas das garotas de programa:
Conhecer as preferências sexuais do seu parceiro = melhores experiências sexuais
O envio de mensagens maliciosas acelera sua semana de trabalho;)
Verdadeira paixão e emoção de ambos os parceiros!
Limpo, Seguro e Legal.
Não constantemente tentando manipular você.
A verdade é que as mulheres ficam excitadas quando estão se escondendo e tendo encontros secretos. Esposas insatisfeitas querem ser suas garotas de programa pessoais, mas elas precisam de um pouco de incentivo e você precisa incentivá-las de uma maneira elegante e elegante.
Você não pode tratar mal as esposas infiéis da maneira que pode com uma garota de programa, mas elas também não o tratam mal como uma garota de programa. Eles não vão contar o relógio quando estão com você.
Se você acha que encontrar uma mulher casada sozinha é ainda mais difícil, pense novamente.
Você não pode ser um idiota e acha que atrairá uma mulher casada para ser sua garota de programa pessoal.
De fato, existem dicas e truques para encontrar um o mais facilmente possível aqui >>
Siga estas etapas simples e você encontrará uma esposa insatisfeita e fará dela sua garota de programa pessoal em menos de uma semana.
VOCÊ PRECISA SE INSCREVER NO ASHLEY MADISON SE QUER ENCONTRAR MULHERES INFELIDAS
E lembre-se de que você pode repetir essas etapas e encontrar uma nova esposa traidora sempre que quiser!
  1. Tire uma boa foto de si mesmo. Não precisa incluir seu rosto, pode ser discreto. Muitos perfis em ashley madison não têm fotos de rosto públicas (geralmente em sua galeria de fotos particular). Esta imagem pode ser do seu corpo ou você de fato bem ajustado (sem o rosto).
  2. Escolha um nome de usuário atraente! Esta é a primeira coisa que as mulheres veem depois da sua foto. Escolha algo descritivo ou divertido.
  3. Destaque sua necessidade de discrição. Isso aliviará as preocupações das mulheres sobre sua própria discrição.
  4. Crie uma mensagem de introdução bem pensada que você possa enviar para muitas mulheres.
  5. Torne sua galeria privada irresistível. É aqui que você inclui suas melhores fotos.
  6. Configure uma data discreta!
Traindo esposas vs garotas de programa Todos nós procuramos garotas de programa no google. Mas existe uma enorme lacuna entre ponderar e pesquisar na web a sua garota de programa mais próxima. Existem vários, mas eles são extremamente estigmatizados - por razões óbvias. Garotas de programa não são para todos, mas o sexo certamente é. Por isso, seria melhor encontrar uma alternativa para garotas de programa. Criamos um substituto para as garotas de programa, para aquelas que estão interessadas em saber como a alternativa funciona. Espero que minha experiência e discernimento possam lhe dar uma ou duas coisas para questionar, e talvez até abrir você para garotas dispostas a dormir com você gratuitamente! Por que você deve procurar alternativas para escoltar serviços? Se você ouvir alguém se gabar de uma escolta, precisará sentar esse homem e ter um momento de clareza. Mas deixe esse argumento de lado, posso escrever um romance inteiro para você. Deixe-me começar com algumas dicas. As acompanhantes são desassociadas Não é incomum pagar por sexo, mas é ilegal na maioria dos países e ajuda uma indústria bastante cruel a tirar vantagem de membros da sociedade desprovidos de frustração. Acompanhantes NÃO GOSTAM DE VOCÊ Este é o meu argumento número um por não dormir com acompanhantes. Eles não teriam dormido com você se você não pagasse. Eles não gostam necessariamente do sexo ou querem vê-lo ligado. Geralmente é por isso que gosto de sexo - porque me excita vê-la gostosa e gostosa quando ela olha para mim. Acompanhantes não são higiênicos Os acompanhantes dormiram com toneladas de homens. Pense em quantos homens a garota de programa que você está vendo dormiu naquele DIA! Se você vir uma garota de programa ou uma acompanhante às 20h, provavelmente já dormiu com pelo menos dois homens antes daquele dia. Imagens falsas As acompanhantes raramente aparecem em suas fotos. Você tem sorte se a mesma mulher aparecer. Você pode dizer que isso também pode acontecer em um site de namoro ou em uma sala de bate-papo para adultos, mas eu diria que a probabilidade de ser "pescada" por uma mulher em um site de namoro é menor do que por uma garota de programa. A maioria das acompanhantes encontra-se com suas imagens. Com segurança Eles afirmam ser seguros e testados todos os dias, mas você nunca pode ter certeza. Isso significa que qualquer homem que não seja estúpido usará camisinha 100% das vezes que dorme com uma garota de programa ... e todos sabemos que preservativos não são divertidos.
submitted by fobygrassman to garotas_de_programa [link] [comments]


2020.07.08 19:34 YatoToshiro ​Fate/Gensokyo #15 Waver Velvet



Fate/Zero - Fate/Grand Order - Lord El-Melloi II Sei no Jikenbo
Fate Grand Order Waver Velver (Caster) O nome verdadeiro de Caster é Zhuge Kongming, também conhecido como Zhuge Liang, era um político de destaque na era dos Três Reinos da China. Ele era amplamente conhecido como estrategista militar; foi relatado que era principalmente devido a suas habilidades que o estado mais fraco e menor de Shu foi capaz de resistir ao exército Wei muito maior por um bom tempo. Na morte, Kongming ainda venceu Zhongda.
Devido às "circunstâncias extremamente peculiares" das Grandes Ordens, Lorde El-Melloi II foi forçado a se tornar um receptáculo de seu espírito para facilitar uma convocação bem-sucedida. O próprio Senhor El-Melloi II não possui os meios ou a história para se tornar um Espírito Heróico. No processo, o Mestre Estrategista analisou quem seria o melhor responsável. Kongming julgou que não havia necessidade de se colocar em primeiro plano, já que ele já tinha um agente competente, então o papel coube a Lord El-Melloi II, que já estava familiarizado com a era moderna. ___________________________________________________________________________________________________________ Outras Curiosidades Lord El Melloi II Waver sobrevive à Quarta Guerra do Santo Graal e se torna Lord El-Melloi II.
Antes dos eventos do caso da Separação do Castelo de Adra, Lord El-Melloi II encontra Gray e a leva como sua aprendiz.
Fate/Stay Night
Embora Lord El-Melloi II não apareça em Stay Night, ele é notado por ter um grande impacto dez anos após o final da Quinta Guerra do Santo Graal. Ele chega em Fuyuki e, junto com Rin como chefe do clã Tohsaka, decide desmontar completamente o Grande Graal. Eles são contra os membros da Associação dos Magos que desejam recuperá-lo, levando a um grande tumulto da mesma magnitude que a Guerra do Graal. Seu lado finalmente é vitorioso, e o Grande Graal é completamente desmantelado, marcando a conclusão das Guerras do Santo Graal de Fuyuki.
Na adaptação de Ufotable do cenário Unlimited Blade Works, Lord El-Melloi II é visto conversando com Shirou Emiya no epílogo. Lord El-Melloi II questiona por que Shirou foi à Torre do Relógio para estudar magecraft. Shirou respondeu que aprendeu muitas coisas enquanto freqüentava a Torre do Relógio e quer dedicar sua vida a se tornar um Herói da Justiça. El-Melloi II rejeita essa noção como idiota, mas não sem mérito, passando a observar que o sonho de Shirou é muito grande para a Torre do Relógio conter
Fate/Apocrypha O mundo de Apocrypha não teve uma Quarta Guerra do Santo Graal em Fuyuki, então Waver havia participado de uma guerra de subespécies do Santo Graal em todo o mundo, com Rider como seu servo, contra Kayneth. Ele ganhou o título de Lord El-Melloi II da mesma maneira.
Lord El-Melloi II, juntamente com Rocco Belfaban e Bram Nuada-Re Sophia-Ri discutiram sobre a recente operação fracassada contra a Yggdmillennia em Trifas. Com os Yggdmillennia anunciando que eles possuíam o Grande Graal, a Associação dos Magos respondeu e enviou cinquenta magos especializados 'caçadores'. No entanto, tudo foi arruinado por Lancer of Black, que aniquilou quarenta e nove magos. Com o último mago, ajustou o Grande Graal para convocar Servos adicionais. Quando Rocco pediu a opinião de Lord El-Melloi II, ele sugeriu alterar a abordagem deles para um contra-ataque. Lord El-Melloi II acredita que a vitória pode ser bem-sucedida se eles reunirem sete Mestres. El-Melloi II sugeriu a contratação de profissionais de fora e a Torre do Relógio deve fornecer pelo menos um ou dois magos, pois a Guerra do Santo Graal está em uma escala totalmente diferente. Os três homens são as pessoas que supervisionam a seleção de Mestres para a Grande Guerra do Santo Graal. Ele é encarregado de recrutar talentos freelancers em potencial na Belfaban.
Lord El-Melloi II, Rocco e Bram discutem sobre a situação da Grande Guerra do Santo Graal. Eles não ouviram falar da facção Vermelha, acreditavam que Shirou Kotomine, da igreja sagrada, matou cinco mestres da Associação e ele roubou o Grande Graal. Eles tomaram uma decisão, a Associação de Magos permanecerá como espectadora e observará o resultado. Lord El-Melloi II retorna ao seu escritório e ele retira o catalisador de Iskandar, relembrando seu vínculo com Iskandar. Enquanto isso, Reines El-Melloi Archisorte já estava na sala sentado na cadeira e tomando uma xícara de chá casualmente. Flat Escardos estava escutando toda a conversa deixando El-Melloi II pálido. Ele pune Flat, dando-lhe mais lição de casa.
Após a Grande Guerra do Santo Graal, Caules Forvedge Yggdmillennia freqüenta as aulas na Torre do Relógio. No entanto, um dia, Caules mudou de classe com uma única frase de Lord El-Melloi II, que lhe disse: "Por que você está estudando esse tipo de magia que não combina com você? Seu talento é muito mais adequado a isso, você sabe? ", e antes que ele percebesse, ele estava cercado por colegas de classe que eram perigosos em termos de talento e personalidade.
Fate/Accel Zero Order Lord El-Melloi II foi ferido por Lancelot e Zouken Matou. Waver, Ritsuka e Irisviel se retiraram para as cavernas menores e verificaram a condição de Lord El-Melloi II. Lorde El-Melloi II ficou gravemente ferido e passou o poder do Zhuge Kongming para Waver. Zhuge Kongming considerou Waver digno e Waver se torna um pseudo-servo
Fate/Stranger Fake Lord El-Melloi II decide jogar o videogame Night Wars do Império Britânico, acreditando erroneamente que foi um jogo sobre cavaleiros. Ele ainda joga e anota seus pensamentos sobre o jogo, como de costume. Isso o leva a uma chance de ganhar uma réplica da faca Jack the Ripper com uma bainha, mas o brinquedo trivial é rapidamente perdido de sua mente. Mais tarde, ele ganha o prêmio e, como muitas das outras mercadorias que ganha inadvertidamente, ele é enviado à Torre do Relógio com vários outros pacotes.
Mais tarde, ele é o primeiro a notar a estranheza que ocorre nos Estados Unidos devido a irregularidades nas linhas ley e através de informações vazadas por Faldeus. Ele o conecta ao acontecimento de outra Guerra do Santo Graal, resultando em Rohngall e Faldeus sendo enviados para investigar. Depois que um de seus alunos mais problemáticos, Flat Escardos, escuta o resultado da investigação, Flat pede que ele o ajude a participar. El-Melloi agarra furiosamente o rosto do aluno com raiva, mas ele fica rapidamente chocado em silêncio pelo método que costumava escutar. Embora Flat seja um prodígio, ele não possui inteligência para utilizar adequadamente seus talentos e, embora as habilidades de ensino de El-Melloi lhe permitissem avançar mais do que qualquer outro, ele ainda não conseguiu se formar. Isso deixou El-Melloi com sentimentos confusos em não deixá-lo partir, embora ele normalmente odeie deixar estudantes despreparados para o mundo.
Ele tenta fazer com que Flat entenda a verdadeira natureza da guerra, ultrapassando sua raiva e alcançando uma forma de iluminação ascética. Ele tenta argumentar que Flat não é adequado para a batalha, mas suas palavras não fazem nada para assustá-lo. Ele é incapaz de usar a lógica com Flat e eventualmente o nega, embora a idéia de Flat de fazer amizade com os outros Servos o lembre de Rider. Ele começa a pensar em emprestar o fragmento da capa de Rider, caso Flat retorne novamente, mas o erro de Flat com a faca de brinquedo Jack, o Estripador, sem se lembrar dela ou verificando sua importância, faz com que ele pense que Flat desistiu de participar. Isso faz com que ele escolha dar a ele e reforçar seu mal-entendido. Ele retorna ao seu quarto, relembra a capa de Rider e acredita que a situação com Flat será resolvida.
De volta a Londres, Rohngall e seu aluno não identificado decidiram se encontrar com Lord El-Melloi II e pedir sua opinião sobre a Guerra do Falso Santo Graal. Lord El-Melloi II continua sua aula. Quando Lord El-Melloi II descobre com Rohngall que um aluno dele, que Lord El-Melloi II inicialmente acreditava ser Flat Escardos, estava participando da Guerra do Falso Santo Graal, Lord El-Melloi II entrou em colapso na plataforma de palestras. Gray o leva para a enfermaria.
Em sua segunda reunião com Rohngall, Lord El-Melloi II percebeu que havia chegado à conclusão errada quando Rohngall mencionou que um de seus alunos foi para a América, que o senhor inicialmente acreditava que Rohngall estava se referindo a Flat, mas depois descobriu-se que Rohngall estava se referindo a Ayaka Sajyou. Isso mais tarde fez com que um intrigado lorde El-Melloi II chamasse o verdadeiro Ayaka, que ele descobriu que estava na Romênia. Depois de confirmar a localização real de seu aluno, Lord El-Melloi II começa a refletir sobre a aparência que existe nos Estados Unidos.
Fate/kaleid liner PRISMA ☆ ILLYA Lord El-Melloi II é o tutor de Rin e Luvia em Fate / kaleid liner PRISMA ☆ ILLYA, ele estava relatando a situação a Kischur Zelretch Schweinorg. Ele ficou com raiva quando descobriu que o dano estimado era de 2 milhões de libras. Ele é notado como perturbado ao lidar com suas violentas discussões até que Kischur interveio. Ele e Kischur ordenam que Rin e Luvia recuperem os cartões de classe da cidade de Fuyuki.
Quando Rin e Luvia coletaram com sucesso todos os cartões de aula, Rin entrou em contato com El-Melloi II e Kischur em Londres. Eles elogiam seus esforços em coletar as cartas e a estabilidade das linhas ley de Fuyuki. No entanto, eles ordenaram que Rin e Luvia ficassem em Fuyuki por um ano e aprendessem o bom senso, pois o Japão valoriza a cooperação e a harmonia. Eles declararam que as duas meninas precisam alterar suas personalidades para serem estudantes de Zelretch.
Bonus:
The Outsiders’ Performance Waver Velvet, Rider {Zero} Taiga Fujimura {Stay Night}
Na história paralela do CD especial de drama, Taiga Fujimura, quando adulta, conta a Saber como ela foi inspirada a se tornar professora de inglês quando encontrou Waver e Rider na quarta Guerra do Graal. Ela estava procurando pelo ladrão que invadiu a loja de sua amiga Otoko Hotaruzuka e roubou seu melhor barril de vinho. Ela encontra Waver e Rider durante a noite depois de cair do telhado. Rider se torna um tradutor para Taiga e Waver, como Waver não aprendeu japonês antes de vir para o Japão, e Taiga explicou a Waver e Rider que ela perseguia o ladrão até ele voar.
Taiga imediatamente pulou na água fria para salvar o cachorro, acreditando que Waver e Rider também ajudariam. Como Waver e Rider ajudaram Taiga a sair da água, Waver questionou por que Taiga é tão persistente em ajudar as pessoas. Taiga respondeu que acredita na bondade dos outros. Waver acha isso engraçado, embora Rider diga algo completamente diferente que deixou Waver em desordem: Rider afirma que queria que Waver tivesse uma experiência romântica. Taiga perseguiu um ladrão de roupas íntimas, arrastando Rider e Waver para ajudá-la. Depois que entregaram o ladrão de roupas íntimas à polícia, eles ajudaram a reunir o filhote ao dono.
Waver perguntou a Taiga se ela ajudou os outros, ela não tem nenhum problema. Taiga afirma que está preocupada com seu amor, escola e futuro. Waver e Rider sugeriram que ela é adequada para ensinar e orientar aqueles que buscam conhecimento. Waver sugeriu que eles se separassem e voltassem para casa, mas Taiga quer ir atrás do ladrão de barris de vinho. Waver e Rider explicaram que procurar o criminoso à noite na cidade de Fuyuki está ficando mais perigoso. Taiga tentou se apresentar aos dois, mas Waver hipnotiza Taiga para voltar para casa por sua própria segurança. Rider pensou em roubar mais barris de vinho do mercado para Taiga, mas Waver o impediu de criar mais problemas, Waver tinha um plano que poderia ajudá-la. Taiga diz que uma pessoa anônima enviou uma dúzia de barris de vinho tinto de alta classe de Londres para fora da casa de sua amiga.
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


10 maneiras de ter uma conversa melhor 10 práticas que vão deixar você mais inteligente Como ENGRAVIDAR RÁPIDO de uma MENINA! #melhorforma ... 10 dicas para ter conversas melhores - TED Celeste Headlee *NOVA* MANEIRA DE TER uma PLANTAÇÃO no MINECRAFT! Pedi Minha Melhor Amiga Em Namoro E Olha Oque Deu! 5 dicas para ser melhor amigo de alguém 5 MANEIRAS DE ARRUMAR UMA NAMORADA - YouTube 5 Maneiras de Iniciar Conversa com uma Menina COMO ENGRAVIDAR DE MENINA (NATURALMENTE) super dica! Eláyne Oliveira

Como Saber Se Espero Uma Menina - Free Wallpaper

  1. 10 maneiras de ter uma conversa melhor
  2. 10 práticas que vão deixar você mais inteligente
  3. Como ENGRAVIDAR RÁPIDO de uma MENINA! #melhorforma ...
  4. 10 dicas para ter conversas melhores - TED Celeste Headlee
  5. *NOVA* MANEIRA DE TER uma PLANTAÇÃO no MINECRAFT!
  6. Pedi Minha Melhor Amiga Em Namoro E Olha Oque Deu!
  7. 5 dicas para ser melhor amigo de alguém
  8. 5 MANEIRAS DE ARRUMAR UMA NAMORADA - YouTube
  9. 5 Maneiras de Iniciar Conversa com uma Menina
  10. COMO ENGRAVIDAR DE MENINA (NATURALMENTE) super dica! Eláyne Oliveira

Existe um segredo para conseguir engravidar de uma menina? Sim é possível se você tem dificuldades neste vídeo vou te dar umas dicas incríveis. 1º Mantenha u... *NOVA* MANEIRA DE TER uma PLANTAÇÃO no MINECRAFT! ... 10 MANEIRAS DE ACABAR COM A MOONKASE! ... MoonKase 382,611 views. 15:47. EU FIZ UMA ENTREGA DE PIZZA no MINECRAFT! - Duration: 16:27. ... COMO ENGRAVIDEI DE UMA MENINA NATURALMENTE - EU TE ENSINO - Duration: 5:46. Susy Tavares 71,371 views. 5:46. A MENTIRA TEM PERNA CURTA! Para de mentir por favor - Duration: 23:09. Seu Jeito de dançar me deu vontade de dançar em você, ... Como ter uma CONVERSA INTERESSANTE ... Como Conversar com uma menina no whatsapp da forma correta - Duration: ... VEJA O NOVO VÍDEO: '5 COISAS QUE NÃO SE DEVE FAZER NA HORA H' https://www.youtube.com/watch?v=UQG2v9nAj6A -~-~~-~~~-~~-~- Contato Profissional: [email protected] Nessa palestra no TED, Celeste Headlee, entrevistadora profissional, ensina como ouvir mais para ter conversas melhores. ... 10 maneiras de ter uma conversa melhor Nesse vídeo nós daremos dicas para você ser o melhor amigo de alguém. ... 6 maneiras de fazer com que as pessoas ... 7 Sinais Que Você Deve Terminar Uma Amizade, Mesmo Com o Seu Melhor Amigo ... Você sabia que é possível dar um empurrãozinho no funcionamento do seu cérebro para ter um melhor rendimento nos estudos e no trabalho? A revista Time fez uma lista com pequenas atitudes que ... galera tou impressionado dela ter aceitado então deixe seu like meta 10 likes. *Ative as legendas em Português (Brasil) Aprenda com uma pessoa que vive de conversas, como ter algo que o mundo está carente: conversas melhores.